Austin, no Público

Este post não é tanto sobre astronomia, mas sim sobre mentalidades e educação.

Como sabem, sou totalmente adepto das pessoas viajarem, viverem durante alguns anos noutros países, e inclusivé estudarem noutros sistemas de ensino fora do país que vos viu crescer. Dessa forma, as pessoas crescem a vários níveis, incluindo culturais, tolerantes, pensamento crítico, etc, e não só em termos físicos.

Como também sabem, aconselho vivamente a Universidade do Texas em Austin, onde passei 9 anos, a tirar o doutoramento e a dar aulas. Leiam este meu post sobre a Universidade do Texas em Austin.
Neste momento, a Universidade está em 14º lugar no mundo, como podem ver aqui.

Mas não é só a Universidade que é excelente. Toda a cidade de Austin é excelente.
Ontem, na página 31 do suplemento Fugas do jornal Público, afirmo precisamente isso.

Dei 5 razões do porquê de Austin ser o melhor sítio para se viver:
– Tempo: muito Sol quase todo o ano.
– Campus: enorme e com algum verde. É inspirador ver os esquilos a correr pelas árvores, por exemplo.
– Mozart’s: o café virado para o rio, onde se estuda, conversa, e que tem música ao vivo.
– IMAX: o melhor cinema.
– Diversidade: de formas de ser, de interesses, de museus, de restaurantes, de mentalidades, etc.

Sugiro que comprem o jornal e leiam com mais calma tudo o que eu disse sobre Austin 😉

2013-01-12

1 ping

  1. […] Mente, Janela Indiscreta. Imprensa. Grande Porto. Bitaites. Diário de Coimbra. Revista C. Austin. Prémio. Curso no Porto e Açores (considerações). Astrobiologia. Ensino. Pai Natal. Jantar. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.