Apresento-vos: Peter Popoff

Texto originalmente publicado na sítio de Internet da COMCEPT, Comunidade Céptica Portuguesa.

 

Há pelo mundo fora “personagens” de surpreendente resistência e com negócios ainda mais surpreendentes.

A última que me foi dada a conhecer chama-se Peter Popoff.

Reverendo Peter Popoff…numa imagem menos convencional (Crédito: Zylaxice)

O Peter Popoff era o “típico” curandeiro evangelista que alegava poder curar todos os males pelo poder divino das suas mãos. Nos anos 80 do século passado, enchia pavilhões de crentes à procura de uma cura para os seus males físicos e espirituais nas “Cruzadas Milagrosas” de Popoff. O sempre atento James Randi investigou o caso e desmascarou-o publicamente no famoso programa da televisão americana, The Tonight Show. Vejam o vídeo:

Pois é, afinal a “vidência” não era fruto de inspiração divina, mas da ciência e tecnologia que lhe permitia ter um auricular através do qual a mulher Elizabeth lhe transmitia informações detalhadas de cada pessoa, informações essas que constavam da ficha que cada espectador preenchia antes de entrar! O James Randi e a sua equipa conseguiram detectar a transmissão do sinal de rádio e gravar a voz da mulher a transmitir-lhe informação em tempo real.

O certo é que, após a escandalosa denúncia dos seus métodos e, depois de declarar falência e manter um low profile durante alguns anos, já neste século Popoff volta a surgir em força, com um novo estratagema e, claro, lucros milionários. Agora, para além dos seus poderes de cura nas sessões “presenciais”, oferece água bendita com poderes milagrosos (Miracle Spring Water) gratuitamente! Então como é que ganha dinheiro? Há sempre algo mais por trás de uma oferta.

 

Aqui ficam alguns vídeos sobre as novas investigações e denúncias feitas…

Em 2007, no Inside Edition:

Em 2009, no Media Watch da ABC australiana, onde expõem a transmissão dos anúncios e publirreportagens do reverendo na TV australiana:

Então não é que, para que a água milagrosa e sais sagrados do Mar Negro funcionem, é preciso enviar dinheiro ao pio reverendo?

Com esta e outras estratégias, em 2005 declarou ao IRS 23 milhões de dólares em donativos! E quanto mais terá ficado por declarar?

No Canadá, em 2011, a organização céptica Center for Inquiry, gravou imagens de uma das cerimónias religiosas do reverendo em Toronto, chamada “Positioning Yourself for the Harvest”. No vídeo da Think Again TV, os métodos de Popoff são de novo expostos!

Não admira que ele diga em alta voz “Nunca ficarei falido!”…já os seus seguidores, não podem dizer o mesmo.

7 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. É preciso deixar uma coisa bem clara, picaretagem existe em todas as áreas do conhecimento.

    Na medicina, por exemplo:

    http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/vinte-medicos-em-burla-de-50-milhoes

    http://www.baguete.com.br/colunistas/colunas/31/janer-cristaldo/27/06/2012/gigolos-das-angustias-humanas-ampliam-mercado

    E o mesmo se aplica a todas as outras: economia, engenharia, direito, política, etc. Não existe um só setor onde não haja picaretas, logo, se o seu argumento para negar a veracidade da existência do sobrenatural e da para-normalidade é pura e simplesmente apontar fraudes, então a senhora Diana, partindo do mesmo princípio, também está a negar a veracidade de tudo mais que existe, incluindo a Biologia.

    É isso que dá quando se dispõe a falar a respeito do que não entende. Enforca-se nas próprias palavras. Que tristeza…

    1. Este é um comentário totalmente sem nexo.

      Primeiro porque na ciência a “picaretagem” é muito rara! Mais rara que outras áreas!
      http://www.publico.pt/ProjectSyndicate/Heinrich%20Rohrer/a-conduta-dolosa-da-ciencia-1554578
      (o problema dos vigaristas é que nem sabem isso… só se lembrando de casos positivos!)

      Em segundo lugar: a diferença entre os médicos e os supostos psíquicos, é que há milhões de médicos no mundo que falam verdade; mas não há um único psíquico que fale verdade!

      Em terceiro lugar, você é tão ignorante que nem percebeu que cometeu a falácia do Red Herring: para defender psíquicos falsos, vai buscar burlas a médicos!

      Em quarto lugar, não é “senhora Diana”, é “Dra. Diana Barbosa”. Vê se tem respeito, menina, por quem te dá o conhecimento.

      Por último, deixe de ser hipócrita! Se acha que em áreas do conhecimento o que existe é isso, então saia da internet! E nunca apareça num hospital!

      Enfim…

      Sabe Anabela, é isso que dá quando se dispõe a falar a respeito do que não entende. Enforca-se nas próprias palavras. Que tristeza!!!!

    2. Caro Raziel, perdão Principiante Espirita, perdão Ana Bela, LOLLLLLLLLLLLLLLLLLL

      Ou são a mesma pessoa ou partilham o mesmo apartamento!! LOL
      Localizador de IPs:
      http://www.geobytes.com/IpLocator.htm?GetLocation

      A sua palhaçada é constante. Mas assim se apanham os vigaristas…
      http://www.astropt.org/2012/04/02/vemo-nos-em-tribunal-ii-blogger-portugues-processado/comment-page-1/#comment-53810

      Todos os seus comentários (posteriores) estão a ir para SPAM.

      Sim, conheço todos os vigaristas de quem você fala.

      Sim, não é senhora mas sim Dra. Diana. Aprenda as diferenças. Tenha respeito pelo conhecimento das pessoas.

      E não, links para o Jornal da Ciência NADA servem, porque como se explicou aqui demasiadas vezes, esse jornal apresenta muitíssimos erros.

      Passe bem.

    3. Como disse acima, este não é um post sobre religião ou sobre a existência ou não do sobrenatural.
      É um post sobre um vigarista. Ponto.
      Nada mais a acrescentar.

  2. É uma daquelas “máximas”:

    “Façam o que mando, mas não façam o que eu faço”.

    Muitos destes que pregam, negativamente, muitos anti-conceitos científicos; outras, positivamente, sobre virtudes, deveriam ser referências para àquelas que são pessoas simples, que buscam um conforto face à tantas mazelas.

    Essa é uma das coisas que, infelizmente, envergonham as religiões acerca das questões da moralidade (conceito).

    Parabéns pelo artigo, Diana.

    1. Obrigado, Cavalcanti. 😉

      O post não é uma crítica à religião (esse, como sabes, não é o propósito deste blog), é mesmo uma exposição de um vigarista! Porque, como este, há muitos “clones” por aí!

      1. Sim, Diana. 🙂

        Acredito que compreendi perfeitamente o(s) objetivo(s) do teu artigo. 😉

        No campo religioso, é verdade, destes aí existem aos montes – felizmente desmascarados graças às ferramentas que encontramos na ciência – obtendo grandes somas econômicas graças à boa fé e, por vezes, ingenuidade das pessoas, através das próprias vigarices de quem realiza. Qualquer causa atribuída ao “sobrenatural”, como foi este caso, pelo velho e bom-senso, deve, antes de tudo, passar por uma rigorosa análise crítica científica.

        Tens completa razão: 🙂 o propósito deste não é fazer críticas à religião + contrastes ideológicos. Não no meu tempo de mais jovem, mas já agora, homem adulto, sempre defendi a ideia que ciência em si não é católica, evangélica, budista, islâmica, hare krishna, ateia e etc. Penso que àqueles (nós) que a fazem sim: se enquadram em qualquer uma destas.

        O artigo ficou excelente – a razão acima dos fatos. 😉

        Abraços cordiais.

  1. […] (limpeza espiritual). Depois da Vida (Anne Germain). Psíquicos. Mitchell Coombes. Empty Force. Peter Popoff. Televisão Alternativa. Cura Alternativa. Terapias Alternativas. Não-Medicina. Steve Jobs. […]

Responder a Diana Barbosa Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.