Gangnam Style nas Profecias de Nostradamus? Predição para o Fim-do-Mundo em 2012?

facepalm

 

Bem, faltam 7 dias para o novo ciclo do Calendário Maia. Dentre pessoas – por n-motivos – sem conhecimento acerca dos assuntos e pseudos desejosos intimamente por catástrofes, existem àqueles que encaram com naturalidade a proximidade desta data, assim como aqueles que simplesmente criam frases e cenários não-reais fazendo alusões à tal.

Um exemplo recente deste último é com relação a uma postagem no fórum do tal Projeto Avalon feita por um usuário deste, dia 03/12/12. Inclusive, o sítio TECMUNDO abordou com (bom) humor tênue sobre esta “notícia“.

 

 

ganganam-style

De acordo com um dos membros do tal fórum, o sucesso atual deste simpático cidadão de coreografia galopante acima fora predito há mais de 400 anos por Michel de Nostradamus:

“From the calm morning, the end will come
When of the dancing horse
the number of circles will be 9”

No campo dos comentários em alguns sítios em que esta “notícia” foi divulgada, vê-se, em sua maior parte, a correta análise das pessoas como sendo apenas uma brincadeira criada por alguém devido à proximidade da data 21/12/2012. Contudo, vê-se também jovens já um tanto preocupados com algo sem pé-nem-cabeça.

Faz-me lembrar de outro hoax que surgiu logo após os atentados de 11 de setembro – criado por um estudante canadense:

“In the City of God there will be a great thunder,
Two brothers torn apart by Chaos,
while the fortress endures,
the great leader will succumb”

Para ver de onde surgiu a recente “profecia”, clique aqui. (deixo o link apenas como fonte. Para os leitores(as) que, neste momento, ainda não possuem uma sólida base científica, não é recomendável navegar pelos assuntos pseudocientíficos que são tratados como reais pelo Projeto já supracitado)

– A Superficialidade das Profecias

Quem estuda de modo mais aprofundado ou simplesmente lê as profecias de Nostradamus (enfim…), sabe que este médium francês classificava suas previsões em Centúrias compostas por Quadras. Na suposta profecia acima aludida ao Nostradamus, não se tem nenhuma referência à estas. Porém, mesmo se tivesse sido criada por tal, estas não possuem qualquer base científica. Quaisquer profecias, sejam estas escritas em qualquer lugar (ou oriundas de qualquer religião – pior, com data marcada), me deixam com uma pulga atrás da orelha. A História nos mostra que estas sempre se dão ao erro. Por outro lado, para fins de comparação, temos as probabilidades da ciência. Na ciência observacional – como a Astronomia, por exemplo – tem-se estudos baseados em observações que são oriundos de evidências concretas/reais. No campo da Economia, por exemplo, economistas teóricos dispõem-se de determinadas variáveis para preverem o comportamento do mercado e o crescimento econômico de um dado país. Na ciência experimental – como a Química, por exemplo – “profetizamos” (expressão esta para efeitos de comparação), um novo elemento químico baseado nas propriedades físico-químicas dos anteriores. A probabilidade do acerto, portanto, ao contrário das profecias (que tratam de possibilidades), aumenta exponencialmente.

Ninguém “acerta” qualquer evento futuro se este não estiver contido em base científica.

PSY1

5 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Mas para o fim do mundo há uma Profecia de Michel de Nostradamus que terá de se realizar:
    terá de se cumprir Portugal, ou seja Portugal teria de imergir, coisa que não me parece que vá acontecer tão cêdo…
    Obviamente que o comentario é algo descabido, mas isto para explicar como são são feitas as interpertações de Nostradamus, só depois de acontecer algo é que alguém identifica isso como algo que está a ocorrer, e como tudo o que Nostradamus, é sempre tão vago que qualquer versão acaba por ser aceite

    1. mas isto para explicar como são são feitas as interpertações de Nostradamus, só depois de acontecer algo é que alguém identifica isso como algo que está a ocorrer, e como tudo o que Nostradamus, é sempre tão vago que qualquer versão acaba por ser aceite

      Exatamente, Victor. 😉 A questão crucial é que Nostradamus não acerta nada acerca de eventos futuros. Assumem que Nostradamus acertou um evento A quando este pode estar se referindo à um evento B,C, D ou E. No final das contas, é tudo no ar e as ferramentas da ciência são as melhores que possuímos.

      Analise o seguinte cenário. Um cidadão há pouco mais de 400 profetiza isto:

      X.72

      L’an mil neuf cens nonante neuf sept mois,
      Du ciel viendra un grand Roi deffraieur.
      Resusciter le grand Roi d’Angolmois.
      Avant que Mars regner par bonheur.

      (…)

      O ano mil novecentos e noventa e nove, sétimo mês,
      Do céu virá um grande Rei deffraieur,
      Ressuscitar o grande Rei de Angolmois.
      Antes que Marte reine por felicidade.

      Centúria X, Quadra LXXII

      Bom, pelo que recordo não vimos nada disso. Nada à nível de tragédia mundial ocorreu quando na verdade algo belíssimo foi observado para nós e para àqueles que admiram a ciência: um eclipse total em agosto de 1999.

      Note: “Um grande Rei” pode ser qualquer rei futuro. Já tivemos na História inúmeros exemplo de reis que governaram com mão-de-ferro seus impérios. Portanto, nada de “misterioso”.

      Antes que Marte reine por felicidade“: tão profundo e direto quanto nossa atitude perante aquela garota que gostávamos em nossos bons e velhos tempos de colegial… (a namorada, o carrão, o beijo no cinema ou coisas assim) 😉

      Já agora, profetizarei isto:

      O Rei do Terror surgirá,
      Quando tocar a sétima trombeta.
      Do norte seu exército cruzará o grande rio,
      Quando os Grandes do Norte juntarem forças,
      No limiar da conjuração de Marte e Júpiter.

      O “Rei do Terror” poderá ser qualquer pessoa política e/ou militar com poderes suficientes para provocar carnificina e guerras globais. Ora, não já tivemos isso por diversas vezes no passado? 😉

      “Quando tocar a sétima trombeta” não possui significado real algum.

      “(…) exército cruzará o grande rio” é algo que quaisquer generais em tempos de guerra fazem: movem seus exércitos de modo a ficarem o mais próximo possível dos recursos hídricos. 😉

      “Quando os Grandes do Norte juntarem forças” pode ser qualquer par ou grupo de países em qualquer tempo da História. Tome em mãos um mapa econômico e um mapa político atual: em qual hemisfério estão situados situados as potências militares/econômicas para serem identificadas como “Grandes (…)“? (com exceções da Austrália e Nova Zelândia). Em qual dos hemisférios estão situadas as maiores extensões territoriais para serem identificadas como “Grandes“? Percebes? 😉 No tempo do Nostradamus, (de fato, não se tinha o conhecimento tão acumulado) ainda estava a desenvolver as Grandes Navegações (nativos das ilhas do Pacífico: #chatiados 😛 ) e, mesmo não conhecendo-se todas as regiões do globo terrestre, as maiores potências até mesmo para àqueles do norte eram os que estavam ainda mais ao norte.

      Resumidamente, precisão destas profecias: 0.

      Um das maneiras de analisarmos o futuro, Victor, além de ferramentas científicas, é estudarmos o passado. 😉

      Abraços.

    1. LOLLLLLLLLL

      😛

    2. LOLLL 😀

  1. […] Anti-Cristo (aqui). Cultos Apocalípticos. 23 de Setembro de 2011. Profecia de S. Malaquias. Profecia de Nostradamus (idiotas). Primeira ministra da Austrália. Edward Snowden. Júlia Pinheiro. Burlões e […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.