Enorme colisão ao largo da Austrália há 360 milhões de anos terá provocado extinção em massa

puchan_asteroid_shutterstock

Uma equipa de cientistas descobriu na “East Warburton Basin”, na Austrália, uma área de 200 km de diâmetro onde terá caído um enorme objecto há 360 milhões de anos. O asteróide ou cometa teria entre 10 km e 20 km de diâmetro.

A cratera de 200 km de diâmetro é a terceira maior superfície no mundo que é fruto de um impacto com um corpo celeste.
O impacto levou a enormes nuvens de detritos que cobriram toda a Terra.
Provavelmente terá havido uma extinção em massa como consequência deste impacto: Extinção massiva do Devoniano.

Artigo científico, aqui.

4 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Nao é falta de coesao. A diferença é o “portugues usado” (portugues europeu) que é diferença do Portugues Brasileiro. Otimo artigo, Otimo site. Que a força esteja convosco!!

  2. Devido a falta de coesão da frase não entendi a matéria.

    Enorme colisão da Austrália HÁ 360 milhões de anos TERÁ provocado?

    Há denota passado.
    Terá denota futuro.

    1. Não vejo qualquer falta de coesão na frase…

      Quando foi? Há 360 milhões de anos atrás.

      O que provocou? Poderá ter provocado a extinção em massa.

      abraços

      • Fernando Simoes on 06/05/2013 at 15:20
      • Responder

      Não vejo qualquer incorrecção: o uso do futuro perfeito composto, é usado, entre outras situações para exprimir suposições sobre factos passados: … terá provocado …
      Outro exemplo:
      “Está muita gente ali no fundo. Terá havido um acidente?”

  1. […] Dinossauros (ar que respiravam, matéria negra). Humanidade. Clovis. Mamutes. Tunguska (aqui). Devoniano. Bactérias. Bactérias. Alterações Climáticas. Maior cratera. Brasil. Viagem do […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.