Desintoxicar uma Ideia Errada

quimica

Uma amiga pretende comprar um aparelho que, para mim, serviria só para por os pés em água quentinha. Afinal o aparelho que ela pretende comprar é mais um do espólio fantasioso do mercado naturo-homeo-quânti-fraudulento. Trata-se do Aquadetox – tem outros nomes como hidrolinfa – e promete tirar as toxinas do corpo, resgatando-o das más energias, dos lixos e talvez de alguns pecados não mortais.

Com um pouco de conhecimento de química tudo se percebe. É como aqueles truques de ilusionismo que, quando percebemos a estória toda, parece tudo fazer sentido. Os pés vão para a água previamtente temperada com sal e é colocado um eléctrodo na água e outro no pulso do cliente. A máquina funciona e passados uns minutos a água torna-se castanha! Curiosamente nunca vi ninguém com toxinas verdes clarinhas, rosa, ou azul bebé, já explicarei porquê.

O que se passa é que é adicionada uma quantidade de sal NaCl à água H2O. Ocorre a seguinte sequência:

Na fusão ocorre a dissociação dos íons do sal: 2 NaCl → 2 Na+ + 2 Cl
  1. Dois elétrodos inertes (exemplo, grafites) são mergulhados no sal fundido e ligados a um gerador químico (pilha ou bateria)
  2. Os ânions (2 Cl) movem-se para o elétrodo positivo (ânodo) onde perdem eletrões (oxidação) tornando-se neutros, e ligando-se entre si:
2 Cl – 2 elétrons → Cl2

Por diferença de potencial os dois eletrões são enviados através do gerador para o pólo negativo.

Os catiões (2 Na+) movem-se para o elétrodo negativo (cátodo) onde recebem estes dois eletrões (redução) transformando-se em sódio metálico:
2 Na+ + 2 elétrons → 2 Na

Encerrado o processo obteve-se a decomposição do NaCl em cloro e sódio metálico:

2 NaCl → 2 Na + Cl2
Ele_ignea
(daqui)
Ou seja, ocorre uma electrólise do sal. Uma das perguntas colocadas é: Mas dependendo da pessoa, a água toma colorações diferentes. Ao que respondo: Não depende da pessoa mas sim da quantidade de sal .
“Os críticos do Aqua Detox dizem que as máquinas são simplesmente transformadores AC-DC com eletrodos que contêm ferro, o qual corrói e produz a cor de ferrugem. A diferença na cor da água se deve à quantidade de sal adicionada a ela. Os críticos dizem que a mudança de cores é usada para impressionar os usuários.“ (daqui)

Apresento testes para fazer. Peço, a quem os consiga fazer que o refira aqui e apresente provas, por favor. Ora cá vai uma lista de testes a fazer aos crédulos:

1- colocar o amigo invisível para que ele seja libertado das toxinas malvadas e ver a cor da água… afinal o amigo invisível é real, ou não!

2- tirar uma amostra de um tratamento com pessoa e sem pessoa para análise de elementos químicos e possíveis toxinas

3- uma sequência de 10 tratamentos com exactamente a mesma quantidade de sal e o mesmo tipo de água.

Podem ler mais neste excelente post do De Rerum Natura

76 comentários

3 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Obrigada pela explicação, se nao tivesse lido teria caído no conto do vigário!

    1. Sem estar em disacordo consigo, esse é o processo de electrólise, que esta inteiramente correcto. O que os vendedores por aí dizem sobre a cor da água é apenas propaganda para vender, porque corresponde a oxidação do ferro com a presença do sal. Procurei por alguns estudos de análises a água, e não existe qualquer presença de albumina, glicose, metais pesados que o corpo liberte. Porém temos que entender o funcionamento não pela forma avaliativa quantitativa de análises da agua. De acordo com a medicina chinesa, homeopatia e dra (… comentário editado…)

      1. Peço desculpa, mas quer a internet quer este website são feitos com ciência. A ciência já fez muitos estudos com a homeopatia e a conclusão é clara: é uma patetice, uma vigarice. Quanto à suposta doutora, nem ela diz que médica. É mais uma que anda para aí a vender “bem-estar” sem saber nada de medicina.
        Como este é um local de ciência, e o seu comentário a partir daqui foi de promoção de alegações de vigarices, daí ter sido editado. Aqui, em ciência, não se promove a pseudo-ciência.

  2. Não é que encontrei uma máquina destas deitada fora, trouxe-a para casa e funciona. Só preciso de adquirir o elétrodo para o pulso e o recipiente do sal (que acho que trás o outro elétrodo acoplado) para poder fazer testes. Sou professor e estou com vontade de por os alunos de ciências a fazer estes testes com a ajuda de FQ…

  3. Boa noite. Adorei sua explicação! Eu estava 80% de certeza de que isso era uma picaretagem. Agora, tenho os 100%.
    Estão oferecendo esse “tratamento” para mim, mas sempre que algo parece muito fácil, meio “mágico”, fico cética.
    Muito obrigada!

    1. Em Portugal existe a expressão: “Quando a esmola é muita, o pobre desconfia”. 😉

      abraço!

        • Suelen on 05/07/2018 at 03:37

        A verdade é que acabei de fazer uma seção e a água mudou de cor ….por sinal devem ter colocado o pacote todo de sal ficou bem estranha…. A credito na ciência mas a moça que me explicou o aparelho foi tão convincente que fechei um pacote …. se ela mentiu aprendeu bem a vender o peixe dela… e agora to eu aqui pensando que quando a gente acredita as coisa acontece e como ja paguei só me resta acreditar … diria que ja estou me sentindo melhor e o aparelho funciona sim ..estava ligado e a cor da água mudou eu vi kkk

  4. Tem um artigo científico falando que não funciona.
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3228292/

    • Teresa Azevedo on 22/11/2017 at 21:27
    • Responder

    Comecei hoje a fazer esse “tratamento” pelos vistos, 30 minutos por dia, perdidos Paguei 350€ por 6 horas desta treta, que vou deixar de fazer. Será que posso reaver os 350€.

  5. Como fazer uma dessas caseira? eu não vou comprar, mas pelo que vi não seria difícil fazer. Quero testar se o método funciona.

  6. Esse é o único artigo sério que comprova que esta técnica não funciona.
    https://www.hindawi.com/journals/jeph/2012/258968/

    1. Obrigado!

      O curioso é que defendendo a “Naturopathic Medicine”, a investigação provavelmente pretendia provar que funcionava…

      abraços!

  7. Boa noite,
    Apenas quero deixar o meu comentário sobre o aparelho de hidrólise, porque depois de ler opiniões de utilizadores de várias, química, biologia, electrónica. Parece que nenhum estudou anatomia e fisiologia humana, embora acredite que devem ter tido uma cadeira dessas mas que é dada tão rápido que não dá sequer para decorar o nome dos ossos quanto mais saber o que é a linfa e onde se encontra.
    Sem querer entrar no aspecto comercial e da forma como são apresentadas as ditas máquinas, apenas poderei dizer que esses vendedores são o reflexo de todos ou quase todos os comentários deste forum, uns maus e outros menos maus.
    Não vou dizer o que estudei porque não é relevante nem dizer se a máquina funciona ou não até porque nunca vi. Vou apenas completar o raciocínio do Carlos.
    Em relação à cor da agua e natural que mude de cor independentemente de ter pés ou ter mão ou não ter nada, mas o ideal para quem não gosta de cores é colocar agua destilada que o efeito final e de interesse será o mesmo.
    Concordo com a explicação sobre a reacção quimica, mas discordo com esta conclusão brejeira “…Lógico que os pés só por si têm resíduos, pele morta, surro, sugidade, etc o que causa também uma variação na colocação. Mas nada disto se pode relacionar com o “detox” dos órgãos…”
    Ora bem, não são os orgãos que vão ser “purificados” como refere, mas sim o resultado do metabolismo celular que como devem saber se situa na linfa que existe pelo corpo todo no tecido subcutaneo, ou seja, logo debaixo da pele.
    A água quente ou morna por si só faz com que os tecidos relaxem, o sal acelera a condução de uma corrente continua, esta provoca uma modificação nas células que como sabemos a sua constituição é praticamente àgua, e os poros abrem-se e expelem os resíduos.
    Contudo, tenho pena que os vendedores não saibam dar uma explicação lógica do sistema, mas o comercio é assim no geral.
    Esta máquina segue o principio das correntes galvanicas(continua) que é usada em fisioterapia para a aplicação de um fármaco a nível subcutâneo. Aplica-se o fármaco num eléctrodo com a mesma polaridade deste e no lado oposto o outro eléctrodo, e pela atração das cargas o fármaco é introduzido.
    Bem haja a todos

    1. ” nem dizer se a máquina funciona ou não até porque nunca vi.”

      Não funciona.

      Não é preciso ver pessoalmente as coisas para saber se funcionam ou não. Quando se está em face de conhecimento, sabe-se as coisas. Quando se está na presença de vigarices, como esta, também se sabe as coisas.

      Eu não preciso ir à Austrália para explicar como a eletricidade funciona lá.
      Também não preciso ir à Indonésia para saber que os mediuns lá são vigaristas.

      Sabe-se que este tipo de máquinas não funcionam, servindo somente para vigarizar as pessoas.

      “Esta máquina segue o principio das correntes galvanicas(continua)”

      Ou então segue o princípio das vigarices… imagina-se coisas a partir do que existe.

      “Aplica-se o fármaco num eléctrodo com a mesma polaridade deste e no lado oposto o outro eléctrodo, e pela atração das cargas o fármaco é introduzido.”

      Eu posso inventar o mesmo para o espírito santo introduzido por esta máquina (que é o tópico deste artigo).
      O Espírito Santo aplica-se num eléctrodo com a mesma polaridade deste e no lado oposto o outro eléctrodo, e pela atração das cargas o Espírito Santo é introduzido… pelos pés imbuídos na água. 😉

      abraços

    • Cristina Miranda on 08/06/2017 at 13:53
    • Responder

    Boa tarde,

    Li com atenção os testemunhos e queria partilhar a minha experiência.
    Como faço retenção de líquidos fiz dois tratamentos com o aparelho hidrolinfa porque me falaram sobre as melhorias na saúde quer a nível físico quer emocional.
    O 1º tratamento a água ficou castanha com muitas partículas e depois verde, perguntei o significado. Problemas a nível das articulações e vesícula.
    Não senti melhorias muito pelo contrario os pés ficaram inchados.
    2º tratamento a mesma situação da água mas acrescido de partículas pretas e o significado da técnica para aquela cor era o fígado.
    Resultado do 2º tratamento, pés e pernas inchados com picadelas na planta dos pés, ao outro dia ainda estava mal.
    Para mim não resultou!!
    Cristina Miranda

    1. “a água ficou castanha com muitas partículas e depois verde, perguntei o significado. Problemas a nível das articulações e vesícula.”

      Só faço notar que este tipo de respostas deles, é o mesmo que esta interpretação:

      “a água ficou castanha com muitas partículas e depois verde, perguntei o significado. Unicórnios minúsculos invisíveis nas unhas dos pés.”

      A interpretação tem a mesma validade, ou seja, 0 😉

      abraços

Responder a Ana Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.