Earthshine, luz cinérea/cinzenta da Lua

510px-Earthshine_diagram

Chama-se planetshine ao fenómeno em que a luz reflectida por um planeta ilumina o lado nocturno de uma lua.
Quando este fenómeno se dá na nossa Lua devido à luz reflectida pela Terra, então chama-se Earthshine – luz cinérea/cinzenta.

A parte clara é iluminada diretamente pelo Sol e vemo-la normalmente da Terra a olho nú, e a partir dela sabemos as fases da Lua. A parte cinzenta é a luz cinérea, que é a parte da Lua que é iluminada pela luz refletida pela Terra. Crédito da imagem: Ilmari Karonen

A parte clara é iluminada diretamente pelo Sol e vemo-la normalmente da Terra a olho nú, e a partir dela sabemos as fases da Lua.
A parte cinzenta é a luz cinérea, que é a parte da Lua que é iluminada pela luz refletida pela Terra. Crédito da imagem: Ilmari Karonen

Na palavras do Miguel Claro, que irá ministrar um curso sobre esta temática: “Um Earthshine lunar é um dos mais belos fenómenos que se podem observar na Lua a partir da Terra, e na realidade, a partir de outros planetas que também tenham um satélite natural como o nosso. Desenhado e descrito pela primeira vez há 500 anos atrás, por Leonardo Da Vinci, no Codex Leicester (1506-1510), só é possível observá-lo nos dois a três dias seguintes à Lua Nova, altura em que o disco lunar se encontra ainda com uma ínfima e ténua parte directamente iluminada pelo Sol (Aprox. 1% a 7%), assim, a restante zona do disco lunar que se encontra à sombra, reflecte a luz da própria Terra iluminada pelo Sol. A esta dupla reflexão, dá-se o nome de Earthshine, ou Luz Cinzenta.”

Na wikipedia diz: “O fenômeno da luz cinérea é a possibilidade de se observar a parte escura da Lua iluminada de modo tênue. Este é um fenômeno observável nos dias que precedem e sucedem imediatamente a fase de Lua Nova, após o quarto minguante e antes do quarto crescente. Este fenômeno se deve ao fato de a Terra, como todos os corpos celestes iluminados por estrelas, reflete uma porcentagem da luz recebida de volta ao espaço. Esta luz refletida pela Terra acaba por iluminar a parte da Lua que está voltada para a Terra. Não é um fenômeno exclusivo do satélite terrestre, tendo sido observado em satélites de outros planetas do sistema solar como por exemplo Jápeto, satélite natural de Saturno, fotografado nesta condição pela sonda espacial Cassini-Huygens. Atualmente cientistas utilizam a luz cinérea para estudar o clima terrestre pois a quantidade de luz refletida pela Terra na lua varia de acordo com a cobertura da superfície do planeta por nuvens.”

E agora a explicação do professor Gustavo Rojas:

1 ping

  1. […] Interior. Nuvens (Unicórnios Voadores). Atmosfera. Campo Magnético (aeroportos). Infografia. Earthshine. Citações e Fotos: Primeira, Earthrise, Noite, MESSENGER, Blue Marble, Berlinde Azul, Rosetta, […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.