Arp 188 e a Cauda do Girino

Crédito: Hubble Legacy Archive, ESA, NASA; Bill Snyder (Heavens Mirror Observatory)

A APOD de hoje traz-nos Arp 188, a Galáxia do Girino, que se encontra a somente 420 milhões de anos-luz de distância da Terra.

Para terem uma ideia: a estrela mais próxima do Sol está a cerca de 4 anos-luz; o Sol está a cerca de 27.000 anos-luz do centro da nossa Galáxia; mas esta “cauda” tem 280.000 anos-luz de comprimento.

A cauda terá sido provavelmente causada pela atracção gravitacional de uma outra galáxia com a Arp 188. Não houve uma colisão, mas sim um “encontro à distância”, em que as forças de maré “puxaram” estrelas, gás e poeira da Arp 188 (que até aí era uma galáxia espiral normal).
A galáxia causadora de tudo encontra-se agora a 300.000 anos-luz da Galáxia do Girino (na imagem, está na direcção do canto superior direito por trás da espiral principal).

Daqui por alguns milhares de milhões de anos, já não existirá qualquer “cauda”. Esta terá se transformado em aglomerados estelares que orbitarão a galáxia espiral.

2 pings

  1. […] A cauda terá sido provavelmente causada pela atração gravitacional de uma outra galáxia com a Arp 188. Não houve uma colisão, mas sim um “encontro à distância”, em que as forças de maré “puxaram” estrelas, gás e poeira da Arp 188 (que até aí era uma galáxia espiral normal). A galáxia causadora de tudo encontra-se agora a 300.000 anos-luz da Galáxia do Girino (na imagem, está na direção do canto superior direito por trás da espiral principal). […]

  2. […] 1300. Rosa. Rosa Branca. Olhos. Ponto de Exclamação. Pássaro Cósmico. Arp 142. Arp 147 (aqui). Arp 188. Arp 243. Arp 271. Arp 272. Arp 274. ESO 540-31. Girassol. Markarian 739. Mrk 1034. Objecto de Hoag […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.