Clima nos Júpiteres Quentes

jupiter quente

Vídeo muito interessante sobre o estudo das atmosferas dos “Jupiteres Quentes”, um trabalho realizado utilizando o telescópio Spitzer e liderado por Heather Knutson.

Uma das informações mais impressionantes do vídeo é a probabilidade de existirem… nuvens de pedra 😀


(podem colocar legendas em português, se preferirem)

4 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. A divisão entre planetas e anãs castanhas é, pelo que ando a ler, uma dor de cabeça.

    É um pouco como o debate para saber se de facto a sonda Voyager 1 está no espaço interstelar ou não, e sobre isto acaba de surgir esta notícia no space.com:

    http://www.space.com/26462-voyager-1-interstellar-space-confirmed.html?cmpid=514630_20140708_27443976

    Abraço 🙂

    1. As Voyagers sairam do espaço interplanetário, mas continua dentro do sistema solar 😉
      Sugiro a leitura deste artigo:
      http://www.astropt.org/2013/12/03/a-sonda-voyager-1-saiu-do-sistema-solar-nao/
      😉

      abraços

  2. Os gigantes gasosos já costumam ser “estrelas falhadas”; então esses tão perto desse sol e tão ferventes, não digo que se tornem estrelas pois para isso precisariam de mais massa, mas pelo menos não serão uma espécie de “anãs castanhas”? Ou essas também precisam de reacções nuclares?

    1. A resposta está no seu comentário: a diferença entre planetas e anãs castanhas é a sua massa 😉

      No entanto, se ler a nossa categoria referente às anãs castanhas, vai encontrar alguns artigos que põem em dúvida as divisões claras existentes actualmente nas nossas convenções/definições 😉

      abraços

  1. […] com vapor de água e monóxido de carbono. Atmosferas. Mapa Atmosférico. Múltiplos. Hot Jupiters (clima). Terrestres. Super-Terras com vida e frequentes. Exoluas (MOA-2011-BLG-262). Exoaneis. Exocometas. […]

  2. […] Quentes – gi­gan­tes ga­so­sos como este, or­bi­tando muito perto da sua es­trela. Vejam este ví­deo no […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.