Satélite Black Knight

STS088-724-66_3

Black Knight é um suposto satélite extraterrestre que responde ao chamado Paradoxo de Fermi: os extraterrestres estão-nos a vigiar de longe, mas não dão a notar a sua presença.

Os conspiradores não explicam como, com tantos satélites que nós temos e com milhões de astrónomos amadores por todo o mundo a olharem o céu constantemente, nunca ninguém viu esse suposto satélite extraterrestre.
Os conspiradores também não explicam porque raio os extraterrestres, supostamente milhares ou milhões de anos mais avançados que nós, ainda usam primitivos satélites.

Se isto não faz qualquer sentido, então como é que esta história semelhante ao Pai Natal apareceu?

Desde que se descobriu o rádio que se detecta sinais vindo do espaço. Claro que esses sinais vão sendo percebidos à medida que vamos percebendo melhor o Universo: estrelas, supernovas, explosões estelares, buracos negros esfomeados, pulsares, etc.
Ora, diz-se que Tesla detetou um desses sinais misteriosos em 1899. Não há qualquer comprovação que isto aconteceu, mas vamos supor que ele até detetou energia que não conseguia compreender (a energia está a toda à nossa volta, por isso é que utilizamos telemóveis, por exemplo). E vamos supor que esse sinal misterioso tinha vindo do espaço.
Supondo que isso aconteceu poderia ter tido causas normais (uma tempestade solar é algo normal) que não eram do conhecimento da época.

Mas os conspiradores não querem saber disso.
A ideia deles é: SE aconteceu e SE não foi compreendido na época, então é porque era extraterrestre.

35459814

A partir dessa altura, sempre que se deteta algo que não se compreende no espaço, então, para os conspiradores, os sinais são devidos ao satélite extraterrestre.
Sim, para os conspiradores, os extraterrestres são tão estúpidos que utilizam sinais que nós conseguimos detectar.

Assim, foi criada uma história para ligar todos os sinais desconhecidos: inventou-se que é um satélite feito por extraterrestres e que se encontra no espaço há 13 mil anos. E deu-se a esse satélite o nome: Black Knight.

Para quê tentar encontrar respostas… se se tem logo uma resposta à partida que supostamente explica tudo?
É o mesmo que OVNIs, deuses, Pai Natal, etc.
Para quê tentar compreender o fogo ou a chuva, se podemos simplesmente ficar na mesma ignorância de sempre e dizer que são algo produzido pelos deuses?
Para quê tentar compreender como aparecem as prendas no Natal, se podemos simplesmente acreditar que anda um velhinho de barbas brancas num trenó puxado por renas voadoras a entrar e sair de chaminés numa só noite para entregar todas as prendas pelo mundo inteiro?

A imagem de cima e esta, que é frequentemente utilizada como sendo do Black Night, é uma imagem tirada pelo vaivém Endeavour, na missão STS-88, quando os astronautas perceberam que tinham perdido uma manta isotérmica.

A imagem de cima e esta, que é frequentemente utilizada como sendo do Black Knight, é uma fotografia tirada a partir do vaivém Endeavour, na missão STS-88, quando os astronautas perceberam que tinham perdido uma manta isotérmica ao saírem da estação espacial internacional, criando assim lixo espacial.

10 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Bem, de acordo com a história, eles mostram que não querem ser notados ou chamar atenção, já que nunca fizeram algum tipo de contato, fizeram o satélite brilhar ou coisa parecida. Agora, se eles usassem satélites com tecnologias mais avançadas, seriam notados, não é? :v
    E nenhum astrônomo amador viu o satélite, porque ele é preto, e o preto não reflete a luz, e sim, a absorve, além disso, de acordo com o contexto, o objeto é opaco, dificultando ainda mais a sua visualização! :p
    Enfim, não sou nenhum expert, é apenas a minha opinião! Se eu falei besteira, por favor, me avise! 🙂

    1. Se ele absorvesse energia (não refletir), qualquer astrónomo (mesmo amador) poderia detetar com infravermelho 😉

      Tecnologias avançadas não seriam notadas 😉
      É a mesma coisa que Galileu (e todos os outros) não notar radiação infravermelha, ultravioleta, rádio, etc. 😉
      Note que isto é tecnologia atual (rádio), mas há 200 anos ninguém notava.

      Por isso, basta que eles tenham tecnologia 200 anos mais avançada (e para viajarem entre estrelas, têm muito mais avançada que isso), que nós não os notamos… isto quer dizer que qualquer satélite de conspiração é mentira (porque não seriam notados).

      abraços

  2. Como explica a órbitra contrária? Como explica a luz que pulsava? Como explica a velocidade muito superior deste satélite?

    1. Outra vez as mesmas perguntas?

      Deixe de ser troll e apresente fontes credíveis para esse tipo de informações.

      abraços

  3. O quê explicaria sua orbita contrária? se é que é verdade.

    1. Qual órbita contrária?

  4. A data de 13.000 anos é o seguinte:

    Um astrônomo escocês chamado Duncan Lunan traçou uma linha central vertical da sequência de pulso transmitida com um eixo horizontal de tempo de eco de atraso, o resultado foi um mapa estelar do sistema estelar Epsilon Bootis, como era a 13.000 anos.

    Isso significa que através dos cálculos feitos de acordo com o mapeamento atual do sistema estelar Epsilon Bootis, foi possível saber como o sistema era a 13.000 anos atrás e identificar a relevância da transmissão.

    1. http://en.wikipedia.org/wiki/Duncan_Lunan

      Duncan Lunan não é astrónomo, mas sim filósofo e escritor de ficção científica, que se diz descendente de reis e dos grandes astrónomos da antiguidade.
      Depois de ter pensado nessa ideia e ter percebido que era uma idiotice (uma razão, por exemplo, é que fazendo linhas no céu encontra-se *sempre* qualquer estrela), rejeitou essa sua ideia.
      A data de 13 mil anos foi assim totalmente inventada, e posteriormente rejeitada pelo próprio inventor.

      abraços!

  5. Que inventem uma história tão rebuscada, até compreendo. Que inventem um nome para o satélite também não é de estranhar.
    Mas como sabem que o satélite está em órbita há já 13000 anos? Terão os extraterrestres informado esses conspiradores? Esse detalhe, só por si, mostra que não passa tudo de uma história muito mal contada… como seria de esperar.

  1. […] Pirâmides de Gizé. Sismos e eclipses. G1.9. Voar por um dia. Base Marciana. Homem do futuro. Satélite Black Knight. Astrologia. Signos. Ofiúco. Televisão. Problema das Crenças Pseudo. Portas do Céu. Weekly […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.