Porque é importante estudar os asteróides?

asteroide

Os asteróides são, na sua grande maioria, detritos remanescentes da formação do sistema solar.
Os asteróides são o “lixo” que não colidiu com nada para formar planetas ou luas ou planetas-anões.

Existem pelo menos 3 razões para se estudar estes detritos:
– os asteróides não sofreram erosões atmosféricas, como sofreram as pedras que se estudam na superfície da Terra por exemplo.
– não sofreram colisões significativas que os mudaram, como se pode argumentar para as rochas encontradas em Mercúrio por exemplo.
– nas suas viagens, os asteróides vêm para perto de nós, e assim escusamos de enviar sondas para longe (como a Cintura de Asteróides), bastando termos rádio-telescópios na Terra.

Devido a estas razões, compreende-se assim que estes detritos estão exactamente como estavam quando o nosso sistema solar se formou, há quase 5 mil milhões de anos.
Desta forma, é muito importante estudar asteróides, porque estaremos a estudar como era o sistema solar há 5 mil milhões de anos.

Não precisamos construir máquinas do tempo para estudar a formação do nosso sistema solar.
Os asteróides permitem-nos isso 😉


P.S.: se por acaso, algum vier de encontro à Terra e poder exterminar parte da Humanidade, então é importante sabermos também qual a sua constituição, a sua órbita, onde vai bater e que consequências essa colisão vai ter. Ou seja, este estudo também é importante para se prevenir uma potencial extinção Humana 😉

6 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Já tem uma empresa com planos de “minerar asteróides”…

    • Francisco Gomes on 05/02/2013 at 21:22
    • Responder

    Que não pensem em começar a treinar a pontaria nos asteroides que andam a “rasar” a terra que um dia podem ter uma surpresa. Se os governantes pensam que eles vão sempre passar ao lado, que vai haver arcas de Noé e coisas assim, estão muito enganados, é uma maneira de resolver o excesso de população mundial mas não o mais indicado…..

  2. Acrescento uma quarta: Alguns são resultados de catástrofes planetárias, e por isso são amostras gratuitas, e quando caem na Terra também, de Planetas ainda distantes demais para visitarmos. Graças a esses intrusos conhecemos mais de alguns outros mundos, como Marte, a Lua, o Protoplaneta Vesta/ temos amostras sem precisar trazer de lá. 🙂

    • Prof. Sergio Luiz on 05/02/2013 at 13:09
    • Responder

    Quando teremos mais noticias do Cometa Ison 2012?

    1. Ainda há poucos dias falamos sobre ele:
      http://www.astropt.org/2013/01/18/cometa-ison-ja-foi-visto/

      abraços

  3. Esse Post Scriptum é interessante e justificava, só por si, um novo artigo acerca dos Near-Earth Objects 😉

  1. […] Quixote. 3200 Faetonte. Centauros. Fábrica de Cometas. Cemitério de Cometas. Asteróides (tag): estudo. Ameaça. Apophis, Desviar, Passagem, vídeo, 2036. Lutécia (imagens). Vesta. 2009 DD45. 2011 CQ1. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.