3 possíveis consequências das viagens no tempo, no nosso próprio tempo

1 comentário

1 ping

  1. Falta aí alguma coizita…
    Está-se a imaginar as viagens em apenas uma das dimensões do Espaço-Tempo. Neste caso a menos improvável: o Tempo. Viajar no tempo pode ser fácil, se for para o futuro, mas muito mais complicado em direção ao passado.

    Viajar para o futuro, é algo que já se tornou corriqueiro para mim: em cada 3600 segundos eu viajo uma hora em direção ao futuro.

    Já as viagens em direção ao passado, tal como são exploradas na FC e neste cartaz acima, apenas consideram a viagem numa única dimensão – o Tempo – e esquecem que o Universo é dinâmico e todos os eventos têm que ser localizados num referencial a 4 dimensões e não apenas numa.

    A este respeito, lembro-me de ter visto aqui no astropt uma pequena banda desenhada muito elucidativa 🙂

  1. […] – Tempo (tag): Viajar no Tempo sem viajar no espaço. Máquina do Tempo. Consequências. Dilatação do Tempo. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.