Lago Vostok cheio de vida?

vostok

Na revista científica PLOS ONE foi publicado um artigo que parece demonstrar que o lago Vostok, o mais famoso lago da Antártica, está cheio de vida, com mais de 3500 espécies identificadas através da análise genética.
As temperaturas gélidas e a escuridão total parecem não ser impedimento a um ecossistema rico e variado, incluindo de vida multicelular e complexa, por exemplo peixes e marisco.
Sendo assim, a noção de habitável pode sofrer uma nova abertura.

No entanto, estas supostas evidências estão a ser bastante criticadas na comunidade científica, já que não há certezas de que não houve contaminação e são evidências indirectas – assinaturas genéticas, no gelo retirado, da existência de bactérias que podem fazer parte do sistema, por exemplo, digestivo, de certos peixes.

Leiam aqui e aqui. Artigo científico, aqui.

Alegações extraordinárias requerem provas extraordinárias, e para já essas evidências extraordinárias ainda não existem.

frase-alegacoes-extraordinarias-exigem-evidencias-extraordinarias-carl-sagan-95434

1 ping

  1. […] Field. Corais. Dentro da Terra. Borup Fjord Pass. Lago Vostok (características, falsos mistérios, vida, bactéria). Lago Whillans. Lago Vida. Bactéria de Arsénio: anúncio, descoberta, críticas, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.