O mistério da Lua em forma de U

Lua e Vénus sobre a Praia do Guincho, em Cascais, a 25 de Fevereiro de 2012.
Crédito: Sérgio Paulino.

Já não é a primeira vez que recebemos comentários sobre este estranho fenómeno na Lua. Aparentemente, a companheira da Terra tem aparecido nos céus a norte do equador a formar um U sobre a paisagem! Enfim… isto só pode parecer estranho a quem nunca olhou para a Lua.

Após uma pequena pesquisa no Google percebe-se que estas preocupações têm origem em mentiras compiladas em Março por vários blogs de qualidade duvidosa. Nesses textos afirma-se que esta suposta anomalia é uma prova de que “algo está diferente na órbita da Terra ou com a da Lua ou talvez com ambas”. Antes de me deter nesta patetice sem sentido, vou explicar primeiro como é possível observar um crescente lunar perfeitamente paralelo ao horizonte em locais tão longínquos do equador como Cuba ou o Rio de Janeiro.

Quem já olhou para a Lua mais que uma vez na vida apercebeu-se certamente de mudanças cíclicas na sua aparência. Conhecidas por fases lunares, estas mudanças não são mais que um truque de luz produzido pela gradual mudança do ângulo de incidência dos raios solares sobre a orbe lunar. O período compreendido entre duas Luas Novas consecutivas define um ciclo lunar completo (também denominado lunação), e tem como duração média cerca de 29,53 dias.


Simulação do aspecto da Lua visto numa posição geocêntrica ao longo do ano de 2012. Reparem que durante toda a animação a Lua não apresenta exactamente a mesma face. Na verdade, a Lua parece oscilar em períodos ligeiramente mais curtos que o de cada lunação. Essas oscilações denominam-se librações e são um produto do movimento orbital da Lua. Na animação são visíveis dois tipos de libração: a libração em longitude e a libração em latitude. A primeira resulta da excentricidade da órbita lunar, enquanto que a segunda é uma consequência da inclinação do eixo de rotação da Lua em relação ao plano definido pela sua órbita em redor da Terra (existe ainda um terceiro tipo de libração, conhecido por libração diurna ou paraláctica, que resulta da mudança de perspectiva induzida pela rotação da Terra).
No vídeo é ainda visível um segundo movimento mais subtil. Se observarem com atenção vão verificar que a Lua vai aparentemente alterando o seu tamanho. Este fenómeno ocorre ao longo de cada revolução orbital e é produzido pelo movimento da Lua entre os dois pontos extremos da sua órbita: o perigeu, o ponto em que está mais próxima do nosso planeta, e o apogeu, o ponto em que se encontra mais distante.

Crédito: NASA/Goddard Space Flight Center Scientific Visualization Studio.

Diariamente, a Lua aparenta progredir numa trajectória no céu de leste para oeste. Esta trajectória não é mais que uma ilusão criada pela rotação da Terra. Na verdade, a Lua move-se no sentido contrário, numa órbita excêntrica com um período de 27,32 dias (ligeiramente mais curto que o período de uma lunação), o que explica a sua deslocação para leste em noites consecutivas relativamente à abóbada celeste. Para além da sua excentricidade, a órbita da Lua apresenta ainda uma inclinação de 5,1º relativamente à elíptica, a que corresponde uma inclinação de 18,3 a 28,6° em relação ao equador terrestre dependendo da estação do ano na Terra. Ora, na prática, o que isto quer dizer é que em algumas lunações pode surgir um crescente lunar numa posição perfeitamente paralela ao horizonte em latitudes até 28º distantes do equador (por exemplo, Havana, a capital de Cuba, está 23º a norte do equador). Ou seja, nada disto é anómalo!

Para darem alguma consistência a este disparate, os autores dos blogs que tomam este fenómeno como insólito argumentam que “alguns cientistas também detectaram a anomalia lunar”. Para justificar esta afirmação, acenam com este artigo de um suposto investigador da Cornell University.

Em primeiro lugar, Lorenzo Iorio não é um cientista da Cornell University; é sim um funcionário do Ministério da Educação, das Universidades e da Investigação de Itália. Depois, é preciso ler com alguma atenção o seu artigo para o perceber de forma correcta. Através do que parece uma sequência de complicadas equações, Iorio expõe no seu artigo a detecção de um aumento na excentricidade orbital da Lua em (9 ± 3) × 10−12/ano, em dados recolhidos entre 1970 e 2008. Aparentemente, este aumento não é explicado pelos actuais modelos de interacção gravitacional entre a Lua e a Terra ou qualquer outro objecto conhecido no Sistema Solar.

Em que é que se traduzem estes valores na realidade? Traduzem-se num desvio de apenas 3,5 mm por ano nos extremos da órbita da Lua. Ou seja, de acordo com este artigo de Iorio, dentro de 100 milhões de anos, o perigeu e o apogeu lunares estarão deslocados em cerca de 350 km, cerca de 1/10 do diâmetro equatorial da Lua! Obviamente, este desvio nunca seria perceptível para um observador na Terra mesmo após 100 milhões de anos!

Claro que o artigo de Iorio fascina os profetas da desgraça não tanto pela sua possível importância na descrição da órbita da Lua, mas sim pelas especulações lançadas pelo autor para explicar a pequena anomalia na excentricidade orbital. Segundo Iorio, a discrepância por si descoberta poderia ser produto da perturbação gravitacional de um planeta com a massa da Terra numa órbita a 30 UA de distância do Sol, ou de um gigante com a massa de Júpiter situado um pouco mais distante, a 200 UA. No entanto, mesmo ele deixa transparecer o óbvio: um hipotético planeta com essas características já teria sido descoberto há muito tempo pelos astrónomos!!

Enfim… mais um chorrilho de disparates que só servem para vender as mesmas tretas de sempre do fim do mundo.

135 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Olá,

    Mas quais são as causas reais do aumento da velocidade da Lua?
    É esse aumento da velocidade que está causando o afastamento dela em relação á Terra?
    Esse aumento nos afeta de alguma forma, ou outro planeta? E essa velocidade pode aumentar com o tempo?

    Obrigado

    1. Yuri ou Amanda, pela última vez: “Se ler a próxima frase, diz lá: “mais um chorrilho de disparates que só servem para vender as mesmas tretas de sempre do fim do mundo””
      De resto, a resposta é: marés gravitacionais.

  2. Ah, li o artigo novamente, e gostaria de esclarecer outras dúvidas.
    “Segundo Iorio, a discrepância por si descoberta poderia ser produto da perturbação gravitacional de um planeta com a massa da Terra numa órbita a 30 UA de distância do Sol, ou de um gigante com a massa de Júpiter situado um pouco mais distante, a 200 UA.”

    1- Há mesmo essa interação de um planeta com a Terra, ou outro planeta, mais perto ou mais longe, ou vindo para cá?
    Ou poderia ter no futuro?

    2- Então, Lorio diz em seu artigo que percebeu um aumento velocidade orbital da Lua, e não que há anomalia nela? Foram as pessoas que acharam que ele disse que havia anomalia?

    3- E quais são as causas reais do aumento da velocidade da Lua?

    4- É esse aumento da velocidade que está causando o afastamento dela em relação á Terra?

    5- Esse aumento nos afeta de alguma forma, ou outro planeta, ou algum corpo celeste? E essa velocidade pode aumentar?

    Agradecida pela atenção

    1. Se ler a próxima frase, diz lá: “mais um chorrilho de disparates que só servem para vender as mesmas tretas de sempre do fim do mundo”

  3. Olá, boa noite!
    Esses dias estou observando a Lua, e estou reparando que ela está mais á esquerda do que nos meses anteriores, nos meses anteriores ela estava mais á direita, para o lado do pôr do sol, em relação ao ponto de onde eu olho, estou observando do mesmo ponto.
    Parece que ela está em outra posição no céu, caminhando para a esquerda, mais no centro do céu, do que antes, oposto ao lado onde Vênus está.
    Á que se deve essa posição, é isso mesmo ou é impressão minha? É comum?

    Agradecida

    1. Órbitas.

  4. Bom dia!
    Não querendo parecer insistente no assunto, mas hoje, em Belo Horizonte-MG, a Lua apareceu em forma de C um pouco inclinado, e depois ficou na forma de U, parece que alinhado com o horizonte, e saiu do céu rapidamente. Mas hoje parece que ela ficou mais tempo no céu nessa fase do que em outro mês, não entendo o movimento dela.

    A preocupação é que antes, acho que ela não aparecia nessa forma, e com o passar dos dias, ela fica mais tempo no céu, pelo seu atraso, certo, e quando ela fica mais tempo no céu, ela fica na forma de C, como sempre, mais depois ela fica na forma de C inclinado e depois fica na forma de U. Sou liga, mas parece que algo mudou, não discordando com a matéria acima, mas fico preocupada, e muitas opiniões falando de muitas coisas que podem estar acontecendo, não penso que escondem algo, mas estranho essas formas, e tem mais de três meses que a vejo assim.
    Gostaria de pedir aos profissionais, por gentileza, que falassem mais sobre isso.

    Agradecida

    1. Yasmin,

      Já lhe foi respondido: nada mudou.

      Basta olhar para o céu, diariamente, durante vários anos, como fazem os milhões de astrónomos amadores por todo o mundo, para perceber que nada mudou.

      Não é uma opinião. Nem é uma questão de concordar ou discordar. São factos.

      abraços

  5. Boa noite!
    A resposta acima não estava aparecendo quando perguntei novamente, acho que deve ser alguma configuração, pois ás vezes só quando envio uma mensagem novamente, a resposta aparece, quando entro não a vejo direto, tenho que atualizar a página ou enviar outra mensagem.

    Obrigada

    1. 🙂

  6. Tudo bem, mas sendo ou não sendo em forma de U, na Argentina é possível vê-la em forma de U? Não entendi.

    E quanto á estrela do comentário acima?

    Obrigada

    1. yasmim,

      Se entende a Lua em forma de U como um crescente perfeitamente paralelo ao horizonte, então a resposta é não. Se entende a Lua em forma de U como a que é visível na imagem de cima (ou seja, ligeiramente inclinada relativamente ao horizonte), então sim. 😉

      Quanto à estrela, já lhe tinha respondido anteriormente. O que viu foi certamente o planeta Vénus.

  7. Ah, gostaria de tirar mais algumas dúvidas.

    Estou em Belo Horizonte-MG, hoje, ao pôr-do-sol, vi uma estrela grande e bem brilhante, parecendo Vênus na foto acima, mas não sei se no mesmo lugar, o céu ainda estava um pouco claro e ela já aparecia bem brilhante, no mesmo lado que o sol se põe. Acho que é a mais brilhante e maior, meio avermelhada, estava “sozinha”, não haviam outras perto dela.
    Qual o nome dessa estrela ou planeta?
    Depois não a vi mais, é comum?
    Ela estaria se aproximando, pelo tamanho e brilho dela?

    Vi num site o mapa do céu de BH, há alguns dias atrás, uma estrela grande perto da Lua, depois ela “saiu”, acho que ainda ela está aparecendo, não sei se no mesmo lugar, mas não tinha nome, seria um corpo celeste “novo” no sistema solar? Ou está tudo como antes?

    Obrigada e parabéns pelo blog!

    1. yasmim,

      Não se preocupe porque não existe qualquer objecto novo no Sistema Solar. O que viu foi o planeta Vénus. Eu próprio estive hoje o contemplá-lo logo após o pôr-do-sol. É lindíssimo! É o planeta mais brilhante no céu devido à sua relativa proximidade e à espessa camada de nuvens claras que ocultam a sua superfície. Nas proximidades é ainda possível Mercúrio. No entanto, apesar de brilhante, este planeta perde-se um pouco no brilho do céu vespertino, pelo que é difícil de o localizar. Ambos desaparecem abaixo do horizonte pouco tempo depois do pôr-do-sol, devido ao movimento de rotação da Terra. 🙂

  8. Boa noite, como estão?
    Li os comentários acima. Não é comum ver a Lua em forma de U na Argentina?

    Obrigada

    1. Olá yasmin,

      Se entende que a imagem do início do artigo é uma Lua em forma de U, então é possível… e é normal. 😉

  9. Boa noite,
    Obrigada pelas respostas, muito esclarecedoras!

  10. Obrigada, entendi.
    Não tem a ver com a matéria, não quero mudar o assunto, mas é o mesmo caso que a Lua, um assunto puxou o outro.

    Vejo um grupo de estrelas, há alguns meses atrás eu as via numa posição, há dias que eu as vejo em outra, hoje mesmo parece que está em outra posição, tipo ao contrário, olhando do mesmo ponto de referência, o espaço entre elas é o mesmo, apenas a posição que parece que “gira”.
    As estrelas não mudam de lugar, mas o que ocorre para ver um dia em uma posição e depois ver em outra? Ocorreu mais de uma vez, como a Lua, há mais de dois meses que ela aparece em uma posição e depois vai “virando”, é a mesma coisa com as estrelas?

    Agradecida

    1. Amanda,

      Ao longo de um dia/noite, pode verificar que as estrelas, planetas, a Lua e o próprio Sol nascem (surgem) a leste (do seu lado esquerdo, se estiver voltada para sul; ou do seu lado direito, se estiver voltada para norte e a sul do Equador – e.g. no Brasil), percorrem um certo trajecto no céu e põe-se (desaparecem) a Oeste (lado direito, se estiver voltada para Sul).
      Este movimento diário é aparente e não resulta de um movimento dos próprios corpos, mas sim do movimento de rotação da Terra em torno do seu eixo.

      Se observar uma estrela ou um grupo de estrelas em dias consecutivos, poderá verificar que as estrelas vão nascendo, a Este e pondo-se a Oeste, cada vez mais cedo. Em média 4 minutos mais cedo a cada dia que passa.
      Isto quer dizer que se observar o céu sempre à mesma hora, parece que as estrelas mudam de posição dia após dia, ao longo de todo o ano. Ao fim de um ano, elas “voltam” a nascer aproximadamente à mesma hora e no mesmo local que no início desse ano.
      Este movimento anual também é aparente e é uma consequência do movimento de translação da Terra – A deslocação da Terra ao longo da sua órbita em torno do Sol.

      Mas como ou porque é que isto acontece?
      Repare que para medir a duração de um dia, pegamos no período de tempo que decorre entre duas passagens consecutivas do Sol por um meridiano (uma linha imaginária que une o ponto cardeal Norte ao Sul) e dividimo-lo em 24 partes iguais a que chamamos horas. Este “dia” tem ligeiras variações e, na verdade, é com base no período médio que se estabelecem as 24 horas do dia solar.
      No entanto, a Terra gira em torno do seu eixo em cerca de 23 horas e 56 minutos. Se tomarmos como referência uma estrela distante (que podemos considerar fixa no firmamento), veremos que de facto a Terra, demora menos que 24 horas para rodar sobre si própria.
      Mas como tomamos o Sol como referência para medir os nossos dias, o que acontece é que enquanto a Terra dá uma volta sobre si própria, também se desloca um pouco ao longo da sua órbita e assim, após cerca de 23 horas e 56 minutos depois de iniciar um período de rotação, a Terra já deu uma volta sobre si própria, mas ainda precisa rodar um pouco mais para compensar aquele deslocamento ao longo da sua órbita. E, em média, precisa de quase 4 minutos extra para que o Sol seja visto a cruzar o mesmo meridiano em dias consecutivos.

  11. Olá,
    Agradeço á todos pela atenção.

    Não considero que há algo diferente, mas gostaria de entender como é esse movimento, pois vejo a Lua “chegar” na posição como sempre vi, mas com o passar do tempo, no mesmo dia, ela vai “ficando” em outra posição. seria a rotação da Terra?
    Obrigada

    1. Amanda,

      Sim, claro. A Lua vai mudando de posição no céu ao longo do dia devido à rotação da Terra. É um movimento aparente que não tem nada de anormal. 😉

  12. Boa noite,
    E digamos que houvesse algo diferente na Lua, na Terra ou no Sol, o que poderia ocorrer na Terra?

    O eixo da Terra é inclinado em 23,5°, por isso dá as estações, certo? Ouvi falar que o eixo inclinou mais, isso procede? O eixo poderia se inclinar mais, e o que provocaria essa inclinação?
    Ou é algo constante?

    Agradecida

    1. Olá Amanda,

      Não há nada de diferente com a Terra, a Lua ou o Sol. Poderia criar aqui vários cenários catastróficos para a Terra, mas tudo isso seria inútil porque nenhum deles tem correspondência com a realidade. 😉

      Quanto à inclinação do eixo da Terra, a sua variação ocorre lentamente entre os 22° 02′ e os 24° 30′ com uma periocidade aproximada de 41 mil anos (ver http://earthobservatory.nasa.gov/Features/Milankovitch/milankovitch_2.php). Ou seja, o que ouviu falar é MENTIRA. Estas variações na inclinação têm reflexos nas estações. As maiores inclinações produzem invernos mais frios e verões mais quentes, enquanto que as inclinações mais suaves dão origem a estações mais amenas.

  13. Boa noite!
    Foi avistada no telescópio infravermelho alguma anã-marrom?
    Poderia vir para cá uma anã-marrom, anã-vermelha, algum desses corpos celestes, ou outro?

    Agradecida

    1. Existem muitas anãs marrons.
      Nenhum delas está a vir para cá.

      Anãs vermelhas são estrelas. Nenhuma delas vem chocar connosco.

      abraços

  14. Boa noite,
    Estou em Belo Horizonte-MG, aqui eu vejo a Lua com a “mancha” dela em pé, no lado esquerdo, parecendo um desenho de um cavalo. Na fase minguante, ela fica com forma de “C”, com a mancha aparecendo em pé, no mesmo lado. No início ela fica pouco tempo visível no céu, indo “embora” rapidamente, á cada dia ela fica mais tempo no céu, já li que ela atrasa 50 minutos á cada dia.
    Ela aparece sempre em pé, na forma de C, mas á medida que o tempo passa, ela vai “deitando”, ficando na forma de U, á cada dia ela fica mais tempo no céu, e mais tarde vai ficando na forma de U. Quando ela está na fase cheia, ela aparece como sempre apareceu, com a mancha em pé, no lado esquerdo, sempre a via assim, mas com o passar do tempo, ela parece que vai “virando”, ficando com a mesma forma de U, só que na fase cheia, a mancha que no início que a Lua começa á aparecer, aparecia em pé no lado esquerdo, fica agora de “cabeça para baixo”, no lado direito, e dependendo do dia, ela fica assim até de dia, como ontem e hoje eu a vi de dia assim, nessa forma, mas á noite mesmo, com o passar do tempo, ela fica assim.
    Eu sempre a observei, e sempre vejo do mesmo jeito, mas não lembro se antes eu a via assim, na forma de U, “virada do outro lado”, não sei se é porque eu não a olhava a noite toda, apenas alguns momentos, e também não lembro o lado que a mancha ficava. Sempre que eu a via, a mancha estava em pé, no lado esquerdo, não lembro o horário e dia que eu olhava, se eram os mesmos de hoje, para comparar.
    Bom, de uns meses para cá reparei a Lua nessa forma.

    Em Belo Horizonte, qual posição ela aparece? Não entendo de coordenadas.

    Li em um dos comentários acima, que Belo Horizonte está mais próximo do Equador, é “normal” vê-la nessa posição aqui em BH?
    Ela aparece “normal”, e depois parece que vira de “cabeça para baixo”, não lembro dela assim antes.

    Li o artigo, mas como é esse movimento, ela “virar” com o passar do tempo? Mas, digo que todo mês ela vem sempre do mesmo lugar, e vai “andando” para o mesmo lugar, ate o brilho que ela emite bate na mesma posição em casa, mas a forma dela, não sei se está diferente, e muitas pessoas dizendo que ela está diferente.

    É normal a vermos nessa posição no Brasil e em BH? Reparei também que um conjunto de estrelas parece que “vira” com o passar do tempo, um conjunto de quatro estrelas, que não sei o nome, mas ficam do lado oposta da Lua, formam um quadrado irregular, com o passar do tempo elas ficam em outra posição, vendo do mesmo ponto.

    Não acredito que tenha algo anômalo, mas gostaria de entender melhor essas posições. Ás vezes penso se algo está mudando ou mudou, e pode prejudicar a Terra de alguma forma, ou se algo mudou ou está mudando, mas é normal e não prejudica.
    Bom, agradeço a atenção.

    1. A Lua não vira nem tem formas diferentes.
      Simplesmente vemos a parte iluminada pelo Sol de diferentes formas.
      http://www.moonconnection.com/images/moon_phases_diagram.jpg

      Sim, em Belo Horizonte ou em qualquer outro lado, a Lua está sempre igual como sempre foi desde que existe Humanidade 😉

  15. Obrigado

  16. Olá,
    Sobre Júpiter, não tem a ver com o post, mas pergunto porque vi num comentário aqui falando disso.

    E em outro post que não consegui encontrar para perguntar, sobre uma foto de um faixo de luz de uma estrela cadente, a posição de Júpiter, alguém questionando que Júpiter não estaria naquela localização, mas a foto é de outro ano. A dúvida é a seguinte, hoje, Júpiter estaria em outro lugar? E essa mudança de lugar é comum?

    Obrigado

    1. Não sei em que artigo encontrou esse comentário (ou do que trata em concreto), mas posso esclarecê-lo desde já que Júpiter não alterou a sua órbita. Ou seja, se olhar para o céu logo a seguir ao pôr-do-sol vai encontrar Júpiter no local exacto onde era suposto estar. 😉

  17. Olá,
    O que poderia estar acontecendo com Júpiter?
    “Nada em especial”, mas o que já aconteceu com ele?
    Obrigado

    1. RobertAC,

      Não está a acontecer nada de extraordinário com Júpiter. Leu nalgum sítio alguma coisa que o deixasse com dúvidas?

  18. Ola!
    Sei que me arrisco a levar um “fora”,mas gostaria de ver fotos datadas da Lua em formato de U das décadas passadas. Grata

    1. Aqui tem fotos da década anterior com a Lua dessa forma…
      http://www.uwgb.edu/dutchs/AstronNotes/SkyPix.HTM

      Mas certamente no Google encontra muitas mais… sobretudo se procurar em websites de astrónomos amadores que tirem fotos ao céu há várias décadas.

      abraços

        • Lúcia on 05/05/2013 at 16:05

        Obrigada pela resposta. Estou curtindo vocês no Facebook. Um abraço

  19. muitos vão continuar levando a sério esses boatos e achar que os cientistas de todo o mundo estão a esconder algo… mesmo depois de verem centenas de ‘fins-do-mundo’ serem desmentidos (no passado e futuro)… e quando chegar a hora da comunidade científica anunciar algo que realmente traga algum perigo ao nosso planeta (se isso ocorrer algum dia), ninguém vai acreditar …. ;o)

    • jean de araujo tavares on 30/10/2012 at 17:36
    • Responder

    ola bom dia me chamo jean e moro em Natal Rn sempre fui fascinado por astrologia e coisas do espaçoe gostaria de saber de vcs qual a posição em relação ao planeta que chama de nibiru, ele existe? ou é so bobagem de pessoas que querem vender e destruir a inteligencia do homem, vejo diversas fotos e relatos nos sites, olho para o sol e não vejo esse tal planeta perto dele, gostaria de saber a opiniao de vcs. abraços…

    1. É tudo bobagem para enganar as pessoas.

      http://www.astropt.org/2011/09/09/fantasia-planetaria-nibiru/

      http://www.astropt.org/tag/nibiru/

      abraços!

  20. carlos, desculpa o termo, mas estás a ser burro, falar com esse tipo de gente, só te chateia. a teimosia é uma coisa, ser parva é outra, e a nara simplesmente não tem mentalidade suficiente, pela qual a ciência para ela é uma simples imagem em que só revela maldade, os profetas é que estão a encaminhar a vida neste planeta, e é por gente como a nara que este planeta não desenvolve ao ritmo que devia..

    nara, para dar-te um abre olhos e deixares a parvoíce de lado, cala-te e le de novo tudo o que o carlos disse, não te peço para aceitares mas sim leres, depois de tudo o que leres, se souberes… pensa e verás respostas em qual não imaginavas, se a tua mentalidade o permite, e não adianta responderes a esse texto pela qual eu simplesmente não perco muito tempo com gente insignificante.

    boas noites.

  21. Bom, li um pouco dos artigos que vc mencionou e vejo que vc faz uma diferenca enorme entre o que vc considera ciencia e pseudociencia. E eu te pergunto.. O que e ser um cientista? Nao e alguem que se questiona e tenta explicar algo? Todos nos podemos ser cientistas se conseguirmos explicar com teorias e fatos um fenomeno.. Ou estou enganada? Por que vc defende com unhas e dentes que a ciencia nao erra? Concordo que Ciencia e acumulo de conhecimento claro.. E vc deve concordar que a ciencia e dinamica.. concorda ou nao? Recentemente os cientistas da Nasa encontraram 2 buracos negros em uma galaxia e derrubaram uma teoria que prevalecia que so podia existir um. O que e isso? Sera que eles estavam com a verdade absoluta que vc defende tanto que os cientistas detem? E se algum pseudo cientista que nao fosse da NASA tivesse dito que poderia existir mais de um buraco negro em uma galaxia? Qual seria a sua reacao???Chama-lo de vigarista mentiroso? Olha vc deve concordar comigo que a ciencia nao explica tudo!! Por que esse ceticismo todo? Por que julgar tanto assim as pessoas que procuram por outras explicacoes?? Quem vc considera ser os donos da verdade? Os cientistas da Nasa por exemplo? Pois vc falou acima que nao esta acontecendo nada com Jupiter.. E os proprios cientistas da Nasa estao falando que sim. Vc nao se considera tao inteligente por que vc nao sabe disso? Bom, mellhor parar por aqui. Pensei que pudesse colocar minha opiniao sem ser julgada, mas juro que esse ceticismo doente me assustou demais.. Passar bem…

    1. Nara, todos nós podemos ser cientistas SE E SÓ SE tivermos conhecimento para isso.
      No seu caso, deveria aprender Sumério, antes de dizer barbaridades que leu em sites de vigaristas.

      Se a Nara tiver que fazer uma operação ao cérebro, vai pedir a quem?
      Ao médico-cirurgião que tem conhecimento para isso?
      Ou vai pedir ao electricista que nunca estudou medicina, mas diz-lhe que sabe tudo sobre ela porque leu nos livros Sumérios?

      “Recentemente os cientistas da Nasa encontraram 2 buracos negros em uma galaxia e derrubaram uma teoria que prevalecia que so podia existir um.”

      Isto é mais uma mentira.
      Mais uma vez, a Nara afirma mentiras em vez de questionar, em vez de perguntar a quem estuda esses assuntos.
      Mais uma vez a Nara porta-se como uma crente fundamentalista em tudo o que os vigaristas lhe dizem.

      Esta é a notícia correcta. O processo de acrecção e ejecção é o mesmo. Só não deverá ser tão eficiente. E os buracos negros ainda não tiveram tempo de se agregar. É só. Nada mudou.
      http://www.astropt.org/2012/10/04/m22-com-dois-buracos-negros/

      ” a ciencia nao explica tudo!!”

      Esta é uma das vantagens da ciência. É a diferença para a religião. Ciência não a engana, como faz a pseudo-ciência.

      “Por que esse ceticismo todo?”

      O cepticismo dá-lhe tudo na vida, desde a internet até às máquinas nos hospitais. Páre de cuspir no prato que lhe dá de comer todos os dias.
      http://www.astropt.org/2011/05/21/profecias-da-ciencia/

      “Por que julgar tanto assim as pessoas que procuram por outras explicacoes?”

      Os únicos que procuram explicações são os cientistas.
      A nara não procura explicações, senão lia os links para os artigos que lhe dei.
      Em vez disso, a Nara acredita em qualquer vigarice na internet. Não procura explicações, mas acredita em tretas. A Nara não questiona; simplesmente crê.

      “Quem vc considera ser os donos da verdade?”

      Ninguém.
      Veja as coisas por si. Aprenda Sumério e já vê onde está a verdade.

      “Pois vc falou acima que nao esta acontecendo nada com Jupiter.. E os proprios cientistas da Nasa estao falando que sim”

      Mais uma mentira.
      Nada está acontecendo de especial em Júpiter. Nada. E os cientistas da NASA confirmam-no. Mas neste caso nem precisa da NASA para nada: pergunte aos milhões de astrónomos amadores por todo o mundo.

      “Pensei que pudesse colocar minha opiniao (…)”

      Você não colocou a sua opinião. Você afirmou baboseiras comprovadas pelos factos.
      Se quer dar a sua opinião, primeiro informe-se sobre os assuntos. Pergunte. Questione. Não afirme, se não sabe.

      E aqui não é um local para opiniões no ar. Aqui transmite-se conhecimento. As opiniões de cada um nada valem. Já reparou que eu nunca dou opiniões?

      “sem ser julgada”

      Não foi julgada. A informação que deu foi avaliada, e conclui-se que é falsa à luz do conhecimento.
      É só.
      Se não quer que a sua informação seja falsa, mude de fontes de informação. As que tem actualmente só lhe dizem disparates.

      abraços

    2. Bem, a Nara continuou a enviar comentários, mas eu não vou perder mais tempo com esta discussão inútil.
      Como se percebe pelos comentários acima, praticamente tudo o que a Nara escreveu, está errado à luz do conhecimento.
      Se desconhece, informe-se. Se desconhece, pergunte a quem sabe. Se não quer aprender com outros, aprenda por si. Aprenda a língua Suméria e tudo o resto, ANTES de acreditar cegamente em vigaristas, e antes de entrar em locais de conhecimento para afirmar mentiras.

      Passe bem.

  22. Acho que esta acontecendo um certo exagero aqui. Acreditar em uma teoria diferente do que a maioria pensa nao e ser vigarista ou mentiroso. Cada um tem suas razoes para acreditar em algo. Falta de conhecimento? Sim, talvez como vc explicou muito bem nesse post, foi um exemplo. Mas questionar e se preocupar com o que esta acontecendo na terra ultimamente e perfeitamente natural ao meu ver. Nao podemos negar que a terra esta sim diferente.. ! Nao sou de acreditar em teorias apocalipticas, mas eu tenho a mente aberta para aceitar as possibilidades.. Todo mundo sabe, os cientistas sabem que a terra ja passou por inumeras transformacoes, extincoes em massa etc.. E eu me pergunto.. Por que isso nao pode acontecer conosco tambem? Sera que somos tao importantes assim, tao superiores assim que nao podemos aceitar uma realidade dessas? A qualquer momento poderia acontecer algo extraordinario por aqui, por que nao? Nao concordo com o terrorismo que alguns sites de teorias apocalipticas abordam os assuntos, mas na midia oficial mesmo existe inumeros fenomenos que aindam nao sao bem explicados sim. Outra coisa que me inquieta um pouco e o desprezo que as pessoas dao aos registros historicos das civilizacoes antigas. Todo mundo sabe que ainda existem muitos misterios que a ciencia moderna nao explica em relacao a essas civilizacoes!!.. Por que as civilizacoes antigas de mais de 3500 anos sabiam de coisas que a civilizacao moderna demorou quase 2000 para ‘descobrir’? Os sumerios sabiam dos planetas do sistema solar, falaram ate sobre o plutao e esse bendito plutao foi descoberto apenas em 1930???!!! Todos os dias os cientistas descobrem coisas novas a respeito do nosso Universo,novos planetas, concorda? Entao por que eles nao podem descobrir um planeta novo em um futuro proximo que foi descrito pelos sumerios ha mais de 3000 anos por exemplo???? Nao estou falando que acredito em Nibiru, mas tambem nao desacredito.. Eu acho que as pessoas confiam muito nas informacoes oficiais, ou seja, tudo que ainda nao e explicado oficialmente e um absurdo que seja verdade.. Nao nao.. A ciencia acreditava que a terra era quadrada ha poucos anos atras e quem descordava era louco lunatico.. Vamos abrir nossa mente para as possibilidades!! Vamos questionar!!! Vamos entender que nem todo o conhecimento e absoluto… Abracos a todos!!

    1. O problema do seu comentário, Nara, é que é totalmente pseudo, totalmente alheio à realidade e oposto ao conhecimento.
      E não precisava de ser, bastava se informar devidamente sobre esses assuntos no astroPT.

      “Acreditar (…)”

      A ciência é conhecimento acumulado. Esse conhecimento nunca se faz de acreditar.
      Acreditar é o oposto de saber.
      http://www.astropt.org/2011/12/13/nos-queremos-saber/

      Eu não acredito na gravidade, na electricidade, etc. Eu sei como elas funcionam.

      “em uma teoria diferente (…)”

      Não existem teorias diferentes.
      Uma teoria científica não depende das ideias de alguém. Uma teoria precisa de evidências e factos comprovados.
      E os factos são totalmente claros! E são baseados em observações que se fazem há milhares de anos! Não é alguém que se lembra de levantar de manhã, olhar para o céu e criar um vídeo no youtube com disparates.
      http://www.astropt.org/2012/09/15/teoria/

      “Nao podemos negar que a terra esta sim diferente.”

      A Terra está *sempre* diferente.
      A Terra há 4 mil milhões de anos tinha continentes diferentes, bastante enxofre na atmosfera e não tinha oxigénio.
      E depois?
      Nada disso tem a ver com a Lua em U.

      “aceitar as possibilidades.”

      Lá está, só os vigaristas falam em possibilidades… e a Nara cai nas tretas deles.
      http://www.astropt.org/2012/10/11/possivel-vs-provavel/

      “Todo mundo sabe que ainda existem muitos misterios que a ciencia moderna nao explica em relacao a essas civilizacoes!”

      Que eu saiba, são 0. E eu por acaso, tenho cursos de arqueoastronomia.

      “Os sumerios sabiam dos planetas do sistema solar, falaram ate sobre o plutao e esse bendito plutao foi descoberto apenas em 1930???!!!”

      Pura e total mentira. Basta saber ler Sumério, em vez de acreditar em parvoíces da net…

      “Entao por que eles nao podem descobrir um planeta novo em um futuro proximo que foi descrito pelos sumerios ha mais de 3000 anos por exemplo?”

      Porque os Sumérios nunca descreveram tal planeta. Não se pode descobrir algo já dito por outros, se os outros nunca disseram isso.

      “mas tambem nao desacredito.”

      Não tem nada a ver com acreditar ou desacreditar. Aprenda Sumério e leia por si própria.

      A Nara é livre de acreditar em qualquer vigarista que lhe diga que os Sumérios falaram no Pai Natal.
      Mas acreditar em tretas é oposto ao conhecimento. Aprenda a ler Sumério e vai perceber que os Sumérios NUNCA falaram em nada disso.

      “Eu acho que as pessoas confiam muito nas informacoes oficiais”

      E no entanto, é a informação oficial que lhe dá a electricidade, que lhe permite estar na internet a dizer que não se deve seguir isso, e que lhe permite saber que vive num planeta que faz parte de um enorme Universo. Tudo isto é informação oficial. Nada disto alguma vez foi descoberto pelos vigaristas.

      “A ciencia acreditava que a terra era quadrada ha poucos anos atras”

      TOTALMENTE MENTIRA!!!!
      NUNCA se disse que a Terra era quadrada.
      E já se sabe que ela é quase esférica desde o tempo de Aristóteles, que provou isso, há cerca de 2500 anos atrás!!!!
      E mais, isto é informação oficial VERDADEIRA que NUNCA irá mudar! Mesmo que os vigaristas digam que a Terra é uma pirâmide.
      http://www.astropt.org/2011/08/23/ciencia-nao-erra/

      “Vamos abrir nossa mente para as possibilidades!!”

      NÃO! NUNCA!
      Uma mente aberta a possibilidades pseudo é uma mentalidade onde entra todo o lixo!
      http://www.astropt.org/2011/11/20/mente-aberta/

      “Vamos questionar!”

      Isso é feito todos os dias pela ciência e pelos cientistas! Isso está na base da ciência.
      Já os vigaristas e as ideias mentirosas que referiu, são ditas e só crê nelas quem NAO questiona – simplesmente acredita em qualquer treta sem questionar.

      abraços!

  23. Alguém poderia me dizer se na localidade de Anapolis Goias a lua tem a forma de U, pq antes eu não prestava atenção nela, mas ja faz uns 3 meses que vejo a lua com essa forma

    1. Eduardo,

      A Lua não tem sempre a forma de U, porque a Lua passa por fases. Todos os meses a Lua passa por diferentes fases.

      Por outro lado, se o Eduardo está em Anapolis, Goias, que fica a 16º S, então o post é peremptório ao dizer que a Lua, vista do seu local, vai estar aparentemente em U em várias lunações. Vista do seu local, sempre foi assim e sempre será.

      abraços

  1. […] Solar, seria em forma de “U” (humm, será que pseudos irão ver essa relação com o formato “anômalo” da Lua?), tocando o campo “energético” da Terra fazendo, consequentemente, uma espécie de […]

Responder a Anã Margarida Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.