Asteróide quase bate na Terra

asteroid_earth

O asteróide 2012 DA14 tem entre 50 e 100 metros.
Como aquele que explodiu sobre Tunguska tinha 50 metros e provocou a devastação que se viu, então este asteróide tem o potencial para arrasar uma cidade inteira.

image

Quando forem 19h25m em Portugal do dia 15 de Fevereiro de 2013, este asteróide irá “raspar” a Terra.
O 2012 DA14 irá passar a somente cerca de 27.000 quilómetros da superfície terrestre, ou seja, irá passar abaixo da órbita de satélites geoestacionários.
Mas não se preocupem: não bate!

orbit asteroid

Terá uma magnitude perto de 7.
Ou seja, não será visível a olho nú, mas sim com binóculos e telescópios.

apparent-magnitude

22 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Tanta coisa por nada! Deveria vir direto para cá! Assim esta raça medíocre que é o ser que pensa ser humano, acordaria e daria mais valor a os seres vivo! Não se importarem com os lucros que obtém com estes, muita fumaça para pouco fogo! Que venha um tiro certo!

    • Marcos Eugênio da Costa on 06/02/2013 at 23:10
    • Responder

    Se alguém conseguir fotografar poste para vermos.

    • Graciete vVrgínia Rietsch Monteiro Fernandes on 06/02/2013 at 21:40
    • Responder

    Concordo com este comentário de Carlos Oliveira. Confio na Ciência e no trabalho de todos os que se dedicam ao estudo do Universo. Não tenho qualquer receio de uma colisão do asteróide com a Terra. Gostava era de o poder observar, mas não tenho condições para isso.
    Um abraço para todos os colaboradores deste ótimo blog.

    • claudio roberto weber on 06/02/2013 at 02:31
    • Responder

    Devemos ser conscientes, se um asteroide como o 2012 DA14 modificar sua trajetória, por colisão no caminho, mudar 2º graus, isso pode determinar uma nova rota, a atração Correto! Uma inclinação do espaço sideral, poderemos quem sabe, passar as maos nesse asteroide. Teremos muita dor de cabeça. Espero que não aconteca, se algo haver, seremos forçados a ír bem para o alto, bem no alto. Atrás de uma mega detonação, acompanha um mega Tsuname! Tenho 64 anos de idade, vivo escrevendo e coletando dados científicos. Acredito que um dia teremos um contato com uma dessas naves espaciais, as quais, o brilhante físico americano, Stephen Willian Hawjing, disse algo, “se tem uma coisa da qual devemos temer, será um contato com os seres Extraterrenos, nunca devemos contatá-los”! Por que será desse medo , vindo de um brilhante físico?Como disse o astronauta Edgar Mitchel, que trabalhpou no program a Apollo: “Os governos ocultam a existência de máquinas Extraterrenas. Para terminar cíto o astronauta Staton Friedma, afirmou há pouco tempo a um jornal, o seguinte: “Os objetos voadores Extraterrenos existem, e logo se saberá á verdade”!…
    Devemos ser conscientes, ao fugir das águas faça como o Superman: “Avante para o alto”!
    Obrigado.

    1. Claudio, se quer ser consciente, deve começar por pensar por si e ter espírito crítico 😉

      Hawking, e não Hawjing, só disse isso por motivos de marketing. Isso já foi explicado aqui. Nada tem a ver com vida extraterrestre, da qual ele nada sabe.

      Mitchell tem já uma idade que por tudo o que ele fez pela Humanidade deveria ser respeitado.
      Infelizmente, existem jornalistas que não respeitam esses heróis da Humanidade e por isso escrevem coisas que correspondem a coisas ditas por alguém que actualmente tem alguns problemas.

      abraços

    • Thiago Alexandre on 06/02/2013 at 01:34
    • Responder

    Gente com uma lente de 200mm ou 300mm da para fotografar?

    1. Olá Thiago,

      Dar para fotografar até dá. O problema é que o asteróide vai passar no céu a uma velocidade equivalente a 2 vezes o diâmetro aparente da Lua cheia por minuto, pelo que eu não apostaria tanto na ampliação. Preocuparia-me mais com a sensibilidade e o tempo de exposição. 😉

  2. ESSE ASTEROIDE TEM ORBITA ? É POSSÍVEL CALCULAR QUANDO ELE PASSARÁ NOVAMENTE ?

    • Marcos Eugênio da Costa on 04/02/2013 at 01:07
    • Responder

    Pelo visto pra nós aqui no Brasil vai ser difícil visualizarmos ele.

  3. Será o asteroide mais próximo a passar pela terra desde o que caiu o de Tunguska? o asteroide pode sofrer influencia ao aproximar da terra e desviar para uma colisão?

    1. Não, alguns têm caído 😉
      Exemplo:
      http://www.astropt.org/2009/10/28/meteoro-explode-sobre-indonesia/

      Não, não irá colidir. 🙂
      A influência gravitacional já está considerada nas contas 😉
      Pode é haver outras coisas que não prevemos… como algum lixo espacial colidir com ele. Mas em princípio não acontece 😉

    • Lindomar de Sousa on 03/02/2013 at 22:24
    • Responder

    Não vai dar pra ver do Brasil?

    1. Provavelmente sim. Mas no Brasil será cerca das 17 horas… por isso se olharem para o céu, só vêem o Sol 😉

  4. Uma curiosidade, que tipo de binóculos pode ser usado para conseguir ver algo em magnitude 10? Obrigado

    1. Não sei 🙂

      Mas… talvez militares?

      Eu conheço astrónomos amadores que compraram binóculos militares 😉

        • Victor on 04/02/2013 at 15:51

        Obrigado pela resposta 🙂

    2. Como pode ver na imagem acima, um objecto celeste de magnitude 10 está no limite de visibilidade de uns binóculos.

      Isto quer dizer que de noite, num céu bem escuro (com pouca ou nenhuma poluição luminosa), uns binóculos com objetivas de 50mm (os mais usuais para a astronomia, que habitualmente têm as especificações 7X50 ou 10X50, o que quer dizer que ampliam respetivamente 7X ou 10 vezes e têm objetivas de 50mm de diâmetro), uma estrela de magnitude 10 estará no limite da deteção visual.

      Estes binóculos 7X50 ou 10X50 são os mais comuns e pode encontrá-los em qualquer loja que venda material óptico / óculos.
      Há também lojas especializadas em material para astronomia, que vendem binóculos maiores, que mostram objetos mais ténues. Exemplos de outros tamanhos de binóculos, com objetivas (lentes frontais) maiores que 50mm, são os binóculos com lentes de 56mm, 63mm, 70mm, 80mm, 100mm ou 150mm.
      Há contudo um pequeno problema: Se uns binóculos 10X50 ou até mesmo 9X63 podem ser utilizados com relativa facilidade apenas com as mãos, a partir daí torna-se quase impossível segurá-los apenas com as mãos, sendo aconselhável ou mesmo obrigatório -para os maiores- a utilização dos binóculos fixos num tripé (que pode ser um tripé de fotografia, com um adaptador para fixar os binóculos).

      Em Portugal existem 3 lojas dedicadas a material para astronomia. Ambas têm uma sede física, que pode ser visitada e também uma página web, vendendo online. Se estiver interessado nos respetivos endereços físicos e eletrónicos, avise 🙂

        • Victor on 04/02/2013 at 15:50

        Obrigado pela resposta 🙂

  5. Olhando a imagem acima indicando a posição do sol e a rota do asteróide , pode-se afirmar que o asteróide estará mais próximo da europa que o brasil pois o brasil estará sol enquanto a europa estará noite e a rota do asteróide é oposta ao sol estou correto?

    1. A imagem mais acima – a 1ª imagem – é uma concepção artística somente 😉

    • Telmo Almeida on 03/02/2013 at 18:55
    • Responder

    É caso para dizer, baixem as cabeças. 🙂

  6. Esse tipinho anda a “marinar” muito perto!

  1. […] Passagem. Lutécia com muitas imagens. Vesta. 2009 DD45. 2011 CQ1. Tempel 1. Toutatis. 2005 YU55. 2012 DA14 (características, risco de bater em 2110). Portugal. Bólides. Indonésia. Canadá. Meteoritos. […]

  2. […] deus egípcio da destruição e da noite. Mas também existem nomes como o atualmente nas notícias asteróide 2012 DA14. Este é um nome deveras estranho e nada fácil de memorizar. Porque então se dá nomes […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.