Oferta de 2 livros de astronomia!

Como já tínhamos informado neste post, vamos iniciar uma Campanha de Doação de Livros.

Queremos fazer isto muito mais vezes. Para isso, precisamos do vosso apoio!

Com a sua ajuda, podemos transformar o AstroPT em algo ainda melhor.
Leiam tudo o que queremos fazer, aqui, e leiam como podem contribuir, aqui. A campanha para ajuda está aqui.
Se estiverem em Portugal, utilizem o Multibanco. Se estiverem no Brasil, utilizem o sistema de Paylpal.
Por favor, ajudem-nos, para podermos fazer mais destas campanhas!

Quanto à campanha de oferta de livros, iremos começar pelo livro: Um Mundo Deste Tamanho.
É um livro extremamente bem escrito, com informações fantásticas sobre o Universo, com histórias deliciosas sobre as pessoas que nos deram o conhecimento que detemos hoje, e com uma linguagem extremamente acessível para o público leigo e curioso nestes assuntos da astronomia.
Eu próprio já recomendei a compra e leitura do livro. Se quiserem ler mais informações sobre o livro, leiam estes posts.

Vamos agora às regras do concurso:

Como podem ganhar este livro?

Podem ganhar este livro de 2 formas!
Sim, temos 2 livros para dar! Ou seja, vocês têm 2 vezes mais hipóteses de ganharem o livro!

As 2 formas têm o mesmo prazo: a data limite para este sorteio é 31 de Dezembro.


1ª forma de participar no sorteio: nos comentários, devem responder a uma pergunta. O autor da resposta mais complexa, divertida, cientificamente correcta, e ao mesmo tempo original – ou seja, a melhor resposta – receberá gratuitamente um livro.
A avaliação das respostas será feita pelo autor do livro, Pedro Cotrim.

A pergunta é:

Um familiar distante e endinheirado comprou-lhe um bilhete para a ISS com uma estadia de 48 horas a bordo. O que pensa fazer antes, durante e após esta viagem?


2ª forma de participar no sorteio: deverão obrigatoriamente tornarem-se amigos do AstroPT no Facebook, aqui, e preencher o seguinte formulário (o vencedor será escolhido de forma aleatória pelo site random.org):

28 comentários

7 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Bem, antes eu rezaria. Durante o trajeto faria uma análise completa à respeito da probabilidade de não conseguir voltar pra casa e ir parar em Saturno (me conformo com Marte), fazer descobertas durante a viagem que contribuiriam para o desenvolvimento da humanidade, ou acabar dando nome a uma Nebulosa descoberta recentemente, entre outras coisas tão relevantes…Após, acredito que acordaria de um sonho maravilhoso, no entanto nem um pouco possível. Meus parentes não apoiam a ideia de eu gostar do espaço, nem de nada relacionado. Mas acabaria registrando tudo em uma tatuagem! HAHAHA #TristeRealidade #MulherNaFísica (Sou uma admiradora das Nebulosas ♥)

  2. Antes:me prepararia para viajem e decidiria o que eu iria fazer na ISS.

    Durante: esperaria ansiosamente e seguiria os procedimentos de segurança exigidos durante a viajem.

    Após:apreciaria o espaço na ISS e realizaria experimentos em microgravidade.

  3. Antes de iniciar a viagem, iria pesquisar um pouco de como seria ficar no espaço e ao mesmo tempo muito ansioso iria fazer testes físicos e mentais (psicológicos), também fazer treinos em mergulho, porque seria como ficar no espaço. Levaria água para testar como ficaria no espaço, eu já vi um vídeo e achei muito interessante e também por último ficar na torcida para ter um corpo que suporte ir ao espaço. Tudo bem que hoje há uma tecnologia capaz de fazer órbita para ISS bem mais rápido, hoje em dia é possível fazer uma órbita em apenas 6 horas ao invés de mais de 24 horas, mas se isso fosse possível a parte mais incrível seria ver a nossa querida casa, a Terra . Tudo bem que assisto a NasaTV todos os dias e vejo como é, mas eu queria ver mais diretamente o nosso planeta. Se eu tivesse dinheiro necessário para uma câmera, levaria comigo para registrar os momentos mais incríveis da minha vida. A parte mais interessante seria encontrar com os outros astronautas, principalmente a nova tripulação, tem aquele Italiano altíssimo e sinceramente queria saber como seria um gigante homem daquele no espaço, se eu tivesse coragem e também ter uma autorização para ir para fora da ISS eu ficaria realmente feliz esse seria meu sonho, minha vida estaria completa

  4. Antes da fenomenal aventura, como qualquer astronauta, teria que passar por testes físicos e psicológicos pois, estes iriam então comprovar estava apto para uma viagem espacial. Nem todos nós temos um corpo que possa suportar 3 Gs nem em perfeita condição física para não falar da degradação da massa óssea por causa da ausência da gravidade o que é irrelevante numa viagem de tão curta duração.
    Felizmente com o Falcon 9 e com a possibilidade de enviar passageiros para a Estação Espacial Internacional (ISS) em apenas 6 horas, já não vão ser necessários vários dias em orbita. Iria aproveitar o maximizar o tempo disponível para tentar retratar o momento o melhor possível pois, penso que uma oportunidades destas não surgem todos os dias. Iria olhar atentamente para baixo e olhar para o maravilhoso mundo que temos, iria tirar fotos e filmar caso fosse permitido.
    Após atracar na ISS gostaria de ir dar uma volta lá fora, acho que é o sonho de qualquer pessoa fazer um passeio no espaço. Conhecer os outros astronautas também seria algo que iria fazer. Tentaria desfrutar ao máximo as 48 horas dentro da ISS e tentaria, bem como na viagem, registar todos os momentos de todas as formas. Também seria uma boa oportunidade para desfrutar da gravidade zero. Gostaria de ter a oportunidade de ver o meu país do espaço. Tanta coisa para ver fazer e sentir que tão pouco tempo não dá nem sequer para saborear.
    Na hora de partir iria sentir uma enorme satisfação e ao mesmo tempo medo. A reentrada é a parte mais perigosa de todo o passeio.
    Ao chegar a terra, assim que o fosse possível iria comemorar com os meus amigos e familiares porque, momentos como estes não são para esquecer e sim para inspirar 🙂

  5. Eu queria Ganhar o Livro!!!
    hhehehhe
    que pena, tento na próxima!

    Vou olhar a Lua nestante!

    • Frederico Fernandes on 10/01/2013 at 10:47
    • Responder

    Pra começar antes mesmo de ir criaria uma page contando passo a passso todo treinamente e a rotina diaria até o momento da decolagem , tentaria “posicionar” uma gopro go de modo a filmar tuda nossa pesperctiva do lançamento . Ao chegar na ISS seriam dois dias exaustivos de fotografias de todas as formas , e criaria um estudo sobre refração da luz no espaço todo em fotografia , fotos de fenomenos magnéticos com diferentes lentes e filtros , foto das auroras boreais em diferentes velocidades e tempo de obturação , a mesma ideia com o nascer do sol , duas ou mais cameras filmando as 48h direcionadas para terra e para o espaço “aberto” e o melhor de tudo poria finalmente um fim em dizer o que se pode ver a olho num da terra no espaço . Ao voltar eu fazria igual as sub celebridades fazem por aqui : Venderia várias entrevistas e “presença” em festas e com o dinheiro eu construiria um mini obeservatório em minha cidade onde eu poderia fazer um belo trabalho com as crianças do primeiro e segundo grau …

    • Natan bittencourt on 31/12/2012 at 06:32
    • Responder

    Primeiramente, eu me submeteria a sessões de tortura de treinamento da NASA à curto prazo para estar preparado para viajar ao espaço. O meu corpo iria girar na centrifugadora até fazer eu desmaiar.

    No início da viagem, devido ao movimento acelerado do foguete, consequentemente eu sentiria a força dos meus pés pressionando contra o piso do chão, e estaria tão amedrontando que todas as aulas de física que já vi na minha vida passariam subitamente pela minha cabeça, porém numa cabine totalmente fechada seria impossível distinguir o movimento acelerado do campo gravitacional, pois estarei certificado de que a aceleração é equivalente ao campo gravitacional segundo a Relatividade geral do Einstein. Eu faria diversas experiências científicas e infelizmente veria que nenhuma delas chegaria ao mesmo resultado se forem feitas num referencial em repouso. Haveria um momento na viagem em que o ônibus espacial estiver à velocidade constante, eu teria certeza de que se uma experiência fosse feita num referencial em repouso, chegaria ao mesmo resultado se ela fosse feita na terra. Haveria um momento em que estarei olhando para a balança, e verei a marcando um peso menor do que uma balança em repouso na terra (se eu tivesse feito isso no início da viagem, o peso iria aumentar, pois os meus pés pressionariam cada vez com mais força contra a balança).

    Ao chegar na estação espacial, estarei numa região distante da terra, onde a força gravitacional consequentemente não poderá me atrair em direção à terra, e eu poderei flutuar. Eu ergueria uma barra de ferro de 200 quilos com meu dedo mindinho sem nenhum esforço, e experimentarei a força suprema do Chuck Norris.

    Enfim.. Seria uma das maiores sensações e excitações puramente científicas.

    1. Este foi o 5º comentário a concurso 😉

    1. Olá João,

      Isso é um fenómeno perfeitamente normal. Já foi respondido aqui:
      http://www.astropt.org/2012/12/27/terra-sofreu-um-ataque-espacial-ha-8-anos/comment-page-1/#comment-67628

      abraços

  6. Antes de i vai-vem para a ISS partir ia comprar uma lanterna porque ouvi falar de buracos negros, durante a viagem jogava uma partida de cartas com os companheiros de viagem e finalmente quando lá chegasse iria ajudar os meus amigos da NASA a reparar a ISS.

    1. Este foi o 4º comentário a concurso 😉

    • João Pedro Fernandes Olim Neves on 13/12/2012 at 22:39
    • Responder

    Se fosse pra a ISS, levaria muitos frutos secos, de preferência muitas maçãs!!
    Certamente levaria água e uma palhinha para que me pudesse divertir a bebê-la gota a gota enquanto esta vaguea-se dentro da nave.
    Um gato também seria divertido, visto que eles são tão bons a cair em 4 patos… que gostaria de os ver a “não cair”.

    1. Este foi o 3º comentário a concurso 😉

  7. Respondendo a pergunta solicitada:

    Eu faria uma pesquisa mais aprofundada sobre os vôos até a ISS e como é a vida lá em órbita.
    Faria um treinamento, se aproximando ao dos militares, como deve sido os treinamentos dos cosmonautas que ja fizeram voôs espaciais, e tentaria aprender o máximo possível;
    Guardaria todos as informações disponíveis para uso posterior…
    Durante a viagem teria o prazer de olhar o sol e as estrelas sem o filtro da atmofera e da camada de ozônio e além do mas, olharia para o nosso planeta, erroneamente chamado de planeta Terra, e que muito bem poderia ser chamado de Planeta Água;
    Registaria as imagens na minha memória cerebral…
    E Após a viagem, desfrutaria de todas aquelas visões (mais do que reias) de um universo maravilhoso e espetacular.
    Enfim, ficaria relembrando todos momentos que vivi na ISS, a decolagem, o tempo com os outros cosmonautas, as visões do cosmos e a volta ao nosso planeta. E ficaria, posteriormente pensando, em: O que deve ser mais incrível – Sair do Planeta Terra ou voltar para casa de novo?

    1. Este foi o 2º comentário a concurso 😉

        • Wander on 13/01/2013 at 21:19

        Boa Tarde Carlos!
        Eu fiquei em segundo lugar?
        não acredito, por um somente eu não ganhei o Livro do Cotrim!
        BUàááááá´!

        PS. Como faço para adquirir então?
        Abraços

        Parabéns pelo Blog!

    • Joana Lopes Dias on 10/12/2012 at 04:27
    • Responder

    Grande livro e grande blog!!
    Os conteúdos são excelentes e põe a ler muita gente que pouco liga à temtática da ciência 🙂 Parabéns por porem a literacia funcional sobre ciência em movimento 🙂

    Quanto à escolha do livro para o passatempo, talvez seja o livro mais apaixonante de ciência desde o cosmos de Carl Sagan. Aliás o Pedro Russo recomendou recentemente 4 livros para ganhar paixão pela astronomia, e estavam lá “Um mundo deste tamanho” e “Cosmos”. Concordo em absoluto.

    Parabéns pelo objectivo alcançado e que o astropt seja ainda melhor e que chegue a um número ainda maior de pessoas que precisam mesmo da vossa generosidade!!

    Joana Lopes Dias

    1. Obrigado 🙂

  8. Bom Dia!
    Parabéns ao astropt, estão quase a alcançar o objetivo 🙂
    Muito bom conteúdo e excelente trabalho na desmistificação de assuntos que já deveriam estar enterrados no passado há muito 😉

    Agora um pedido direto ao Pedro Cotrim: precisamos de mais livros seus!!

    Um mundo deste tamanho tornou-me ainda mais apaixonado por este mundo maravilhoso em que vivemos.
    Precisamos de mais prosa de encantar do Pedro Cotrim e de outros/as com o mesmo talento de forma a que mais pessoas consigam perceber o milagre da vida e a sorte tremenda que é poder estar vivo e poder viver melhor a vida com menos queixas sobre o quotidiano.

    O mundo deste tamanho deveria estar na secção de ciência de todas as livrarias, mas também nas de história, filosofia e auto ajuda. Ajuda muito mais que qualquer livro que se auto intitule “mude sua vida” ou “diga sim à felicidade”, com a vantagem de ser muito mais bem escrito, não estar cheio de banalidades, estar sustentado por via da história e da ciência e por estimular a vontade de viver como nunca vi noutro livro!

    O objetivo do crowdfundig está quase!! Muitos parabéns!! 😀

    1. Muito obrigado pelas suas palavras 😀

  9. Parabéns!! O astropt faz parte das minhas leituras diárias (ou quase). Acho muito boa a ideia de oferecer livros com perguntas tão desafiantes!!
    Quanto á escolha do primeiro livro acho que não podia ser melhor. Um livro de divulgação científica escrito por um português, e duma forma magistral 🙂 Muito bom, muito boa escolha de conteúdos e uma leitura que se devora. Já o li 3 vezes e acho que em breve vou lê-lo pela quarta vez!
    Não vou concorrer ao livro porque tenho conhecimentos reduzidos no assunto em questão, mas estou muito curioso para ver as repostas!
    Já pedi a minha referência MB e amanhã faço o meu (pequeno) contributo ao vosso magnífico blog.
    Como já li algures, de todos para todos!!
    Abraço e parabéns

    1. Obrigado! 😀

    • Joana Fontoura on 05/12/2012 at 17:20
    • Responder

    Parabéns pela iniciativa!
    Vou tentar ajudar-vos com uma pequena contribuição 🙂
    Quando ao livro “Mundo deste tamanho”, acho que é o melhor exemplo para começar um passatempo de oferta de livros. Creio que é o melhor livro de ciência que li na vida!! (sou da área das humanidades). Simples, mas ao mesmo tempo escrito de uma forma extraordinária e muito cativante, e o que se aprende com um livro deste tamanho não cabe em livros bem maiores.
    Vou concorrer ao passatempo, mas creio não ter conhecimentos suficientes para responder à pergunta 😉
    E boa sorte com o crowdfunding, acredito que vão conseguir! Longa vida ao astropt 😀

    1. Muito obrigado! 🙂

  10. Ora bem,
    Antes da viagem, antes de mais iria fazer uma pesquisa acerca da ISS, da sua constituição, construção, história, utilidade, objectivo, … e também das pessoas que já lá estiveram (na ISS) e as suas histórias: de como foi a viagem a ida e a volta, como é estar lá, o que se faz, o que não se faz, como devemos agir perante diversas situações, etc… mesmo com isto penso que antes de ir alguém à de me preparar para a viagem e explicar tudo direitinho, mas saber acerca disto não faz mal a ninguém…(mais vale prevenir do que remediar)

    Enquanto lá estaria, durante as 48 horas, mesmo sendo pouco tempo, iria aproveitar/ tentar render ao máximo todo o tempo que lá pudesse estar, pois nem todos têm esta possibilidade. Primeiro, só a admiração de ver a ISS de perto, mesmo que não seja lá dentro já é um espectáculo, um sonho para maioria das pessoas, mesmo estar dentro de uma nave espacial já o é. De seguida, tentaria ao máximo, dentro dos possíveis, explorá-la ao máximo, tirando recordações que me lembrassem esses magníficos momentos, através de fotografias. Após esta exploração iria juntar-me à tripulação e conversar, caso fosse possível, com eles, sabendo todas as suas experiências na ISS e o que andam eles a fazer por lá. Mesmo antes disto tudo, adoraria olhar para a Terra, ver o quão insignificante somos nós perante o grandioso Universo, e tirar fotografias também, penso que ficaria deslumbrado com a vista. Adoraria também ver a Terra à noite, penso que seria deveras interessante, ver as luzes das grandes cidades acesas, ver o contraste luminoso entre as cidades e o resto do país. Também não me importaria nada de ir dar uma voltinha lá fora, penso que não seria pedir de mais :D. Além disto tudo, o mais importante era ver os instrumentos científicos a bordo da ISS e saber qual a pesquisa que está lá a ser feita actualmente. Experimentar a gravidade zero, seria muito aliciante, pois poderíamos fazer todas aquelas acrobacias no ar. Gostava de fazer exercício físico lá em cima, como os tripulantes de lá fazem, e sem dúvida adoraria experimentar dormir, para ver o que eles lá passam. Uma coisa que não podia sair de lá sem fazer era uma videoconferência com os meus familiares, para eles verem que eu estive mesmo lá.
    Obviamente ainda faria muita mais coisa, caso pudesse, mas já perdi a conta, secalhar só lá iria dar umas voltinhas, olhar cá para fora, tirar umas fotografias, não muito mais, mas era bom que acontecesse isto tudo…

    Na viagem de regresso, gostaria de trazer uma recordação da ISS (sem serem as fotografias que lá tirei) pois seria uma prova de que eu estive mesmo lá. Eu não tenho que provar nada a ninguém, mas dava sempre aquela consideração… Ver a oposição entre o lugar em que eu estive e o lugar onde os comuns dos terráqueos vivem, através da vinda para a Terra, é como descer do céu para a terra, parece que nos dá uma certa importância… quando chegasse à Terra, iria de imediato contar todas as aventuras que tive e todos os detalhes da viagem aos meus familiares e amigos, mostrava-lhes todas as fotografias e dizia tudo o que tinha visto. Provavelmente, isto iria durar algumas semanas, mas nunca me iria esquecer desta viagem que marcou a minha vida.

    E assim penso que expliquei, muitooooo resumidamente, o que iria fazer antes, durante e depois da viagem. Espero que tenham gostado da minha história (se viesse a ser verídica ainda melhor ) pois estou ansioso para ler este livro.

    Obrigado pela paciência que tiveram para leitura desta resposta à pergunta acima questionada,
    Cumprimentos
    Guilherme Banca Geraldo

    1. Este foi o 1º comentário a concurso 😉

  11. Deixem-me só dizer uma coisa:

    Já há algumas respostas para este concurso, de modo a receberem um livro.

    No entanto, eu vou manter as respostas embargadas (não-visíveis) até 31 de Dezembro por uma questão de justiça e igualdade: para os comentadores posteriores não copiarem parte das respostas dos comentadores que responderem primeiro.

    Assim, no dia 31 de Dezembro, quando acabar o concurso, todas as respostas que recebermos ficarão visíveis para todos verem.

    Espero que concordem com esta regra. Penso que é mais justo para os que tiverem a criatividade inicial.

  1. […] a nossa Campanha de Doação de Livros, e após termos oferecido 2 livros de astronomia, desta vez vamos falar de um assunto que debatemos amplamente no AstroPT: a […]

  2. […] que abrimos um concurso para oferecer o fabuloso livro “Um Mundo Deste […]

  3. […] – astroPT: 5 anos. Balanço. Recordes. 3 milhões. Oferta Livros (1). Comentadores. Comentários. Feedback. Hábitos. Respostas. Questionário Missões. Parcerias. […]

  4. […] – Promovemos uma Campanha de Oferta de Livros, tal como este livro. […]

  5. […] Concorram. Habilitem-se, neste post. […]

  6. […] […]

  7. […] incrível plataforma online, vídeos de qualidade com legendas em língua portuguesa, doação de excelentes livros de astronomia, e criação de uma revista profissional de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.