Oceano Interior em Titã

A sonda Cassini detectou evidências para um enorme oceano sob a superfície de Titã.

Desde 2004 que a sonda Cassini tem feito um trabalho incrível no sistema de Saturno.
Desta vez, ao medir a gravidade na maior lua de Saturno, Titã, permitiu aos astrónomos perceberem que o interior de Titã é bastante flexível, com grandes oscilações das forças de maré gravitacional (10 metros), o que é explicado como sendo devido a um enorme oceano interior.
Isto também seria mais uma peça do puzzle de modo a compreender um dos mistérios em Titã: como o metano é armazenado no interior e posteriormente reposto na atmosfera de Titã.

O oceano poderá ser de água no estado líquido, com metano e amoníaco.

Leiam na NASA e o artigo científico.

3 comentários

3 pings

    • Jonatas Almeida da Silva on 02/07/2012 at 18:04
    • Responder

    Isso as vezes me parece inesperado, embora seja um achado natural, já que outras luas também apresentam tais sinais de oceano subsuperficial em outras luas, como a jupiteriana Ganimedes. O que Ganimedes e Titã têm em comum? tamanho, ambas são grandes o suficiente para terem pressão e calor interno.
    Mas a superfície de Titã, que sabemos ser um mundo singular, é ao mesmo tempo familiar (montanhas, lagos, rios, mares, erosão, chuvas, ciclos, ventos, nuvens, dunas) e ao mesmo tempo alienígena(todas essas formações familiares de nosso ambiente estão sendo desenhadas por outros elementos e outras condições). A reportagem parece sugerir que esse oceano subsuperficial poderia estar vinculado aos ciclos elementares entre superfície e atmosfera, algo difícil de entender como, pois ele deve estar km abaixo da crosta superficial. Só haveria um modo: Vulcões de Gelo. Eles explicariam a produção de Metano, mas não o armazenamento no interior.
    É, parece que há muito a aprender sobre essa magnífica lua de Saturno. E pensar que foi uma sonda anterior parecida com a Cassini e com missão parecida que fez com que eu me apaixonasse pela astronomia: foi a sonda Galileu, que investigava Júpiter e eu lia sobre seus feitos desde menino, sem imaginar que viveria pra repetir a experiência depois como jovem formando no segundo grau, dessa vez em Saturno.

    1. Excelente comentário 🙂

    • Ricardo André on 30/06/2012 at 16:13
    • Responder

    A provar que o oceano interior de Titã é mesmo de àgua, poderá transformá-la na melhor “casa” para nós após o Sol evoluir para Gigante Vermelha, se ainda andarmos por cá 🙂

  1. […] superfície arenosa ressequida, lagos, lagos, Ligeia Mare, rios, mares, lagoas, pântanos, oceano interior, Terra Média, Terra Média). Encélado (notícias, geysers). Mimas. Prometeus. Hiperião. Phoebe. […]

  2. […] não sincrónica, um elemento fundamental nas teorias que apontam para a existência de um oceano subsuperficial global no interior da lua saturniana. Os resultados sugerem que a rotação de Titã não apresenta um desvio significativo em relação […]

  3. […] que nesta imagem parece que os anéis cortam a lua a meio. Lua esta, que recentemente se soube que pode ter um oceano interior. var addthis_options = "facebook,domelhor,google+"; var addthis_config = […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.