Google+

«

»

Jun 28

Catálogo de Planetas Habitáveis

Em Abril, o catálogo mostrava-nos que estes eram os exoplanetas com maior probabilidade de serem habitáveis: aqui.

Com as recentes fantásticas descobertas (leiam aqui), o novo catálogo de planetas potencialmente habitáveis (nota: não é “habitados”), é este:

Acerca do autor(a)

Carlos Oliveira

Carlos F. Oliveira é astrónomo e educador científico.
Licenciatura em Gestão de Empresas.
Licenciatura em Astronomia, Ficção Científica e Comunicação Científica.
Doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas.
Criou e leccionou durante vários anos um inovador curso de Astrobiologia na Universidade do Texas.
É actualmente Research Affiliate-Fellow em Astrobiology Education na Universidade do Texas em Austin, EUA.
Trabalhou no Maryland Science Center, EUA, e no Astronomy Outreach Project, UK, recebeu dois prémios da ESA, e realizou várias palestras e entrevistas nos media.

14 comentários

4 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Jérémy

    Uma pergunta!!! 🙂

    No caso do Sistema Solar, além da Terra, existe a possibilidade de haver vida no hipotético Oceano da lua Europa, bem como em bolsas de água quente de Encelado.

    Logo, pode não existir necessariamente vida nestes planetas aqui apresentados, mas esta mesma vida pode existir em exoplanetas ou exoluas que não estejam na zona de vida das Estrelas, em Oceanos ou bolsas de água sob a superfície.

    Não é verdade? Neste caso, encontrar formas de vida extraterrestre seria muito mais difícil, só sendo possível com o envio de sondas interestelar, não é?

    Abraço 🙂

    Ps: para quando um programa televisivo “AstroPT” ao estilo “Cosmos”? Na RTP2 seria uma boa ideia 😀

    1. Carlos Oliveira

      Sim, as luas com água líquida dos gigantes são potenciais locais de procura de vida como a conhecemos.
      Sim, até temos uma categoria aqui só para Exoluas, que é provavelmente um dos assuntos mais espectaculares das próximas décadas 😛

      Sim, daí enviarmos sondas e rovers para Marte. 😉
      Claro que para enviarmos para mais longe… demorará mais tempo e é preciso mais ciência 😉

      Quanto ao programa… já esteve mais longe 😛 LOL 😛

      abraços!

  2. Guilherme

    Carlos, bom dia. Acabei de ver o quadro acima e gostei muito, porém, não sei se eu não ví, mas qual a distancia deles em relação a nós? Obrigado.
    Guilherme.
    28/06/13

    1. Carlos Oliveira

      Para isso, tem procurar as notícias das descobertas de cada um deles aqui no astroPT 😉
      Nesses artigos tem as distâncias 😉

      abraços

  3. Jonatas Almeida da Silva

    Carlos, o valor atribuído a Netuno não deixa de ser relativamente grande, dada a significativa diferença entre ele e a Terra, bem como a complexa hostilidade de seu ambiente. O que lhe confere uma pontuação maior que a de Júpiter? os hidrocarbonetos ou a presença de alguma massa de água no manto?

    1. Carlos Oliveira

      Boa pergunta!!! 😀

      A minha resposta: não sei. 😛

      Talvez da constituição, como disse o Jonatas, talvez de ser gelado e não gasoso, talvez de ser mais pequeno, talvez da massa ser mais similar à Terra. Não sei.

      Fui procurar e você tem aqui o Index de Similitude com a Terra, com os factores que constam na equação utilizada:
      http://phl.upr.edu/projects/earth-similarity-index-esi

      abraços!

    2. Jaculina

      Talvez seja o tamanho.

  4. Xevious

    A grandes chances de que no dia que acharmos a primeira forma de vida extra-terrestre, tenhamos que tocar fora quase tudo que pensamos a este respeito..

  5. CAIO GIORDANO

    Poderiamos estimar a quantidade de luas e tamanho das luas desses exoplanetas tomando como base as massas e numero de luas de nosso sistema solar?

    1. Carlos Oliveira

      Só especulando 🙂

  6. Vinicius Melga

    Olá, bom dia!

    Só gostaria de parabenizar o website, já que foi o primeiro que encontrei com as devidas considerações de ética e bom senso para a divulgação da ciência. Sou apaixonado por astronomia e gostei muito de ver a preocupação dos senhores ao passar as informações corretas e adequadas. Apesar de ser novato e não conhecer muito sobre astronomia, irei frequentar mais esse website para aprimoramento de meus conhecimentos.

    Abraços!

    1. Carlos Oliveira

      Vinicius,

      Hoje mesmo vou colocar uma atualização desse catálogo 😉

      abraços

  7. Maria da Conceição Novais Andrade

    Por que os senhores não estudam a anti-matéria? Ficaria mais fácil descobrir se há, ou, se houve vida inteligente em outro ambiente espacial. Veja bem, sempre leio citações “não há vida humana fora da Terra”. Ora, vida humana é uma forma de vida característica da Terra. Outros mundos deverão ter outras formas e formatos próprios. Assim como na terra existe cor de pele diferenciada, influenciada por características climáticas e ambientais, outros mundos também deve ter suas peculiaridades, podendo ser até visíveis ou não a olho nu. Portanto, penso que o correto seria se existe “vida inteligente” em outros mundos. Que me diz de estudar a anti-matéria professor?.

    1. Carlos Oliveira

      A anti-matéria é matéria com carga contrária. Não tem nada de especial…
      Note que o sentido da carga é uma convenção.

      Nós temos alguns artigos sobre anti-matéria:
      http://www.astropt.org/category/anti-materia/

      Ela é muito estudada e bem compreendida 🙂

      abraço! 🙂

  1. Índice de Semelhança com a Terra

    […] Lembram-se do Catálogo de Planetas Habitáveis que mostra quais exoplanetas são potencialmente habitáveis? Vejam aqui. […]

  2. Encontramos uma nova Terra? NÃO!!! Mas é uma descoberta fantástica!

    […] desse website. Em primeiro lugar, porque vocês já conhecem – através do AstroPT – o Catálogo de Planetas Habitáveis. Por isso, sabem que este não é o primeiro. Em segundo lugar, porque todos vocês que me estão a […]

  3. TOP 100

    […] Negra. Atmosferas. Formação. Detecção. Comparação. Índice de Habitabilidade Planetária. Catálogo de Planetas Habitáveis. Entrevistas. Geoffrey Marcy. Nuno Santos. Exoluas. Exoaneis. Exoauroras. 500. […]

  4. Catálogo de Planetas Habitáveis

    […] Em Junho do ano passado, o catálogo mostrava-nos que estes eram os exoplanetas com maior probabilidade de serem habitáveis: aqui. […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>