Sagan acende velas

Crédito: SocialMente

Crédito: SocialMente

Carl Sagan: “It’s better to light a candle than curse the darkness.”
É melhor acender uma vela do que amaldiçoar a escuridão.
Mais vale acender uma vela do que maldizer a escuridão.

80350_444

Sagan diz-nos que é a nossa responsabilidade compreendermos onde está a verdade e onde está a mentira, daí que mais vale ter conhecimento do que depois queixarmo-nos pela vida que levamos.

Um_Mundo_Infestado

3 comentários

1 ping

  1. Os livros do Sagan são fantásticos.
    “Cosmos”, “As ligações cósmicas”, “Biliões e biliões” e Um mundo infestado de demónios estão para lá de fantásticos.
    Para meu grande pesar, o meu favorito (O cérebro de Broca) raramente é referido quando o assunto é a obra de Carl Sagan.

    1. Qual o tema desse “O Cérebro de Broca”, Jaculina? Tinha feito a lista do maior número possível de livros do Sagan que encontrei, inclusive algumas biografias dele hehehe, e meio que condenei esse aí ao final da lista pelo título meio “estranho”. Quão bom ele é em relação ao Mundo Assombrado?

      1. É um livro que reúne uma série de ensaios publicados em revistas e aparentemente não relacionados. É um pouco uma mistura de Cosmos com o Mundo Assombrado/Infestado de demónios.
        Estão lá quase todos os temas favoritos do Sagan. Tem vários textos onde nos relata as maravilhas da ciência, noutros conta episódios da história da ciência ou da vida de cientistas. Também fala um pouco de FC e de religião. E tem uma grande secção a desmascarar algumas das mais conhecidas ideias dos pseudos (com destaque para os erros das teorias de Velikovski).
        Quão bom? É só uma opinião mas acho que está ao nível dos melhores livros do Sagan. Adapta-se mais ao meu gosto porque tem um estilo mais ligeiro.
        Há quem goste de romances e quem prefira contos. Este é o meu favorito porque abarca mais temas, tratando-os talvez de forma mais resumida que noutros livros.
        Como é um livro de 1979, poderá hoje ter perdido alguma da “magia” que tinha quando o li pela primeira vez.

  1. […] cerebral. Separar factos de ficção. Distinguir fantasia de especulação e de factos. Sagan. Magia. Teorias da Conspiração (razões biológicas). Brian Cox: literacia científica. Xadrez […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.