Estrelas moribundas podem ser fonte de vida ?

Crédito da ilustração: David A. Aguilar/CfA

Crédito da ilustração: David A. Aguilar/CfA

Um novo estudo teórico mostra que os astrónomos poderão detetar o oxigénio existente na atmosfera de um planeta habitável que orbite uma anã branca.

Quando uma estrela como o nosso Sol morre, o seu “cadáver” é uma anã branca.
Uma anã branca é uma estrela do tamanho da Terra que gradualmente vai perdendo o calor. Mas durante alguns biliões de anos poderá ainda aquecer levemente alguns planetas que a orbitem.

Vamos supôr que nessa altura em que o Sol se transforme numa anã branca, a Terra migre para mais perto do objecto que Mercúrio está do Sol actualmente. Ou até que nessa altura, outro planeta se forme dos “restos” da gigante vermelha que será o Sol temporariamente na fase de transição.

Neste caso, especula-se que será relativamente fácil detetar planetas que transitem em frente da anã branca.
E se assim for, então poderá se estudar a atmosfera dos planetas em trânsito porque a luz da anã branca brilha através do arco atmosférico que circunda a silhueta do disco do planeta. A absorção dessa luz permite-nos a leitura da composição química da atmosfera do planeta.
Supondo que um dos elementos da atmosfera é o oxigénio e que este se encontra em grande quantidade (que não seria possível através de outros processos), então… BINGO! Poderemos estar na presença de uma anã branca que é orbitada por um planeta com vida.

Leiam no site de Harvard, aqui.

4 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • André Valente on 05/04/2013 at 14:40
    • Responder

    Ola Carlos bom dia!
    Primeiramente me desculpe é um comentário fora do enunciado. Eu gostaria de dar uma sugestão ao site, acompanho um site brasileiro de astronomia e gosto muito de algumas informações postadas em sua “home”, deixo um link pra você dar uma olhada:

    http://www.astronews.com.br/WebSite/index.php

    Sou fan do AstroPT, e acompanho todos os dias.
    Espero ter ajudado.
    Att

    1. Obrigado 😉

    • Samuel Junior on 05/04/2013 at 14:37
    • Responder

    Sempre me perguntei a respeito disto, se haveria a possibilidade de uma anã branca com a massa de 1 sol manter vida em algum planeta em sua órbita. Em teoria, talvez seja possível.

  1. […] de Flake. Academia Nacional de Ciências. Semiótica. Jovem Universo. Planeta vivo. Sagan. Anãs Brancas. Dentro de Buracos Negros. Buraco Negro de Outro Universo (aqui). Luas. Vida nas luas. Vida em […]

Responder a André Valente Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.