OVNIs – caso Alfena

alfena

O programa OVNIs na Europa, do qual vi alguns episódios, tem algumas características pseudo: tende a dar preferência a “investigadores-crentes”, e sensacionaliza os casos vendendo o mistério no final dos episódios. No entanto, no geral, até é um bom programa comparando com vários outros programas sobre o mesmo assunto que são completamente pseudos.

Há um caso de que eles falam que está muito bom em termos de descrição do relato e de pensamento crítico (com o especialista credível Mário Neves): é o caso de Alfena, em Portugal, em 1990.
Vejam essa parte do vídeo, com legendas em português, entre os 2 e os 14 minutos:

A verdade é que é o caso mais misterioso a nível mundial, onde não se tem uma explicação cabal, apesar de provavelmente ter sido um pequeno objecto tele-comandado.

alfena4

Claro que também poderia ser um balão meteorológico, porque ao contrário do que dizem no vídeo, há balões com tentáculos e que até pairam no ar quando não há vento ou os movimentos de vento se anulam.

zeropressureballoon

10 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Sabemos que os balões de hélio estouram porque a pressão interna do balão vai ficando
    cada vez maior em relação à pressão externa, que vai diminuindo com a altura.
    Existe algum balão com um calibrador que vá esvaziando o balão à medida que a pressão
    externa do ar diminui? Um balão deste tipo poderia chegar ao espaço sideral (100km)?

    Att.KH

  2. gosto de ler os vossos artigos

    • Fernando Ramos on 07/06/2014 at 15:25
    • Responder

    Um comentário atrasado mas no entanto válido (digo eu):

    O balão, realmente, parece-se um pouco com OVNI de Alfena. Mas… só assim.
    E quanto ao som que emitia? E quanto à forma como se afastou? Será que os testemunhos não notavam o vento poderia ter trazido o balão e o deixou a flutuar sobre as suas cabeças? Será que a NASA não ia identificar o objecto como um balão meteorológico se de facto fosse um?

    Eu costumo usar aquilo que é comumente usado por nós e alguns fenómenos atmosféricos para apresentar um POSSIVEL explicação para estes tipos de casos e parece-me que esta não é muito consistente…

    1. Olá,

      Os testemunhos de ruídos, cores, tamanhos, etc, não podem ser levados à letra, porque, como saberá, as pessoas inconscientemente inventam pormenores que não existiam na altura (como inúmeras experiências demonstram).

      Pelo que eu sei, das pessoas que estiveram na altura no terreno a investigar o avistamento, talvez a explicação mais consensual atualmente seja um drone.

      Quanto à NASA, não, poderia não identificar. Só nos EUA a NASA tem diversos centros, fora as milhares de pessoas que trabalham com a NASA mas a partir de centros universitários… quando se envia algo para a “NASA”, na verdade envia-se para alguém… e esse alguém ou esse centro não está (como ninguém está) a par de todas as coisas que se passam, mesmo que sejam experiências da NASA.
      A única coisa que é avaliado nestes casos, segundo sei, é se as imagens correspondem a objetos reais ou se existe manipulação de fotos.

      abraços!

  3. Tudo isto que se fala aqui e verdade eu trabalhava la e vi com os meus olhos …..mas a maioria dos testemunhos aqui nem sequer presenciaram o dito fenomeno…se era um ovni ou nao eu nao sei ,mas que eu vi…vi. Fui dos primeiros a ver e nao houve panico nenhum nem pedras atiradas…não foram crianças nenhumas que viram mas sim os operarios da construçao, eu e mais dois colegas, que alertamos o fotografo Manuel Gomes…a partir dai todos os comentários são falsos…este fenonemo esteve visivel pouco mais de 30 minutos e foi desaparecendo no infinito. Acreditem ou não isto foi verdade já lá vão 23 anos, eu tinha 20 anos na altura.

      • Fernando Ramos on 07/06/2014 at 15:09
      • Responder

      Esta mensagem pode já ir tarde mas se ffor possivel gostava de entrar em contacto com o senhor.
      Meu mail:
      ovnimail@gmail.com

      Obrigado.

    • Ricardo Correia on 20/07/2013 at 10:55
    • Responder

    Os ET’s podiam ter ido para Nova Iorque, Londres, Paris, Rio de Janeiro, mas não… ALFENA. Foi uma boa escolha! Ou o GPS avariou com os ventos solares…
    Por acaso tambem tinha visto este programa no National Geografic (Alfena chamou-me a atenção). Há um outro programa desta série em que pilotos de força aérea portuguesa viram um objecto na Ota, esse tem mais piada porque aparecem os relatos da altura, feitos por pessoas que não se benzem enquanto falam do assunto.

    Qual é a opinião do Carlos ácerca do Georgious? O apresentador da série Aliens do canal História? A avaliar pelo cabelo fico na dúvida se é Pseudo ou completamente chanfrado….

  4. Lindo…primeira reação aos visitantes: “Intifada”, de seguida “Ai que nos vem largar bombas”, só nos falta o “Deus no valha”.
    Com uma população em que 0,01% pode ter uma reação positiva e lógica, se for uma nave com visitantes a olhar a vilória, os tipos só tem uma opção: vamos bazar daqui, se pousamos somos linchados!

      • Ricardo Correia on 20/07/2013 at 10:43
      • Responder

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

  1. […] Nesse colóquio onde fui mostraram um filme de um objecto que apareceu perto de Valongo. A mim pareceu-me um balão. Se fosse hoje podia ser um drone, um objecto bem mais esquisito. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.