Espelho, luz e juventude

normanrockwell

Girl at Mirror, obra do pintor norte-americano Norman Rockwell (1894-1978). Pintura a óleo em uma tela de 80 x 74,9 cm, finalizada em 1954.

Deseja conferir uma imagem antiga sua mas não por meio de fotografias, filmagens e outras tecnologias dessa linha? Simples: olhe ao espelho.

A 30 centímetros de distância de um espelho, a sua imagem chegará com um atraso de um nanosegundo. Isso significa 0,000.000.001 segundo – o mesmo que um segundo fracionado em um bilhão de partes.

Mas por que acontece tal atraso? Simples: trata-se do tempo que a luz leva para percorrer o espaço entre o item e o observador.

Veja outros exemplos:

– Caso você esteja a dois metros de um televisor, a imagem do aparelho chegará com 6,67 nanosegundos de atraso. Ou seja, um segundo dividido por aproximadamente 150 milhões;

– Um goleiro posicionado a 80 metros da meta adversária verá este gol com 266,67 nanosegundos de atraso. Ou seja, um segundo fracionado por 3,75 milhões;

– O circuito de Monza, palco do GP da Itália de Fórmula-1 possui 5,793 quilômetros de extensão. Em 2012, a volta mais rápida da prova foi registrada pelo alemão Nico Rosberg, da Mercedes: 1m27s239. Nesse tempo, a luz percorreu no vácuo aproximadamente 26,2 milhões de quilômetros;

– A luz solar refletida na Lua, a 384.400 quilômetros de nosso Planeta, demora 1,281 segundo para “chegar” à Terra. Já a luz do Sol, a 149.600.000 quilômetros, chega-nos diretamente com um atraso próximo a 8 minutos e 19 segundos;

– Os astrônomos visualizam Saturno, 1,283 bilhão de quilômetros além da Terra, como “era” há 71 minutos;

– A sonda Voyager 1, a 18 bilhões de quilômetros de nosso planeta, seria vista como “era” há quase uma semana;

 

voyager1

Sonda Voyager 1. Crédito: Nasa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– Ao longo de um ano, a luz percorre aproximadamente 9,5 trilhões de quilômetros no vácuo. Essa distância é conhecida como ano-luz.

Da próxima vez em que olhar ao espelho, saiba que aquele é você um “pouquinho” mais jovem…

4 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Excelente artigo, Rafael. 🙂 É bom relembramos que somos jovens, mesmo que por 0,000.000.001 s. 🙂

  2. Ainda em relação a espelhos e velocidade da luz…

    Foi Galilei Galilei quem primeiro tentou medir a velocidade da luz, propondo uma experiência simples (mas ingénua) para o conseguir.

    A experiência de Galileu era simples: ele colocava-se numa montanha com uma lanterna que poderia acender e apagar e um seu assistente colocava-se numa outra montanha, a 2 km de distância. Então, Galileu acenderia a sua lanterna e o seu assistente estava instruído para apenas acender a sua quando visse a de Galileu a ser acesa.

    Galileu esperava ser capaz de medir o tempo que levava a luz a percorrer a distância até ao seu assistente (2km) e o retorno da luz da lanterna do seu assitente até si (mais 2 km). Galileu não foi capaz de chegar a nenhuma conclusão pos as distâncias eram muito pequenas eo período de tempo gasto confundia-se com o tempo de reação do seu assitente.

    E é neste ponto que me espanta a ingenuidade de Galileu. Era de esperar mais de uma mente genial como a que ele sem dúvida tinha. Como é possível que ele não tenha compreendido que, se substituísse o seu assistente por um espelho, obteria um resultado muito mais fiável?
    Bastar-lhe-ia ter uma lanterna coberta com um pano escuro e um espelho (devidamente orientado) situado na tal montanha distanciada 2 km. Retirando repentinamente o pano de cima da lanterna mediria o lapso de tempo que decorria entre a chegada, aos seus olhos, da luz vinda diretamente da lanterna e da luz refletida do espelho.

    Naturalmente não seria capaz de medir os 0,00001(3) segundos que a luz levaria a percorrer os 4 km. Mas pelo menos estaria muito mais próximo de o conseguir.

    • Manel Rosa Martins on 03/01/2013 at 01:41
    • Responder

    Dos confins do Universo a uma volta de F1 com Nico Rosberg até ao espelho em nossa casa, eis um artigo pleno de exemplos, que une muito bem os difíceis de imaginar com os fáceis de ver.

    Um artigo que ganha a “Pole Postion” da Divulgação da Ciência, parabéns Rafael Ligeiro ! :))

  3. Em locais pseudos, sobretudo de ovniologia, fala-se muito na estrela Zeta Reticuli.

    Se existirem ETs em Zeta Reticuli a olharem na direcção da Terra, estão neste momento a ver o meu nascimento… 😉

    😀

  1. […] Perspectiva. Perspectiva Temporal. Esquecidos. Velocidade da luz solar. Velocidade da luz. Espelho. Calendário Cósmico. Invertebrados. Powers of Ten (novo, viagem cósmica). Neil Armstrong. Normal […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.