Palestra: “Fim do Mundo em 2012?” (Vídeo)

Fim do Mundo em 2012?, com Carlos Oliveira

Imagem específica para a palestra de Carlos Oliveira (Design: Pedro Garcia)

Com a iminência do suposto fim do mundo, nesta altura o mundo virtual deve já estar a fervilhar de tolices, histerismos, explicações, dúvidas, ansiedades, comédia e tolices (sim, era mesmo suposto repetir). Num último fólego, deixamos aqui uma palestra do Carlos Oliveira, para o Observatório Astronómico de Santana – Açores (OASA), a 16 de março, sobre este fenómeno inconcretizável.

Há já uns 3 anos que instituições, educadores, cientistas e a astropt têm vindo a tentar explicar, atenuar, ensinar e formar o maior número de pessoas sobre as tolices e as mentiras que algumas pessoas mal intencionadas, ou que simplesmente vivem numa realidade cognitiva distincta do comum dos racionais, têm procurado difundir.

 

 

Cartaz Ciclo de Palestras "+LUZ"

Cartaz do Ciclo “+LUZ” (Design: Pedro Garcia)

Entre Outubro de 2011 e Março de 2012, o Observatório Astronómico de Santana – Açores, dinamizou um ciclo de 6 Palestras com 6 figuras da Astronomia Profissional e Amadora, dos Açores e de Portugal, com o objectivo de desmitificar e explicar algumas das questões mais actuais da Ciência e da Astronomia. O ciclo mereceu o óbvio título de “+LUZ“.

A sexta e última palestra deste ciclo aconteceu, assim, no dia 16 de Março, pelas 20h30, no Teatro Ribeiragrandense, com o título “Fim do Mundo em 2012?”, tendo ficado a cargo de Carlos Oliveira, coordenador da página astropt, Doutorado em Astrobiologia e colaborador da Universidade do Texas, em Austin.

Nesta palestra que contou com a presença de 120 espectadores, a ideia de fim do mundo foi contextualizada, “num universo quer de profecias quer de previsões científicas, com o objectivo de avaliar a veracidade da Profecia Maia e do propalado Fim do Mundo para 21 de Dezembro de 2012.” Era inevitável este final para o ciclo. E esta palestra vale muito mais do que uma simples refutação da profecia para a primeira sexta-feira. Vale por ser uma amálgama de argumentos contra todas as outras profecias que possam aparecer.

10 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Marcos Mussel on 26/12/2012 at 02:49
    • Responder

    Francisco e Carlos, muito bom o debate. Pessoalmente a ciência tem revelado um universo tão complexo e tão profundo, organizado e caótico, belo… E difícil nao enxergar deus quem tem fé. Outro ponto, assim como teorias cientificas podem se tornar ‘mentiras’ em dado momento com maiores dados, também o pensamento humano acerca do divino e suas religiões podem ter este destino, porém para ambos os casos, nao podemos esquecer de que a teoria/religião anterior refutada foi aquela que permitiu o avanço da humanidade para um novo patamar de entendimento, e suas contribuições nao poder ser descartadas para o bem e para o mal. Qto ao fim do mundo… Tolice. Podem preparar seus artigos para as novas datas agora que esta caiu. Aos aos senhores minhas saudacoes. .

    • Marcos Mussel on 26/12/2012 at 02:47
    • Responder

    Francisco e Carlos, muito bom o debate. Pessoalmente a ciência tem revelado um universo tão complexo e tão profundo, organizado e caótico, belo… E difícil nao enxergar deus quem tem fé. Outro ponto, assim como teorias cientificas podem se tornar ‘mentiras’ em dado momento com maiores dados, também o pensamento humano acerca do divino e suas religiões podem ter este destino, porém para ambos os casos, nao podemos esquecer de que a teoria/religião anterior refutada foi aquela que permitiu o avanço da humanidade para um novo patamar de entendimento, e suas contribuições nao poder ser descartadas para o bem e para o mal. Qto ao fim do mundo… Tolice. Podem preparar seus artigos para as novas datas agora que esta caiu. Aos aos senhores minhas saudacoes.

  1. Concordo com vc Carlos, aqui no Brasil dizemos “papai noel”. Mas não mencionei nada me fundamentado em teorias conspiratória, não acredito nelas, embora ache algumas muito criativas. Apenas tento mostrar que para muitos a ciência não é inimiga de Deus, pelo contrário pode ser um caminho para Deus. Não o Deus que criamos ou imaginamos,mas o Deus que também esta na razão, é neste ponto que citei sermos “crianças ainda”. Tem muitos homens de ciência que consegue fazer este diálogo e ver no saber e no Universo em si a presença de um ser supremo. Foi somente isto que citei, acredito no evolucionismo e vejo a presença de um ser supremo a impulsionar a vida em todas as suas fases. Não preciso ridicularizar a crença e nem a ciência , vejo tudo como normal no mundo.

    1. Mas Francisco, assumindo que Deus é o criador do Universo, acha mesmo que a mente humana pode saber o que é um ser criador de universos?

      Parece-me mais fácil uma formiga definir e descrever um humano…

      😉

      abraços

        • Francisco on 20/12/2012 at 10:30

        Tens razão neste questionamentos Carlos, é neste ponto que ainda vejo nós humanos como “crianças” processo de evolução do Universo. Talvez por isto temos tenhamos este anseio de sempre buscarmos mais a compreender a tudo o que nos envolve. Lembro do filme 2001 uma Odiséia no Espaço que assisti ha um bom tempo atrás,lembra da cena final quando o astronauta,interpretação minha, me parece que se vê numa outra dimensão do Universo. Fantástica aquela cena,talvez seja isto,ou seja, estamos apenas caminhando para uma futura compreensão do que realmente seja Deus, qual o nosso sentido na vida ? E o que é tudo isto aqui. Penso que apenas estejamos num começo de uma caminhada evolutiva em que os conceitos que temos de muitas coisas cairão por terra; inclusive, os das religiões tradicionais. E a ciência terá um papel singular diante de tudo isto.

  2. Bem, vou só falar sobre as suas últimas frases com as quais não concordo 😉

    “Negar algo não quer dizer que não exista, eu não poderei te provar algo que eu busc o compreender a cada dia, sentir talvez seja mais fácil Carlos,mais acho que ainda sejamos crianças do Universo ou Universos. A internet é boa por isto,pois posso trocar opinião com uma pessoa que avançou no conhecer cientifico.obs.: posso até não concordar com o que diz,mas defenderei até a morte o seu direito de se expressar rsrs.”

    Bem, aqui mistura assuntos completamente distintos numa amálgama que nada tem a ver uns com os outros 😉

    A 1ª frase é fruto de conspirações e é demasiado ambígua. Porque acreditar em algo sem qualquer prova, também não é sinal que existe. Mais, eu posso negar várias coisas que lhe asseguro que não existem. Exemplo: Pai Natal, Monstro de Esparguete Voador, Unicórnios Voadores Invisíveis, etc.

    O sermos crianças no Universo: é certo que só chegamos agora, mas já compreendemos muito do Universo. Claro que algumas pessoas ainda não evoluíram nesse tipo de percepção do Universo a partir do conhecimento, e por isso continuam com uma mentalidade que tinhamos em miúdos, de acreditar em qualquer treta: Pai Natal, por exemplo 😉

    Eu não defendo essa liberdade de expressão para todos. Por exemplo, não me parece que enganar os outros com mentiras, como as de fim do mundo, seja salutar. Burlar outros até é crime 😉

    abraços! 😉

  3. Até certa parte eu concordo contigo,realmente o homem criou um deu com d mínusculo, poderia ser o senhor dos exércitos do velho testamento. Ou seja, o deus que o homem no tempo e através do tempo pode tentar entender e se relacionar.Ainda bem que nem todos os homens da ciência trazem uma visão monista e reducionista do divino. Talvez precisemos mesmo avançar nos conceitos “materialistas” numa relação dialética que nos leve ao transcendente. Acho uma “furada ” o termo materialismo ;totalmente fora de contexto pela ótica da física,pois até o que ouço da ciência o mundo é energia;uma furada para o termo materialismo. Negar algo não quer dizer que não exista, eu não poderei te provar algo que eu busc o compreender a cada dia, sentir talvez seja mais fácil Carlos,mais acho que ainda sejamos crianças do Universo ou Universos. A internet é boa por isto,pois posso trocar opinião com uma pessoa que avançou no conhecer cientifico.obs.: posso até não concordar com o que diz,mas defenderei até a morte o seu direito de se expressar rsrs.

  4. Carlos ,como já mencionei aqui acredito em Deus,como muitos homens de ciência acreditam em várias áreas do conhecimento humano. Teço este comentário para entrar um pouco na História,bom, o conhecimento histórico afirma que “os homens são escravo de seu tempo”. Ou seja, os valores, as crenças e tudo o que faça parte da sociedade nos coloca em uma “redoma” que não conseguimos sair. Cito como exemplo a afirmação dos historiadores de que durante a Idade Média não existia ateus. E se pegarmos os primórdios da humanidade vemos a crença em várias manifestações do divino;caminhando para o futuro temos o racionalismo e nada da fé perder a sua força. Deus é visto de forma racional, a fé é patrimônio do ser. Para um homem que respira apenas ciência com vc talvez seja dificil entender isto. Um dicípulo de Carl Sagan seria- capaz de entender a fé sem ridicularizá-la ? Não estou te ofendendo colega, apenas questionando. Partindo da citação dos “homens como escravos de seu tempo” vc acredita que num futuro esta fé a que menciono um criador do Universo a que chamamos de Deus vá morrer ? É apenas um questionamento, pela ótica da História eu não vejo esta possibilidade, pois a historia humana é dinâmica e as crenças se adequam aos novos contextos históricos. E ao meu ver voltam mais racionais, sem generalizar é claro na forma desse lidar com o divino.

    1. “num futuro esta fé a que menciono um criador do Universo a que chamamos de Deus vá morrer ?”

      Não, porque as pessoas vão ser sempre levadas por fantasias naquilo que a ciência *ainda* não consegue explicar.

      Esse deus é um coitadinho “God of the Gaps”.
      Deus, para muita gente crente, só existe naquilo que a ciência *ainda* não explica. Quando a ciência passa a explicar, esse “deus” morre e passa a haver outro que explica outras coisas *ainda* não explicadas.
      Como deve compreender, esse é um deus demasiado pequenino para me merecer qualquer atenção.

      Deus não criou o Homem. O Homem criou esse deus.

      abraços

  5. Bem, durante a palestra nem notei que havia 2 cameras 😛

    Foi pena não se verem as perguntas no final… aquilo ainda foi cerca de meia-hora a responder a coisas mais… esotéricas 😛

    Em 1 hora e meia de palestra, detectei 2 erros… sendo que um deles foi não ter conseguido dizer correctamente a palavra amedrontar 😛

    😉

  1. […] Eclipse Solar e Maias (resultado). Laser. NASA. NASA. Filmes. Rádio. Artigo. Palestra (vídeo + vídeo). Sagan. Matar pessoas. Lucro e Suicídios. Consequências. Bugarach. Calendário Maia. Inscrição […]

  2. […] a dar uma palestra sobre o suposto fim-do-mundo em Dezembro de 2012, dentro do ciclo de palestras +Luz organizado pelo […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.