Processo de irracionalismo

“Sou dos que com mais impaciência assistem a um processo de irracionalismo, de proliferação de seitas, de superstições alternativas. Anjos, duendes, reencarnação, horóscopo, terapias de cristais e de vidas passadas, o mercado está aberto para todo o tipo de charlatanices e para a clássica atitude irracionalista do ‘por que não acreditar?’. Crise da razão, certamente, acredita-se que com amuletos e cristais se podem curar doenças, numa contrafacção manipulatória da ciência. Mais pseudociência do que religião e misticismo.”

– Marcelo Coelho, “Um sorriso medonho” (p. 346-347), in “A Crise da Razão” (1996). São Paulo, Companhia das Letras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.