AstroPT precisa do vosso apoio!

Vou-vos pedir um grande favor: leiam este texto. É importante!
Por favor, não “passem à frente”, não ignorem o conteúdo deste texto só por ele parecer grande.
Obviamente, podem desde já passar para o objectivo deste post, que é visitarem esta página.
No entanto, desaconselho totalmente isso, porque perdem todo o contexto e não compreenderão a importância desta campanha.

Este é provavelmente o texto mais importante alguma vez escrito neste local.
Depois disto, o projecto AstroPT só tem 2 possíveis caminhos: extinção ou desenvolvimento.
A escolha está nas vossas mãos.

Daí a extrema importância da leitura deste post, porque o futuro do AstroPT está nas vossas mãos.

Como sabem, o projecto AstroPT é um projecto educativo multidisciplinar de divulgação científica, escrito por especialistas nos assuntos, de modo a divulgar e interagir com o público leigo e curioso sobre os temas abordados.
Temos desde já o símbolo de qualidade na informação transmitida. Esta informação, altamente credível, destina-se a todos aqueles que buscam o conhecimento. O nosso objectivo é levar a astronomia em particular e a ciência em geral à população lusófona.

O projecto AstroPT – Informação e Educação Científica, é único a nível mundial por duas razões:

1 – É escrito por especialistas nos temas abordados, transmitindo assim informação credível.
Como já perceberam, existem muitos websites na internet que se apoderam do nome “ciência” para divulgar conteúdo dúbio, e nalguns casos completamente enganador à luz da ciência. É um total abuso e desrespeito pelo conhecimento científico, que leva a que as pessoas sejam traídas na informação que recebem.
Pessoas que nada percebem de ciência decidem escrever sobre assuntos científicos – em websites, em páginas de facebook, em jornais de ciência, e em jornais generalistas -, levando obviamente a muitos enganos.
As pessoas que fazem parte desta comunidade, AstroPT, nunca mais precisam cair nessa informação enganosa.

2 – Inclui informação diversificada e que permite interacção com os autores.
Existem vários websites escritos por especialistas, quer nacionais (centros de investigação astronómica) quer internacionais (NASA, ESO, etc), mas nenhum deles:
a) transmite informação diariamente;
b) publica uma média de 10 notícias por dia;
c) apresenta informação multidisciplinar e diversificada: o AstroPT não se limita a assuntos de astronomia, mas transmite também informação de diversas outras ciências que se relacionam com a astronomia (porque o conhecimento é uno), desmistifica assuntos e notícias dadas incorrectamente noutros locais, promove o pensamento crítico, e ainda educa os seus leitores em assuntos da natureza da ciência diminuindo assim o número de concepções erradas na população.
d) promove uma interacção com os seus leitores, criando uma sinergia que permite que aqueles que buscam conhecimento possam perguntar a quem detém esse conhecimento e possam ver as suas dúvidas respondidas rapidamente por especialistas com respostas simples e cientificamente correctas.

Com o AstroPT, tem-se tudo isto.

Estas são características que nos distinguem de toda a oferta existente actualmente a nível mundial, e que fazem com que a nossa comunidade seja uma das mais bem informadas a nível científico.

Também como sabem, o projecto AstroPT está-se a desenvolver de modo a proporcionar uma experiência de conhecimento muito mais completa a todos nós que fazemos parte da comunidade AstroPT.
Já demos conta aos nossos visitantes de algumas coisas que iremos desenvolver. Outras coisas ainda estão no “segredo dos deuses”, ou melhor, são segredo de extraterrestres, mas temos a certeza que vocês irão adorar as surpresas.

Entre algumas coisas que já divulgamos que iremos desenvolver, encontram-se:
1 – Vamos oferecer livros.
2 – Vamos traduzir os melhores vídeos, colocando legendagem em português.
3 – Já melhoramos a nossa página de Facebook.
4 – Pretendemos criar uma plataforma completa de ciência. A nova plataforma permitirá aos nossos leitores, maior facilidade de navegação, mais clareza na procura dos assuntos, e em geral uma experiência mais agradável para todos.
5 – Tal como alguns de vocês sugeriram, na nova plataforma deveremos criar encontros online – chats – semanais para termos mais interacção entre todos os que fazem parte da comunidade AstroPT.
6 – Tal como vários de vocês sugeriram, iremos promover “hangouts” para discutirmos alguns temas astronómicos, de forma interactiva e de rápido acesso.
7 – A nova plataforma terá enormes melhorias em relação à limitada aplicação de blog do wordpress, sobretudo em termos de interactividade com os nossos visitantes habituais, como por exemplo, um sistema de comentários mais completo, com mais opções para os comentadores.
8 – Queremos subir os nossos rankings, de modo a mais pessoas terem acesso a informação credível. Para isso, já pedimos a vossa ajuda, com a partilha de links.
9 – A nova plataforma terá uma extensa área multimédia, onde criaremos os nossos vídeos, onde produziremos podcasts sobre determinados temas científicos, onde criaremos cartoons com explicações de certos conceitos científicos (ilustração científica), etc.
10 – Pretendemos posteriormente alargar a nossa secção multimédia de modo a explorarmos conteúdos produzidos por nós para outros sistemas de difusão de informação científica para além da internet, como rádio, televisão, e um canal AstroPT, por exemplo, no MEO.
11 – Além de toda a área gratuita que temos actualmente e continuaremos a ter, a nova plataforma terá também uma área premium com conteúdos especiais e mais completos sobre uma diversidade de temas científicos.
12 – Fora da internet, pretendemos educar a população mais jovem, criando actividades em escolas.
13 – Ainda dentro da área escolar, iremos criar alguns manuais para ajudar alunos e professores nas áreas científicas, nomeadamente na astronomia.
14 – Ainda para os mais jovens, iremos criar uma área onde eles se sintam confortáveis para fazerem perguntas e possam ser ajudados caso tenham dificuldades em projectos científicos.
15 – Criaremos uma revista de astronomia, muito mais profissional do que a que produzimos de forma voluntária actualmente. Essa revista será em formato digital numa primeira fase, mas a longo prazo pretendemos transformá-la em formato de papel para o conhecimento científico poder chegar a um público mais alargado.
16 – Iremos também transformar alguns textos, de modo a se poder compilar e publicar em livro algum do conhecimento partilhado virtualmente.
17 – Igualmente fora da internet, iremos promover conferências, fazer encontros, realizar palestras, entre outras actividades destinadas ao público em geral.
18 – Iremos promover vários concursos, com prémios diversificados que incluam sempre componentes científicas, como por exemplo, viagens aos mais famosos centros astronómicos a nível mundial.
19 – Aliando o conhecimento profissional às actividades amadoras, desenvolveremos turismo rural que inclua a junção de astronomia e gastronomia.
20 – Criaremos uma área onde cientistas, comunicadores, e jornalistas possam interagir entre si, permitindo aos cientistas terem uma forma de partilharem mais eficazmente a informação e permitindo aos jornalistas terem uma pool de cientistas a quem possam consultar para transmitirem informações mais fidedignas na comunicação social. Esta área visará promover e melhorar a comunicação de ciência que se faz em Portugal.
21 – Pretendemos também formar algumas parcerias que nos farão crescer ainda mais. Já temos algumas parcerias que nos reconhecem uma enorme qualidade na informação, como alguns autores portugueses e a Universidade do Texas em Austin, mas pretendemos obviamente ter um leque muito mais alargado de parcerias de valor indiscutível.
22 – Algumas parcerias permitir-nos-ão criar uma loja de excelentes produtos astronómicos e de ciência em geral – merchandising -, que certamente serão do agrado dos nossos leitores e lhes permitirá aceder a esses produtos específicos, engraçados, e fora do normal de uma maneira mais rápida, económica, simples, e eficaz.
23 – Para termos tudo isto, precisamos de legalizar o nosso projecto, o que também irá ser feito a curto prazo. Teremos assim uma forma institucionalizada.
24 – Neste momento o nosso público-alvo está concentrado em Portugal e no Brasil, mas pretendemos alargar o nosso alcance a toda a lusofonia.
25 – Como temos um produto único a nível mundial, então a longo prazo pretendemos inclusivé alargar a todo o mundo.

Estas são somente algumas ideias do que planeamos fazer de futuro.
Muitas mais existem, que iremos revelar gradualmente.
Vamos ter excelentes surpresas para os nossos visitantes nos próximos tempos.

Para realizarmos tudo isto, precisamos de tempo, ajuda, e pessoas.

É óbvio que toda a ajuda é bem-vinda.
Se gostariam de pertencer à equipa organizadora do AstroPT e se acham que têm conhecimentos para desenvolver o AstroPT numa das áreas mencionadas acima, basta nos contactarem.

Por outro lado, como sabem, o objectivo primário do AstroPT será desenvolver a literacia funcional da população, concentrando-se sobretudo em estratégias para aumentar a literacia científica das pessoas. Isto pode ser entendido como fazermos serviço público.
Como bem me disseram há uns meses atrás, não há serviço público sem público. Assim, precisamos de público. Precisamos que todos os nossos leitores nos continuem a visitar, e precisamos também que divulguem o nosso serviço, de modo a aumentarmos o número de visitas.

Precisamos também que nos apoiem de outras formas.
Uma dessas formas passa por uma contribuição formal para o projecto.

Quem nos segue regularmente já percebeu que passamos há muito tempo o estatuto de “blog”.
Como podem ler no texto acima, pretendemos criar algo em grande para proveito de toda a comunidade AstroPT.
Por outro lado, mesmo crescendo, não queremos perder a essência de gratuitidade dos nossos conteúdos diários.

Para conseguirmos ambas as facetas, precisamos que empresas e individualidades apostem no nosso produto, invistam em nós.
Essa aposta não pode ser feita somente na base da credibilidade e potencialidade do projecto. Os nossos investidores têm que ver que os nossos colaboradores, os nossos visitantes regulares, e os leitores que nos conhecem melhor acreditam em nós, no nosso projecto, e na credibilidade da informação que lhes é transmitida.
Ou seja, para podermos fazer tudo aquilo que pretendemos para a comunidade, necessitamos de poderosos investimentos, e para esses existirem é indispensável que a comunidade se mostre unida em torno do projecto.
Assim, precisamos que nos apoiem formalmente, precisamos que apostem em nós de forma inequívoca, precisamos que invistam, mesmo que de forma simbólica, neste projecto que é de todos nós.

Para os potenciais investidores perceberem que a comunidade AstroPT está de acordo com este projecto, precisamos de um teste, um projecto-piloto em torno do qual a comunidade se possa unir. Este teste fará parte integrante dos conteúdos do AstroPT e do seu plano de crescimento. Das ideias expostas nos pontos acima, pensamos que das várias ideias que temos para desenvolver o projecto, a melhor para testar e rapidamente desenvolver é a revista de astronomia.
Assim, este teste será a criação da revista, de forma profissional, paga, e com textos exclusivos (que não constam no blog).
Podem ler sobre este teste, aqui.

Na prática, precisamos da vossa doação, o que é um gesto formal e inequívoco para os possíveis investidores que vocês, que fazem parte da comunidade, apoiam e apostam neste projecto.
Pode obviamente ser uma contribuição simbólica, de 1 euro por exemplo (3 reais), que já demonstra que acreditam no nosso trabalho.

Ou seja, para terem tudo o que descrevi atrás (e muito mais que irá haver), basta que apoiem com 1 “insignificante” euro. O número de pessoas a apoiar é importante.
Apesar de pouco despenderem, já poderão ter direito a uma panóplia de conhecimento.

Claro que, quanto mais derem, mais recebem.
Podem ver na página do projecto-piloto, aqui, que a mínima contribuição que estamos a requerer é 5 euros (14 reais) – o que é um preço simbólico e que visa cobrir custos com artigos, registo e design da revista, tarefas administrativas, e ajudar-nos-à a manter o AstroPT no futuro.
Este valor já leva a algumas recompensas. E, claro, como podem ler na barra direita dessa página (aqui), quanto mais derem, maiores serão as recompensas.

Os possíveis meios de pagamento são estes: multibanco, transferência bancária, paypal (cartão de crédito).
Depois dessa transferência, ficam com dinheiro na vossa conta lá. Por isso, o segundo passo será apostarem na nossa ideia, aqui.
Confirmem que apoiaram, aqui.

Vocês podem ser directos e fazer como o Fry:

Mas em vez disso, espero que compreendam que estarão realmente a contribuir para o futuro desta comunidade.
Estarão a contribuir para continuarem a ter informação científica credível, diversificada, e apresentada de forma acessível. Estarão também a contribuir para poderem passar a ter acesso a uma vasta gama de produtos e serviços que certamente irá desenvolver-vos competências e conhecimentos. E, de forma altruísta, estarão a contribuir para o bem da comunidade (aumentando a literacia científica e diminuindo o número de pessoas a cair em mentiras) através deste projecto que é de todos nós.

O futuro desta comunidade está nas vossas mãos!

Apoiem-nos, para podermos ajudar todos!

E, por favor, partilhem também com todos os vossos amigos.

Desde já, e em nome de todas as pessoas que fazem parte da comunidade, muito obrigado!

42 comentários

11 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. […] os Maias previram o nosso sucesso! E não nos vamos ficar por aqui… […]

  2. […] Revistas. Facebook (favorito, alcance). YouTube. Google+. Mobile. Valor da Divulgação. Futuro. Blog do Ano em Ciência (2012, 2013). TOP 100. TOP 200 dos posts, […]

  3. […] Até os Maias previram o nosso sucesso! E não nos vamos ficar por aqui… […]

  4. […] desenvolver os diferentes projectos que o AstroPT pretende implementar e continuar a crescer, está a decorrer uma campanha de […]

  5. […] POR FAVOR, ajudem-nos nesta campanha! […]

  6. […] a sua ajuda, podemos transformar o AstroPT em algo ainda melhor. Leiam o que queremos fazer, aqui, e leiam como podem contribuir, aqui. A campanha está […]

  7. […] a sua ajuda, podemos transformar o AstroPT em algo ainda melhor. Leiam tudo o que queremos fazer, aqui, e leiam como podem contribuir, aqui. A campanha para ajuda está aqui. Se estiverem em Portugal, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.