Sobrevivemos a mais um fim-do-mundo

Luís Pereira dos Santos é mais um profeta de quintal.
Um dia lembrou-se de dizer que Deus lhe disse que o fim-do-mundo era na sexta-feira, dia 12 de Outubro de 2012.
Poderia dizer que o Pai Natal lhe disse que ontem iria chover gelados de morango. Mas isso não lhe traria seguidores. Ao falar no fim do mundo, apesar da estratégia ser a mesma da chuva de gelados de morango, por incrível que pareça há sempre pessoas que caem repetidamente na mesma treta.
Este “profeta” que se diz “servo de Deus” tinha 100 seguidores, sendo 20 delas crianças e adolescentes.
Ele e os seus seguidores viviam numa casa, que foi baptizada de “arca”, que fica em Piauí, no Brasil. Pelos vistos, todo o mundo acabava, mas Piauí salvava-se e ficaria supostamente a deambular pelo espaço.

Como já devem ter percebido, o mundo não acabou ontem. Mais uma vez.
E o que disse o Luis? Diz que Deus não acabou com o mundo para lhe dar uma lição. Segundo ele, “Deus está lhe castigando”.
Ou seja, não só esta pobre alma acha que Deus é vingativo (um defeito humano), mas este Luis é tão arrogante que se acha o ser mais importante na Terra e por isso pensa que Deus até foi contra os Seus próprios planos só para dar atenção ao Luis.
Enfim…

Entretanto a polícia libertou os seguidores e prendeu o “profeta”. Evitou uma tragédia, já que parece que havia um pacto de suicídio em massa.
A minha pergunta é: porque só agora? Porque não prenderam o homem assim que ele começou a dizer as mentiras? Porque não o prenderam assim que ele resolveu “profetizar” as mentiras de fim do mundo?

Infelizmente, as pessoas não aprendem. Por isso, este tipo de notícias continuará a aparecer…

11 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. A questão é:

    PRENDER uma pessoa dessas não resolve nada…

    Tem que começar a prender aqueles que arregimentam pessoas até mesmo esclarecidas e que se utilizam de dados científicos distorcidos, para convercer pessoas… isso sim é um crime grave…( ex. Alexander Retrov, e alguns outros no Brasil)….

  2. Carlos,

    “Porque não prenderam o homem assim que ele começou a dizer as mentiras? Porque não o prenderam assim que ele resolveu “profetizar” as mentiras de fim do mundo?”

    A minha visão: Ouvir que o mundo vai acabar ou que vão chover gelados de morango ou que os porcos vão voar é tão absurdo que pessoas sérias (os responsáveis por fazer a lei ser aplicada) não acreditam. Só agiram quando houve um indício de algo real. Refiro-me ao suicídio em massa e não ao fim do mundo, pois o fim do mundo não é crime mas o incentivo ao fim da vida humana já é.

    1. True 😉

  3. “Seita de ‘profeta’ que previa fim do mundo daria bebida com sangue de rato envenenado a seguidores”
    http://oglobo.globo.com/pais/seita-de-profeta-que-previa-fim-do-mundo-daria-bebida-com-sangue-de-rato-envenenado-seguidores-6391113
    “(…) Nesse caso, nós estamos falando de pessoas lunáticas e temos a dificuldade de diferenciar a verdade da mentira, mas vamos investigar as supostas mortes porque realmente encontramos veneno de rato na casa onde estavam as pessoas da seita (…) Ele informou que a testemunha declarou que a substância feita com sangue de rato envenenado seria dada aos fiéis da seita às 16h da sexta-feira, horário marcado pelo profeta como o fim do mundo. (…)
    (…) Uma das seguidoras da seita, Maria das Graças Silva, declarou disse que não está arrependida de ter acreditado no fim do mundo e que vai continuar seguindo o profeta (…)”

    Enfim…

    1. Eu acho que rotular simplesmente estas pessoas de lunáticas é uma forma que nós temos de nos afastar delas e acreditar que nada disso nos aconteceria. Talvez não aconteça porque estamos mais informados, não só sobre como funciona o mundo, através da literacia científica, como também de todas as profecias de fim do mundo que já existiram. Estamos “vacinados”, por assim dizer, mas os instintos estão lá na mesma.

      A verdade é que talvez estas pessoas não sejam assim tão loucas, a verdade é que isto pode ser o resultado de funções cerebrais normais em resposta a determinados condicionamentos (a chamada lavagem cerebral). Nós somos animais sociais e várias experiências da psicologia demonstram o ponto a que a maioria de nós está disposta a ir para sentir que faz parte de algo maior, nomeadamente a obediência a uma figura de autoridade, conformismo perante uma decisão do grupo, etc, tudo instintos que permitem a manutenção de uma sociedade funcional mas que levados ao extremo resultam nestes casos tristes.

      A maioria destes profetas são psicopatas que por norma são manipuladores inatos e altamente carismáticos, veja-se o caso do Jim Jones por exemplo. No início quando as pessoas entram é sempre só “flores e algodão doce”, tudo é fantástico, de forma a sentirem que querem fazer parte do grupo, e depois o segundo passo é separar as pessoas do resto da sociedade, fazê-las crer que estão todos contra eles, que não têm outra saída a não ser permanecer no grupo, a partir daí é sempre a descer até à total alienação da realidade…

      Vídeo em duas partes sobre o processo de lavagem cerebral em seitas religiosas
      http://www.youtube.com/watch?v=XxPZcGEWiB0
      http://www.youtube.com/watch?v=aDSKsuz9Hcs

      1. True… 🙁

  4. No Brasil temos liberdade de expressão religiosa (e de isenção de impostos para as instituições).

    Aqui não se prende ninguém, um idiota pode falar qualquer tolice com a Biblia debaixo do braço que ninguém pode prender, a “profecia” faz parte da seita, Ele só foi preso, aliás, por denúncia de que não deixava crianças e jovens irem à escola.

    Sabem qual é um dos livros mais vendidos atualmente? Um que conta a vida pessoal de um picareta que montou uma Igreja, hoje proprietária de uma grande rede de tv aberta. Esse “profeta” aí é um pobre coitado.

  5. Esse cara é maluco e o pior é que tem gente que acredita.

  6. ”A minha pergunta é: porque só agora? Porque não prenderam o homem assim que ele começou a dizer as mentiras? Porque não o prenderam assim que ele resolveu “profetizar” as mentiras de fim do mundo?”

    A Polícia procedeu bem em prender o homem apenas depois de se verificar que a sua profecia não se concretizou. Apesar de ser uma alegação absurda, estava-se no âmbito das possibilidades… por muito ínfima que fosse a probabilidade. Depois de passada a data, então sim, constata-se que não passa de mais um tolo que consegue convencer umas quantas pessoas (e haverá sempre pessoas que se deixam convencer dos maiores disparates) de que Deus lhe fala pessoalmente.

    Falar com Deus, é banal e muitas pessoas o fazem regularmente.
    O problema está naquelas pessoas a quem Deus responde… isso já é menos banal e deve ser motivo para alerta…

    1. Rui, o problema é que a polícia deveria prendê-lo por ele ser mentiroso e enganar as pessoas.
      Mas não. A polícia prendeu-o para o salvar da raiva da população:
      http://g1.globo.com/brasil/noticia/2012/10/pm-invade-casa-e-prende-profeta-que-aguardava-fim-do-mundo-no-piaui.html

      abraços

  1. […] 21 de Outubro, enganado, resultados, 2012. Ronald Weinland (resultado). Cláudio Heckert. Luís Pereira dos Santos. William Tapley. Anti-Cristo (aqui). Cultos Apocalípticos. 23 de Setembro de 2011. Profecia de S. […]

  2. […] em 2012 o mundo acabou, pelo menos, a 30 de Junho e também no dia 12 de Outubro. Mas aparentemente a grande data será no dia 21 de Dezembro, dia do solstício de […]

Responder a Carlos Oliveira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.