Cometa ISON fotografado pela sonda Deep Impact

posicao_ISON_DeepImpact_170113Posições relativas do cometa ISON (círculo verde) e da sonda Deep Impact (x amarelo) no dia 17 de Janeiro de 2013. Estão marcadas a roxo as órbitas da Terra e de Júpiter e a amarelo e a verde, as órbitas da Deep Impact e do cometa ISON, respectivamente.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/UMD (Michael Kelley).

A sonda Deep Impact realizou em meados do mês passado as suas primeiras observações do cometa 2012 S1 (ISON). Obtidas num período de 36 horas, as imagens mostram o aspecto do cometa quando este viajava a cerca de 763 milhões de quilómetros de distância do Sol (aproximadamente a distância média que separa o planeta Júpiter do Sol). Apesar de se encontrar ainda nas profundezas no Sistema Solar exterior, o seu núcleo cometário exibia já sinais de actividade, exalando da sua superfície uma cauda difusa com mais de 65 mil quilómetros de comprimento!
Vejam o conjunto destas primeiras imagens na animação em baixo:

 

Animação construída com 146 imagens obtidas pela sonda Deep Impact a 17 e a 18 de Janeiro de 2013, mostrando o cometa ISON a uma distância de 793 milhões de quilómetros. Ao longo da sequência, o brilho da coma cometária aumenta em cerca de 6 a 7%.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/UMD.

Esta campanha de observação do cometa ISON irá estender-se até meados de Março, altura em que o cometa deixará de estar acessível às câmaras da Deep Impact. Durante este período, os responsáveis da missão esperam reunir dados suficientes para determinarem a composição da coma e o período de rotação do núcleo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.