Por Toutatis, morremos todos!

Concepção artística feita a partir do asteróide Toutatis. Crédito: NASA

Imagem gerada por computador de como seria a vista a partir do asteróide Toutatis, quando ele passou por perto da Terra a 29 de Novembro de 1996. Crédito: NASA

O asteróide 4179 Toutatis tem mais de 4 quilómetros de comprimento e passou hoje a cerca de 7 milhões de quilómetros de distância da Terra (cerca de 18 vezes a distância média entre a Terra e a Lua).
Se tivesse batido na Terra, teria certamente dizimado grande parte da população humana, chegando mesmo a alterar o clima terrestre durante centenas de anos.

Mas enquanto os profetas da desgraça acertam 0% das vezes, o conhecimento científico acerta em 100% das vezes. Daí que não é de admirar que, tal como os cientistas tinham “profetizado”, o asteróide Toutatis passou pelas imediações da Terra sem qualquer problema.

O asteróide Toutatis em três imagens de radar obtidas entre 4 e 7 de Dezembro pelas antenas de radar de Goldstone. Crédito: NASA/JPL-Caltech.

O asteróide Toutatis em três imagens de radar obtidas entre 4 e 7 de Dezembro pelas antenas de radar de Goldstone.
Crédito: NASA/JPL-Caltech.

Vejam esta animação feita pelo SLOOH, a partir da sua emissão em directo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.