Set 06

Erupção de um filamento solar revisitada em alta definição

Na semana passada divulgámos aqui espectaculares imagens do colapso de um enorme filamento solar, obtidas pelo Solar Dynamics Observatory (SDO). Ontem, a NASA publicou um excelente vídeo em alta definição, onde inclui também dados reunidos pelos coronógrafos dos observatórios SOHO e STEREO-B. Vejam em baixo:

 

O colapso de um gigantesco filamento solar e consequente ejecção de massa coronal vistos a 31 de Agosto de 2012 pelos observatórios espaciais SDO, SOHO e STEREO-B.
Crédito: NASA/Goddard Space Flight Center.

O novo vídeo permite-nos contemplar em detalhe toda a violência do fenómeno. A colisão de parte do filamento com a superfície solar provocou uma fulguração classe-C8, que por sua vez esteve associada a distúrbios na ionosfera terrestre no lado diurno da Terra que temporariamente degradaram a propagação de ondas de rádio. A restante fracção do filamento foi arremessada para o espaço a uma velocidade de cerca de 1.500 km.s-1! A densa nuvem de plasma não viajou directamente na direcção da Terra, mas um dos seus flancos colidiu com a magnetosfera terrestre na segunda-feira passada, provocando a manifestação de belas auroras nas latitudes mais elevadas.

Comparação das dimensões do filamento no momento do colapso com o diâmetro da Terra.
Crédito: NASA/Goddard Space Flight Center.

11 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Sandra Teixeira on 07/09/2012 at 09:58
    • Responder

    Bom Dia
    Gostaria de fazer uma pergunta (desculpem pela minha ignorância). Existe alguma possibilidade das tempestades solares afectarem a vida humana ou apenas afecta os sistemas electrónicos? Tenho lido que o nosso “escudo” está um bocadinho fraco o que nos deixa mais vulneráveis 🙁

    1. Sistemas electrónicos.
      Afecta-nos a nós pela beleza das auroras nos céus.

      O escudo não está fraco.
      Os pseudos é que falam na reversão dos pólos… mas é mentira. E se fosse verdade, seria fantástico para nós 😉
      http://www.astropt.org/2011/12/06/campo-magnetico-da-terra-reversao-dos-polos/

    2. Olá Sandra,

      Não tem que se desculpar. Mostrou inteligência ao fazer essa pergunta num sítio de ciência como o AstroPT. 😉

      Antes de responder à sua questão, gostaria de clarificar que, de facto, a força do campo magnético terrestre se deteriorou 10 a 15% nos últimos 150 anos. No entanto, este enfraquecimento enquadra-se num conjunto de flutuações com períodos de centenas a milhares de anos, e não tem expressão no desempenho da magnetosfera terrestre (o nosso escudo protector).

      Quanto à sua pergunta, as tempestades solares podem afectar a saúde humana em condições muito particulares.
      As tempestades solares geram grandes quantidades de partículas energéticas (protões), mas a magnetosfera terrestre é particularmente eficiente em impedir que estas partículas cheguem à superfície terrestre. Quando encontram a magnestosfera da Terra, seguem as linhas do campo magnético até aos pólos magnéticos, acabando a maioria por colidir com as moléculas da atmosfera nestas regiões.
      Em tempestades muito intensas, a quantidade de radiação nestas regiões pode aumentar para níveis preocupantes para a saúde humana em altitudes usadas pelos voos comerciais. Para o viajante ocasional, estes eventos não têm expressão na sua saúde (a exposição pode ser intensa mas é também muito limitada no tempo). No entanto, para os pilotos que usam com frequência rotas polares poderá haver alguns motivos para preocupação (a exposição cumulativa pode favorecer o aparecimento de células cancerígenas).
      Os seres humanos em maior risco são os astronautas. Existem, no entanto, pequenos espaços na Estação Espacial Internacional (EEI) que servem de abrigo aos astronautas durante estes eventos.

    • Sandra Teixeira on 07/09/2012 at 14:32
    • Responder

    Muito obrigada pelo vosso esclarecimento. Adoro o vosso blog, embora seja uma leiga nestes assuntos 🙂
    Só mais uma questão, pq é que a NASA está preocupada, em particular, com este máximo solar 2012/2013?

    1. Porque em todos os máximos existem mais probabilidades de tempestades geomagnéticas que podem afectar as comunicações (satélites) e os astronautas (como o Sérgio referiu em cima).

      Mas este máximo vai ser fraco, por isso a preocupação é mínima 😉
      http://www.astropt.org/2012/05/21/sol-com-maximos-e-minimos-preocupantes/

      abraços!

    • Sandra Teixeira on 07/09/2012 at 17:09
    • Responder

    O meu muito obrigada pela elucidação 🙂
    Mais uma vez parabéns pelo blog

    • Edson soares on 20/09/2012 at 13:51
    • Responder

    Ola Sergio,voce sabe me dizer se essa notícia procede
    http://actualidad.rt.com/ciencias/view/54039-Sol-al-ataque%3A-Tierra-podr%C3%ADa-enfrentarse-con-un-colapso-energ%C3%A9tico-el-22-de-septiembre
    Esse site é serio ?
    Visito diariamente o astropt e o painel global e não vi nenhuma emc consideravel para 22/09/2012
    abraços

    1. Olá Edson,

      O site pertence ao canal de televisão RT, um canal de informação russo.
      A notícia é completamente absurda. Neste momento, a actividade solar está em baixa e, para o dia 22 espera-se apenas um ligeiro aumento da actividade geomagnética devido à passagem de um fluxo de vento solar proveniente de um buraco coronal. Ou seja, não houve (nem se esperam nos próximos dias) explosões solares com capacidade para provocar as anomalias descritas no artigo (ver: http://www.swpc.noaa.gov/ftpdir/forecasts/RSGA/0919RSGA.txt).

    • Edson soares on 04/10/2012 at 19:00
    • Responder

    Olha mais essa
    http://m.diarioweb.com.br/noticia-detalhes/88191/terra-enfrenta-maior-tempestade-solar
    A noticia é de março mas esta com data de hoje,provavelmente para associar com um apagao que teve aqui no Brasil em cinco estados
    Detalhe,não sei se é culpa do diario web,copiei de um link dado por um comentador de um site bem conhecido por aqui lembram de nos vemos no tribunal?

    1. O problema é mentirem nas datas, para dar a ideia de coincidir com aspectos terrestres e para levar-se a pensar que existem muitas mais que no passado. Quando não é verdade. Pelo contrário, o Sol tem estado mais calmo.
      http://www.astropt.org/2012/09/26/explosoes-solares-acabaram-com-as-comunicacoes-na-terra/

      Eu continuo à espera de ir a tribunal. Gostava de vê-la a provar que é especialista nestes assuntos, incluindo física quântica 😛

        • Andre Valente on 08/01/2013 at 13:11

        O que me intriga e também me faz rir, é essa matemática ainda só conhecida por eles de saber o dia e a hora desses eventos catastróficos… Meu Deus! Eu gostaria muito de perguntar para um desses pseudos como ele faz para obter essas informações tão privilegiadas sobre eventos solares e outras “cocitas mas”, cientistas dedicam suas vidas a observar um objeto celeste para obter informações do passado ou futuro que na maioria das vezes é bem monotona, mas esses “prodígios” que muitas vezes nem se informaram do funcionamento do Sol por exemplo, e já sabem quais serão suas atividades e quando irão explodir, e todas as imaginações de uma criança criativa.
        Estas são coisas que me deichão bem irritado!

  1. […] tinha explicado o Sérgio Paulino no dia 20: “A notícia é completamente absurda. Neste momento, a actividade solar está em baixa e, […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.