A verdade, os gambozinos e o Watergate cósmico

O res­pei­tá­vel Paul Hellyer, 85 anos, en­ge­nheiro, ex-ministro da Defesa do Canadá, fi­gura po­lé­mica no país por ter fun­dido os três ra­mos das for­ças ar­ma­das numa única or­ga­ni­za­ção, teve uma epi­fa­nia ov­ni­ló­gica numa noite de fe­ve­reiro de 2005 e, desde aí, pas­sou a tra­tar os OVNIs como veí­cu­los re­ais tri­pu­la­dos por se­res ex­tra­ter­res­tres reais.

Paul Hellyer em 2004

Paul Hellyer em 2004

A his­tó­ria com os ETs co­me­çara mais cedo, em 2003, quando o ex-ministro, a fa­le­cida mu­lher e al­guns ami­gos de­ram com um OVNI nos céus.

Na al­tura não atri­buira grande im­por­tân­cia ao avis­ta­mento mas, dois anos de­pois, viu um do­cu­men­tá­rio na ABC so­bre ob­je­tos vo­a­do­res não-identificados e fi­cou muito im­pres­si­o­nado. Tendo em conta a sua pró­pria ex­pe­ri­ên­cia, o se­nhor Hellyer abriu a mente e con­cluiu que, tal como no sexo, um mais um po­dia ser igual a três.

Quanto mais pes­qui­sava, mais im­pres­si­o­nado se sen­tia: «Os OVNI são tão re­ais como os aviões que voam so­bre as nos­sas ca­be­ças», afir­mou na se­mana pas­sada em Washington. E tanto abriu a mente que agora acre­dita na exis­tên­cia de qua­tro ra­ças di­fe­ren­tes de ETs, duas das quais a tra­ba­lhar («pro­va­vel­mente», acres­cen­tou, cau­te­loso) com o go­verno dos Estados Unidos.

Hellyer fez es­tas afir­ma­ções numa au­di­ên­cia pú­blica em Washington, um evento cha­mado «The Citizen Hearing on Disclosure» que pre­tende pres­si­o­nar os go­ver­nos a re­ve­lar o que sa­bem so­bre OVNIs. O evento foi or­ga­ni­zado pela Paradigm Research Group e de­cor­reu de 29 de abril a 3 de maio. Passará à his­tó­ria, afir­ma­ram os or­ga­ni­za­do­res, como «um marco na edu­ca­ção do pú­blico em Vida Extraterrestre e Tecnologias Secretas em Espaço e Energia».

A Paradigm Research Group or­ga­niza even­tos desta na­tu­reza a um ritmo anual desde pelo me­nos 2007, mas tem sem­pre uma no­tá­vel ca­pa­ci­dade em apresentá-los de forma ex­plo­siva, como se es­ti­vés­se­mos pres­tes a des­co­brir pól­vora marciana.

Que ha­via en­tão de di­fe­rente neste evento es­pe­cí­fico? Resposta: a pres­ti­gi­ante pre­sença de cinco ex-senadores e um ex-membro do Congresso dos EUA.

Loras_ValarMorghulis_Armor

O Cavaleiro das Flores apoia esta demanda

Que este evento se es­tava a re­a­li­zar já eu sa­bia há uns tem­pos, gra­ças a um tweet do ator Finn Jones, co­nhe­cido por in­ter­pre­tar Ser Loras Tyrell na sé­rie Game of Thrones.

O Cavaleiro das Flores apresentou-o como um acon­te­ci­mento com po­ten­cial para mu­dar o mundo, ma­ni­fes­tando es­tra­nheza por os me­dia não pe­ga­rem num as­sunto tão importante.

Caí que nem um pa­ti­nho, claro. O link que de­po­si­tou na ti­me­line mandou-me para o YouTube – um im­por­tante cen­tro de in­ves­ti­ga­ção ci­en­tí­fico na Web, como se sabe – e a um ví­deo no qual uma sé­rie de gente co­nhe­cida da Ovnilogia re­pe­tia ale­ga­ções já ou­vi­das há muito tempo e um pouco por todo o lado.

Creio que já co­nhe­cem bem o filme: os eles ex­tra­ter­res­tres exis­tem, mas os eles ter­res­tres não que­rem que se saiba.

An­te­ri­or­mente o Finn par­ti­lhara li­ga­ções para sí­tios onde se dis­cu­tiam «os se­gre­dos da Geometria Sagrada» e as «re­a­li­da­des trans­cen­den­tais quân­ti­cas», pelo que eu já de­via con­tar com re­ve­la­ções da mesma envergadura.

A pouco e pouco, po­rém, a im­prensa foi pe­gando no as­sunto das re­ve­la­ções ex­tra­ter­res­tres e dos en­co­bri­men­tos go­ver­na­men­tais. Até o res­pei­tá­vel The New York Times, atraído pelo facto de se­na­do­res e con­gres­sis­tas pre­si­di­rem ao evento, no­ti­ciou-o com toda a seriedade.

Que es­ta­vam en­tão os ex-senadores lá a fa­zer? Iriam re­ve­lar se­gre­dos ocul­tos? Fazer-nos uma vi­sita gui­ada à Área 51? Organizar uma ex­cur­são a Roswell com bi­lhete para a pri­meira fila de uma au­tóp­sia? Desmascarar cons­pi­ra­ções? Dar a cara pe­los ho­men­zi­nhos verdes?

A Paradigm Research Group cer­ta­mente apre­sen­tará res­pos­tas di­fe­ren­tes a es­tas ques­tões, mas quem res­pon­deu de forma fac­tual e muito su­cinta foi o The Guardian: os cinco ex-senadores e o ex-congressista (ne­nhum com for­ma­ção ci­en­tí­fica) re­ce­be­ram, cada um, 20 mil dó­la­res em ho­no­rá­rios para pre­si­di­rem ao evento e in­ter­ro­gar, du­rante cinco mi­nu­tos, as testemunhas.

E quem os pode cri­ti­car? Se me qui­ses­sem pa­gar mais de 14 mil eu­ros para pas­sar uns dias de rabo sen­tado a ou­vir uma sé­rie de malta a fa­lar de ex­tra­ter­res­tres e cons­pi­ra­ções, com a obri­ga­ção de fa­zer, du­rante cinco mi­nu­tos, umas per­gun­tas inó­cuas às tes­te­mu­nhas, ca­ramba, ali­nhava logo.

Cinco mi­nu­tos pas­sam num ins­tante e, dado que as pes­soas têm sem­pre mui­tas coi­sas im­por­tan­tes a re­ve­lar, com sorte ficava-me por uma per­gun­ti­nha a cada uma e despachava-as com um mí­nimo de brio profissional.

As tes­te­mu­nhas tam­bém não são for­ça­das a co­lo­car a mão­zi­nha so­bre a Bíblia e a ju­rar di­zer toda a ver­dade e nada mais do que a ver­dade, por­tanto o acon­te­ci­mento tem todo o ar de ser uma da­que­las ino­cen­tes fes­ti­vi­da­des mar­ci­a­nas que não fa­zem mal a ninguém.

Se ti­nham 120 mil dó­la­res para gas­tar em pro­pa­ganda cir­cense, bem po­diam ter con­tra­tado uns ci­en­tis­tas para in­ves­ti­gar as his­tó­rias con­ta­das por es­tes «ci­da­dãos uni­dos pela transparência».

É com­pre­en­sí­vel que te­nham pre­fe­rido não ar­ris­car: um ci­en­tista po­de­ria de­fen­der con­clu­sões em­ba­ra­ço­sas para as tes­te­mu­nhas; com um po­lí­tico, con­tudo, ra­ra­mente se corre o risco de que diga o que ver­da­dei­ra­mente pensa.

Roscoe G. Bartlett

Roscoe G. Bartlett

Se in­ves­ti­gar­mos mais o per­fil des­tes po­lí­ti­cos na re­forma quase che­ga­mos à con­clu­são que eles pró­prios são, tam­bém, ex­tra­ter­res­tres: por exem­plo, Roscoe Bartlett, mem­bro re­pu­bli­cano do Tea Party e com 10 anos de Congresso nas cos­tas, ex­pli­cou a sua par­ti­ci­pa­ção nos se­guin­tes ter­mos: «Extraterrestres não são anti-biblícos. Leiam o Livro de Jó – está lá tudo.»

Outro dos par­ti­ci­pan­tes foi o Republicano Merril Cook, so­bre quem re­caem his­tó­rias pouco edi­fi­can­tes so­bre «com­por­ta­men­tos er­rá­ti­cos» du­rante os anos em que es­teve no Congresso. «Merril fi­xou re­si­dên­cia per­ma­nente na terra dos ma­lu­cos», es­cre­veu a sua pró­pria chefe de ga­bi­nete num email in­terno da­tado de 2000. «Se ele vos pe­dir para man­dar a roupa in­te­rior por fax, por fa­vor façam-no».

9 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Ola tudo bem eu queria dizer algo a respeito sou novo por aqui mas tem algo estranho no texto pois bem ,quem disse tudo isso quem participou das reuniões são os politicos e tals, mas eu ñ entendi vc autor do texto ou,- dono desse site- acredita ou ñ em et’s,ufos e afins…???? E outra vc é cientista ou algo assim ???? Você ja foi ou visitou algum lugares “particulares”, ou instalações secretas ou algo parecido??? Outra pergunta nunca entendi (o que me levou a estudar muito a respeito) pq os EUA sempre calavam a boca dos ufologos do mundo todo mas dessas pessoas ñ fizaram nada .Outra coisa interessante é o pq deles irem declarar isso pra todo mundo ver qual é o sentido disso tudo ou vc acha q iriamos ficar com medo de algo assim, seria um golpe , querem nos confundir .

    1. Não existiram reuniões. É tudo mentira de quem quer manipular você.
      Ninguém quer calar a boca de ninguém. Aqui damos conhecimento, e não enveredamos por crenças em conspirações. Se você quer acreditar em vigaristas como ufólogos mentirosos, o problema é seu.
      Quem nós somos, tem na página de colaboradores.

      abraços.

    • Eduarda Freixo on 18/05/2013 at 16:09
    • Responder

    Por essa quantia eu me declaro e juro em cima de qualquer bíblia, que sou do espaço;)
    A sério, é tão deprimente o que esses “honoráveis” ex. ex. ex. fazem por dinheiro.
    Francamente.

  2. Há sempre a possibilidade de existir colaboração técnica entre alguns governos de “cá” e visitantes de “fora”.
    Quem quer abrir mão desse privilégio e aplicar o saber no domínio civil, se isso implicar crise a médio prazo no negócio do petróleo?
    Os EUA e mais alguns não querem de certeza abdicar dessa posição, se “ela” existir!

    1. Não há.

  3. Muito bom…e divertido! 😉

  4. O sr Paul disse, alguns anos atrás, que a “prova” que os extraterrestres existem é que o conhecimento dos microchips e das fibras ópticas foi conseguido de espaçonaves caídas dos ETs.

    Acho que não preciso dizer mais nada.

  5. Olha, se pagam 20 mil dólares para os palestrantes, imagina o quanto não pagariam por um “ET” que envia mensagens para o Astropt – no caso, eu! 🙂

    1. LOL 😀

  1. […] Indiano. Vénus. Espirais (Noruega, Austrália). Pão e Frango. Esqueleto. Tubarovni. Balões LED. Paul Hellyer. Leilão. Memorando do FBI. Governo. Orson Welles. Abduções (tecnologias, propósito, estudos). […]

Responder a Paulo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.