O que é essa tal Física Quântica?

fisicaquantica

A Física Quântica surgiu como a tentativa de explicar a natureza naquilo que ela tem de menor: os constituintes básicos da matéria e tudo que possa ter um tamanho igual ou menor. Em outras palavras, pense o seguinte: tudo o que é maior do que um átomo está sujeito a leis da física que chamamos de “física clássica”. Por exemplo, elas sofrem a atração da gravidade, as leis da inércia, ação e reação, e por aí vai. Mas quando analisamos tamanhos menores que um átomo, tudo muda e as regras da física clássica já não valem mais. Foi preciso então admitir que era necessário outras leis para lidar com essa realidade, e também uma física totalmente nova, que ficou conhecida como Física Quântica.

fisicaquantica4Tudo começou em 1900, quando o físico alemão Max Planck introduziu a ideia de que a energia era enviada em “pacotes” chamados quanta (meio que parecido com a transmissão de dados pela internet), com o fim de derivar uma fórmula para a dependência da frequência observada com a energia emitida por um corpo negro. Em 1905, Einstein explicou o efeito fotoelétrico por um postulado sobre que a luz, ou mais especificamente toda a radiação electromagnética, pode ser dividida num número finito de “quanta de energia”, que são localizados como pontos no espaço.

Estes quanta de energia seriam chamados mais tarde de fótons, termo introduzido por Gilbert N. Lewis em 1926. A ideia que cada fóton teria de consistir de energia em termos de quantas foi um notável feito, já que efetivamente eliminou a possibilidade de que a radiação de um corpo negro alcançasse energia infinita, o que se explicou em termos de formas de onda somente. Em 1913, Niels Bohr explicou as linhas espectrais do átomo de hidrogênio, novamente utilizando a ideia dos quanta, em seu artigo On the Constitution of Atoms and Molecules (Sobre a Constituição de Átomos e Moléculas), publicado em julho de 1913.

A expressão “física quântica” foi usada pela primeira vez em Universe in Light of Modern Physics (O Universo à Luz da Física Moderna), de Max Planck, em 1931.

fisicaquantica3Em 1924, o físico francês Louis-Victor de Broglie apresentou a sua teoria de ondas de matéria, dizendo que as partículas podem exibir características de onda e vice-versa. Esta teoria era para uma partícula simples e derivada da teoria especial da relatividade. Baseando-se na aproximação de de Broglie, nasceu a mecânica quântica moderna em 1925, quando os físicos alemães Werner Heisenberg e Max Born desenvolveram a mecânica matricial e o físico austríaco Erwin Schrödinger inventou a mecânica de ondas e a equação de Schrödinger não relativista como uma aproximação ao caso generalizado da teoria de de Broglie. Schrödinger posteriormente demonstrou que ambas as aproximações eram equivalentes e ficou conhecido pelo clássico experimento mental* chamado “o gato de Schrödinger”, que ilustrava o relativismo quântico com a ideia de que um gato fechado dentro de uma caixa está tanto vivo quanto morto, enquanto não abrirmos a caixa e termos certeza de qual é o verdadeiro estado do gato.

fisicaquantica5

A física quântica não é intuitiva, ou seja, isso significa dizer que muitas partes dela parecem não ser verdade. Por exemplo, a dualidade onda-partícula diz que partículas se comportam ora como partículas ora como ondas. É uma afirmação no mínimo estranha, bizarra, por que seria mais ou menos como dizer que a água pode ser, ao mesmo tempo, seca e molhada dependendo da ocasião. Mas é o que acontece no mundo real das partículas quânticas. No nosso dia-a-dia, parece que vivemos num planeta plano, o que você sabe que não é verdade; nosso mundo é uma esfera, e no espaço não existe direita e esquerda, cima ou baixo.

Por ser não intuitiva, ela foi considerada uma falsa teoria. O próprio Einstein (que foi um dos fundadores da física quântica) acreditava que a física quântica devia estar errada. Mas com o passar do tempo percebeu-se que ela explicava tão bem o resultado das experiências, que tinha de ser verdade.

Nosso dia ocorre numa escala dita macroscópica (tudo aquilo que podemos ver a olho nu, por assim dizer). São os objetos que podemos enxergar sem a ajuda de lentes ou microscópios atômicos. A física quântica lida com coisas muito, tremendamente pequenas. Muitíssimo menores que um milímetro. Existem várias particulas do átomo, como os nêutrons (que contém uma carga neutra e são formados por três quarks) e prótons (carga positiva, também formados por três quarks); juntos eles formam o núcleo atômico.

fisicaquantica6O mundo em que vivemos é feito de átomos. Os átomos são feitos de coisas ainda menores chamadas quarks e elétrons. Ainda não sabemos se os quarks são feitos de coisas ainda menores. Os átomos, elétrons, quarks e outra coisa tão pequena que ainda não sabemos muito sobre ela, chamada fóton, têm comportamentos bizarros de vez em quando: nunca podemos saber exatamente onde estão. Não é por falta de instrumentos potentes, é uma lei da física, chamada Princípio da Incerteza de Heinsenberg, que diz que nunca saberemos a exata posição das coisas. Nunca saberemos onde os elétrons de um átomo estão exatamente. Nunca. É algo estranhíssimo, mas é a verdade. Há elétrons que, inclusive, somem de um lugar e reaparecem em outro, algo como um teletransporte. Não dá para ver que caminho seguiram para ir de um lugar a outro, só sabemos que eles fazem isso.

No mundo macroscópico, o “nosso” mundo, ondas são muito diferentes de objetos. Porém, se tivéssemos o tamanho de átomos, tudo se comportaria como uma onda de vez em quando e como uma partícula outras vezes. Essa foi uma das consequências mais bizarras da física quântica.

Há átomos, como o de Urânio que, do nada, explodem. Nunca sabemos que átomos vão explodir, ou quando, só sabemos que alguns vão e outros não. Aparentemente, nada faz eles explodirem, mas eles explodem. Dizem que irritou tanto a Einstein que foi aí que ele pronunciou sua famosa frase “Deus não joga dados com o universo”.

Muito embora a Física quântica seja esquisitíssima, e ainda por cima seja, como gostam de apontar alguns (sempre aqueles que não conhecem nada de ciência), “apenas uma teoria”, sem ela não teríamos os avanços da nossa tecnologia atual. Até o computador, smartphone ou tablet no qual você está lendo esse texto deve muito à mecânica quântica em algum nível.

 

Fontes:
________. O que é Fisica Quântica. Wikibooks.
________. História da Mecânica Quântica. Wikipédia, a Enciclopédia Livre.
Zarate, Oscar; McEvoy, J.P. Entendendo a Teoria Quântica. Editora Leya, 2012.

 

* O que significa que isso não foi feito com um gato de verdade, apenas para constar.

312 comentários

4 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Célia Cordeiro on 26/11/2015 at 16:12
    • Responder

    Olá Carlos.

    Parabéns pela mente brilhante, é fantástico entender um pouquinho sobre o que você escreve, se expressa com clareza, muito bom.

    Abraços!

    Célia

    1. Olá Célia,

      Obrigado pelas suas palavras.

      Mas tenho que corrigi-la 😉
      Este artigo não é meu: é do Rafael Rodrigues 😉
      Mas sim, tem razão: ele expressa-se de maneira soberba 🙂

      abraços!

  1. Sou Católica, acredito muito em Deus, na Ciência, na Medicina, na Tecnologia. Ou seja, não deixo de acreditar em nada, pois esta vida existem seus Mistérios sim. E demais a mais, é melhor acreditar em Deus sim, pois poderíamos sermos bem piores sem esta crença. Afinal, Deus é o Amor, e isto é muito importante para mim. Cada um tem sua opinião e temos que respeitar a crença e o pensamento de cada pessoa.

    1. Em primeiro lugar, como tem dificuldades em ler, torno a repetir: este artigo não é sobre Deus, religião ou qualquer crença pessoal.

      Em segundo lugar, novamente após aprender a ler, tem dezenas de artigos aqui no blog que lhe ensinam que não se acredita nem na ciência, nem na medicina, nem em tecnologia. Ninguém acredita em eletricidade. Ninguém acredita na gravidade. Toda a gente consegue provar que elas existem. Não dependem da crença das pessoas. Se algum idiota disser que não acredita na gravidade, se saltar do topo de um edifício, cai no chão da rua na mesma; porque a gravidade funciona da mesma forma. Não depende das crenças de cada um.

      As pessoas devem ser respeitadas; as opiniões não!
      Se alguém disser que 2+2=7 porque é a sua opinião; essa opinião é errada, idiota e visa somente mentir para os outros. Nunca uma opinião dessas deve ser respeitada.

  2. Carlos!

    Fiquei muito feliz em encontrar este espaço para aprender e apreender mais sobre ciência da maneira objetiva e inteligente com que conduz sua pauta!

    Vou frequentar bastante o portal astropt daqui em diante!

    Um fraterno e forte abraço!

    Stx!

    1. Obrigado pela preferência 😉

      abraços!

    • Manel Rosa Martins on 14/11/2015 at 09:05
    • Responder

    Nos comentários e em muitos debates surge a dúvida donde foram geradas as partículas de radiação (bosões) e as da matéria (fermiões).

    O Principio a Incerteza de Heisenberg é o mecanismo do Big Bang, e na sua implicação (tem várias para além da famosa complementaridade entre Momento e Posição: quanto melhor se mede um pior o outro e vice-versa, sendo uma complementaridde inversa) entre Energia e Tempo, assim

    Probabilidade de ser gerada Energia x Probabilidade de essa Energia subsistir no Tempo é igual ou maior do que a Acção ( a constante de Planck ) a dividir por 2.

    Assim a Energia (sob a forma de radiação e de matéria) é gerada a partir do nada por flutuação quântica.

    Isso significa que essa energia é virtual, perdura por fracções muito diminutas de Tempo.

    No Big Bang foi violado o Princípio da Conservação, e o preço a pagar à Natureza é essa Energia ter que se evaporar em muito menos do que um instante.

    Chama-se partículas virtuais e os seus efeitos decaem em partículas reais, pela informação transmitida por essas partículas.

    O mecanismo implica assim que não é preciso o Pai Natal, o monstro do spaguetti voador ou qualquer tipo de intervenção divina para ter havido Big Bang.

    As pessoas que usam a explicação divina nem sequer estudaram Teologia, e usam as figuras divinas para trabalharem por eles, presumo que por trabalho escravo, já que nunca mencionam um pagamento por tão grande trabalheira.

    Ao menos o mecanismo do Principio da Incerteza é de boas contas e paga o que deve.

    Delta E x Delta T => h/2

  3. Gostei e quer saber mas disso

    1. Não somos deuses, mas herdamos algo de deus por sermos filho dele q é a capacidade da inteligencia. Por isso q acredito q em pouco tempo iremos até as estrelas.

  4. A medida que a tecnologia avança, cresce dentro de mim uma enorme vontade de adquirir mais e mais conhecimento dentro da física quântica. Supondo que talvez as respostas que procuramos para inexplicáveis acontecimentos dentro do nosso vasto universo, estejam nas menores coisas formadas dentro e fora dele.

  5. Galera foi mal mas nao estou aguentando de tanto rir . sobre o comentario do Samuel!!!!

    ai galera. eu fico aqui pensando, se evoluimos a partir dos macacos, porque entao continuamos evoluindo e os macacos nao?

    No meu ponto de vista nós não temos nada a ver com os macacos , isso é coisa dos lideres antigos que , pois até nos dias atuais se vc estiver fazendo uma prova de apenas uma pergunta que vale sua aprovação e essa pergunta for : Nós somos decendentes do macaco ?
    A; SIM
    B: NÃO
    Certo eis que esta seja a pergunta que mudaria sua vida, mas a verdade é que mesmo que não concordamos ou acreditamos nesta teoria somos totalmente obrigados a mentir por uma coisa que nao concordamos .

    Se fosse uma coisa boa ninguem diria que é racismo chamar alguém de macaco e sim se orgulhar disso mas o que eu vejo é muito ao contrario dessa baboseira de sermos comparados com macaco.

    1. Tal como foi explicado ao Samuel, a resposta a essa pergunta é Não! 😉

      As Teorias Científicas dão-lhe tudo… você depende das teorias científicas a todos os minutos da sua vida 😉
      As teorias científicas baseiam-se em factos. Não dependem das pessoas acreditarem ou concordarem (ou não) com elas.
      http://www.astropt.org/2012/09/15/teoria/
      http://www.astropt.org/2013/07/14/lei-vs-teoria/
      http://www.astropt.org/2011/05/21/profecias-da-ciencia/

      abraços!

  6. olá gostaria de fazer uma pergunta sobre física quântica explicar a existência…
    dede já peço desculpas pelos erros de português, e ordens nas leias da física,
    pra quem entende de fisica quantica vai entender a alguma falta de concordância, entre a particula de luz e a matéria

    Pergunta cade a partícula original?

    física quântica diz que somos energia.
    somos elétrons e prótons próximos uns dos outros, atraídos pela gravidade após passar pela matris 3d,
    que cria um código único em forma de barras, que com o acumulo cria as partículas, que se acumula, depois átomos, e assim por diante até se formar um ponto de matéria. entre a luz e o ponto de matéria tem todos aqueles blás blás, de gases, e vapores, e assim por diante.

    Então somos partículas de luz, transformados em matéria.

    Sendo assim o teletransporte é possível.

    Uma maquina lê o código de luz de cada partícula (A), criando um outro corpo (B) de “partículas” fantasmas, e outra maquina recebe esse código, criando outro corpo de partículas (C), que ao voltarem as orbitas mudando o estado brilham, e como se sabe as partículas FILHAS, preservam as características da partícula PAI. que ao mudarem brilham, no caso a fantasmas do original, porem as partículas originais “A”, são destruídas virando novamente em elétrons e prótons…. e o ciclo volta. partindo disto não pode ser destruído, apenas modificado,

    Partindo disto podemos entender que somos eternos, porem para existir a partícula FILHA deve existir a Partícula PAI,?

    Então voltamos ao nascimento, você apareceu aqui, mais pra existir a filha precisa da pai, então podemos dizer que tem universos paralelos?

    A física diz q quanto maior a massa maior o volume maior a gravidade, que uma colher de matéria pura, poderia chegar o peso de 3 sóis.
    Partindo disto, podemos dizer que o universo pode ser uma bola de gude, e que existe outras bolas de gude,
    Onde você esta agora na “A” sendo partículas pai, ao voltar na condição de partículas de luz, vai ser filha “c” aqui,

    Sendo assim, sendo eternos, e vários universos de bolas de gude interligado uns aos outros, num avançado computador de deus ou aliens, mais lembrando pra existir a partícula FILHA, deve existir a partícula PAI, e pra existir a “C” filha precisa da pai, voltamos mais e mais, voltando todos os universos e existência,
    CADE a pai…

    1. Não existe partícula original, ou “pai”, da mesma forma que não existe ser humano original.
      http://www.astropt.org/2014/04/22/quem-foi-o-primeiro-ser-humano-na-verdade-ninguem/

      No resto do seu comentário, parece-me que misturou vários assuntos, sendo que em algumas frases, penso que não utilizou fontes de física (logo na sua primeira frase, isso ficou bem expresso).

      abraços

  7. Pelo exposto, tão cientificamente Carlos, o que vc me diz sobre Amit goswami em “O UNIVERSO AUTOCONSCIENTE. vc se considera superior a Ele?

    1. Não se trata de ser superior ou inferior. Trata-se de se saber do que se fala.

      Aqui fala-se de ciência.
      Já você falou de um nome, crente New Age em pseudo-religiosidades que até apareceu no documentário New Age, What The Bleep do we know?
      Mecânica Quântica NADA tem a ver com pseudo-religiosidades que as pessoas lhes querem imputar devido às suas crenças e egos pessoais.
      Mecânica Quântica trabalha com natureza. Só.

      Como lhe disse Michael Shermer: “Okay, Amit, I challenge you to leap out of a 20-story building and consciously choose the experience of passing safely through the ground’s tendencies.”
      Curiosamente, o Amit nunca fez essa experiência… e são as experiências que provam as regras da natureza, não as crenças pessoais de cada um (religião não é ciência).

  8. CARO CARLOS e outros
    Estou aqui a quebrar a cabeça. Gosto tando da filosofia quanto da ciência, acredito que os dois andam juntos: porém entendo bem mais de filosofia que física, porém,sou um admirador da física quântica e tenho uma tese, mas sua crítica me seria favorável,então veja:
    ”. Vamos considerar, por exemplo, que a ordem do universo sua arquitetura e sua harmonia tenham como princípio um só organizador e que nada estaria fora do comando de uma “emissora central” de organização, sendo tudo vinculado a ela, de forma que todas as coisas recebessem uma energia vibratória que mantém o universo visível e palpável, vamos chamar aqui essa energia de “energia de espírito”, isto é, a energia vindo da “emissora central” que dá origem à matéria.
    Na compreensão do que citei acima vamos também considerar que essa energia de espírito permeia o universo em forma de ondas, como na água. Se colocarmos água em uma vasilha com mais ou menos um metro de diâmetro e enchê-la de água deixando-a em completo repouso e aí jogarmos no centro da vasilha um objeto, vamos perceber por alguns segundos, ondas constantes, que vão até sua borda. Assim acontece com as ondas de rádio ou televisão por exemplo. Estas ondas de rádio ou televisão estão por toda a parte e assim permanecem enquanto a central operadora estiver enviando os sinais de ondas eletromagnéticas, então quando temos um aparelho receptor que capta nesta frequência temos a imagem do que nos é passada.
    Assim também nós temos como se fosse um aparelho dentro de nós, que é o cérebro, que recebe de uma determinada fonte essa energia de espírito, porém, que se manifesta em nós através da mente, não estou falando de uma mente cerebral, o cérebro é apenas o receptor, estou falando da mente como sendo ela própria a energia de espírito que chega até nós como ondas, vindo da emissora central do universo, isto é, as mesmas energias da criação que deram as formas para que tudo o que existe.
    Será que os átomos ainda mais subdivididos não chegaria em um estado, digamos, só mente(mental), tornando a matéria ilusória?
    calma,estou apenas filosofando, mas eu gostaria de escrever um livro,mostrando Deus de uma forma científica.

    1. Este artigo é sobre física quantica… não sobre pseudo-ciência.

      Deus não é um ser científico, logo não pode ser mostrado de forma cientifica.
      Deus depende da fé pessoal, não de evidências objetivas.

      abraços

  9. A física quântica nos apresenta que podemos através de ações realizar várias decisões realizáveis.Então, essa é minha dúvida. Por exemplo, na mecânica quântica eu represento duas copias de mim mesma. Como se explica a morte nesse caso. Poderia eu ser assassinada e estar viva em outro plano(s)???!

    Por favor, explique-me isso!

    Atenciosamente,

    1. Há séries que mostram bem isso, sobretudo no caso da teleportação: em que a pessoa original morre, e outra é criada no ponto de destino (não é uma viagem, como normalmente se entende).
      Star Trek, The Next Generation, tem um episódio em que o Riker original não é morto, e assim passam a existir 2 Riker.
      Este episódio é quase uma cópia do primeiro episódio que falou disso, que foi de Outer Limits ou de Twilight Zone.
      Neste caso, podem haver 2 pessoas iguais no mesmo plano.

      No caso da mecânica quantica não, porque a partir do momento que se tem noção de uma, a outra passa, instantaneamente, a não existir. Chama-se a isso o colapso da função de onda.
      No caso do Gato de Shroedinger, ele está vivo ou morto até uma pessoa abrir a caixa. Após essa abertura (após existir uma observação, seja consciente ou até medição por máquinas), então passa a existir só uma estado: ou vivo ou morto, mas não os dois simultaneamente.

      Não existem 2 pessoas no seu caso, porque a partir do momento em que tem consciência de uma delas, a outra não existe 😉
      Por outro lado, nada disto tem a ver com a morte: o ser humano é uma máquina. A partir do momento em que algumas funções deixam de funcionar, a pessoa morre. Tal como uma qualquer máquina que tenha em casa. Pode meter-lhe pilhas novas ou mudar alguns sectores da máquina para a fazer trabalhar mais tempo, mas mais cedo ou mais tarde vai ter que trocar de máquina. Pode dizer que a pessoa, ao contrário da máquina, tem uma alma ou consciência, mas se isso não for quantificável/medível, não faz sentido na ciência. A mecanica quantica faz sentido, porque se consegue precisamente medir, observar o que vai acontecendo – podemos não entender ainda muito bem o como, mas observamos os efeitos.

      Mas, e este é um mas importante, existem várias interpretações na ciência sobre estas coisas.
      Mas sempre a falar de ondas. Estamos a falar de quantica, e não do mundo “real”, aquele que estamos habituados no dia-a-dia.

      abraços!

        • Raquel on 13/07/2015 at 17:16

        Boa tarde Carlos.
        Estou muito agradecida por sua explicação. Meus parabéns, você é bem detalhista e tirou as minhas dúvidas!
        Abraços! 😀

      • Manel Rosa Martins on 13/07/2015 at 13:02
      • Responder

      Olá Raquel, refere-se á interpretação dos “vários mundos” que nada tem que ver com a dos “multiversos ou muitos universos”.

      Diz que “podemos através de ações realizar várias decisões realizáveis”. Ora essas acções que nós empreendemos, como medir um sistema quântico, ou realizar que uma formulação matemática colapsa perante resultados definidos ( sim ou não me vez de sim e não ao mesmo tempo) são acções do mundo do muito grande, não são já da mecânica quântica.

      Nó medimos com aparelhos do muito grande, nós somos organismos do muito grande e a função-onda de Schroedinger é uma formulação matemática, não uma entidade real de qualquer um dos mundos.

      Simplesmente nós caímos na esparrela de pensarmos que ai fazermos essas acções sobre objectos do muito pequeno que continuamos no mundo do muito pequeno, mas não, estamos de facto no do muito grande ou em nenhum deles.

      Estamos Projectar mentalmente que continuamos no mundo subatómico, quando na realidade já não estamos lá.

      Chama-se a isso justamente a Falácia (uma falha na lógica dum raciocínio) da Projecção Mental, e todos caímos nela quando não tomamos muita (mesmo muita) e devida atenção. 🙂

        • Raquel on 13/07/2015 at 17:20

        Boa tarde Manel!
        Muito grata pela sua dedicação em responder a minha dúvida.
        Deixo um abraço do Rio de janeiro para ti.
        😀

  10. ai galera. eu fico aqui pensando, se evoluimos a partir dos macacos, porque entao continuamos evoluindo e os macacos nao?

    1. Isso nada tem a ver com Física Quantica, mas sim com Evolução, que está explicada na categoria respetiva.

      Nós não evoluímos a partir dos macacos. Nós e os macacos temos um antepassado comum, e ambos continuamos a evoluir… assim como qualquer outra vida existente na Terra atualmente.

      abraços

    • David Alexander on 12/06/2015 at 19:50
    • Responder

    “O mundo em que vivemos é feito de átomos. Os átomos são feitos de coisas ainda menores chamadas quarks e elétrons. ”
    Não seria quarks e léptons? São seis tipos de léptons ( ELÉTRON, múon, tau, neutrino do
    elétron, neutrino do múon e neutrino do tau)
    Fiquei confuso, me corrija se estiver errado!!

    1. Sim, mas o que o autor nessa parte do texto quis dizer é que há átomos, e dentro dos átomos existem coisas mais pequenas como os núcleos dos átomos (com protons e neutrons feitos de quarks) e eletrons a rodear esse núcleo.

      abraços

    • Victor Maciel on 10/06/2015 at 21:27
    • Responder

    Ou carlos vou fazer um trabalho sobre seu artigo se estiver errado vou reclamar vlw…..

  11. Quem trouce o homem a esse estagio atual foi o material e os recursos que ele encontrou e sua capacidade de manipulá-lo intelectualmente e manualmente (Mão de obra), matérias responsáveis pela própria existência e seus avanços. matéria dada ou disponibilizada por qualquer motivo desconhecido como Big Beng, Deus e Simulações computadorizadas (Matrix)…

    • Uilson Vasconcelos de Souza on 27/05/2015 at 11:55
    • Responder

    Estamos entrando na era de aquários., para algumas religiões o zodíaco , para outras ” NOVA ERA ” ou coisa do demônio!!!

    Más para ciência nada mais é q o avanço tecnológico !!! É preciso revermos nossos conceitos sobre Deus e perceber quem de fato é ele !!

    Quem trouxe de fato mais benefícios para a humanidade ao longo da historia ? Deus ou o diabo ???

    Vou responder pra vcs ;( A ciência e a tecnologia)

    1. Está é uma pergunta sem cabimento!!!

        • andrea sassi on 21/08/2015 at 10:50

        Kkkkkkkkkkkk, quanta gente insana!

  12. ”Nunca” é uma mentira , se fossemos macacos e imaginasemos no futuro diriamos que nunca chegaríamos tao longe , e aqui estamos só não avançamos mais por que não pensamos alto , é sempre nunca , mais nunca sempre o limite .

    • marcos pereira de souza on 13/05/2015 at 21:35
    • Responder

    Carlos Oliveira,.talvez a maior confirmação que Jesus existiu de fato é a ciencias?
    (… comentário editado…)

    1. Caro Marcos,

      Eu não sei se consegue ler, mas o artigo é sobre Física Quântica, não é sobre religião e muito menos sobre uma figura de uma religião específica.

      Assim, a sua dissertação no comentário não tem qualquer razão de ser.

      Por fim, os argumentos que utiliza são falaciosos. São puras falácias.
      Qualquer criança que acredite no Pai Natal / Papai Noel pode utilizar os mesmos argumentos. Exemplo: “a maior confirmação que o Papai Noel existe é a ciencia”.
      É, obviamente, um argumento infantil e mentiroso que serve para tudo… e assim, não serve para nada.

      abraços

        • Beto Leixo on 02/10/2015 at 11:16

        Olá,
        Pelo que me apercebi não acredita em Deus e não vou censurar por isso mas como explica como surgiu primeiro o Universo?E as próprias partículas?Não sou uma pessoa com estudos para debater estes assuntos mas eu pergunto-me como é que foi criado isto tudo?

      1. O que eu acredito é completamente irrelevante para o Universo. O Universo não quer saber das minhas crenças.

        Repito: este artigo é sobre Física Quântica, e não sobre religião. Muito menos sobre as minhas crenças.

        A ciência não tem uma explicação consistente ainda sobre isso. Mas a ciência baseia-se, sempre, em explicações naturais.
        Neste momento, o que se sabe está na Teoria do Big Bang, que é uma teoria científica sobre a evolução do Universo, mas não sobre a sua criação.

        abraços

  13. Carlos, fiquei curioso: Que duende verde é esse atrás de você? Acreditas em ETs verdinhos com olhos puxados para cima ou a ciência já provou a existência deles?

    1. O assunto astrobiologia está explicado nesta categoria:
      http://www.astropt.org/category/astrobiologia/

      abraços

  14. Em nenhum momento disse que meu conceito da terra ser o centro do universo ou me referi a deus. (… comentário editado…)

    1. Em lugar algum, eu disse que foi você que disse isso.

      Mais uma vez, aconselho você a aprender a ler. Depois de aprender a ler, pode comentar textos e comentários; até lá, só faz figura de ignorante.

      O resto do seu comentário foi editado por razões óbvias: não sabe ler, não sabe interpretar o que está escrito, e a partir daí retira conclusões que nada têm a ver com o que está escrito.

        • Rodrigo on 13/11/2015 at 17:19

        Concordo em partes com o que vc disse Marcos mas vai apenas um comentário… pra um cara que tem uma imagem de perfil com um óculos de ET e um pequeno ET atrás vc podia ser um pouco mais humilde e menos agressivo né… não combina com a nossa imagem de NERD… só um humilde pedido de quem admira seus comentários…

      1. a fisica quântica a briu o meu pensar a gora entendo melhor o mundo,gostaria de discutir sobre isso com outra pessoa que goste

      2. Não sei quem é o Marcos…

        Quanto à minha imagem de perfil… é curioso: os meus patrões julgam-me o mérito (ou falta dele) do meu trabalho. Já você julga os outros pela aparência.

        Quanto à imagem de nerd, já percebi que nunca foi a nenhuma COMIC-CON. É uma pena…

      3. Rodrigo: não apele para falácias (argumentum ad hominem).

    2. wau… boa tarde a todos! tive a oportunidade de ler varios comentarios, onde uns estavam relacionados com o assunto publicado e outros mais espirituais, ligados a teologia.. O melhor lugar para discutir e na igreja. vao a um culto!

  15. Carlos Oliveira, você escreveu em um comentário: “Não se baseava no estudo sistemático do Universo mas sim em NECESSIDADES PSICOLÓGICAS . Como tal, era ERRADA.”…Errada?! . Coitada da Psicologia e seus Arquétipos.Teria vergonha de escrever isso se fosse um cientista. Émuito mais interessante unir as pesquisas científicas em seus diversos ramos do que ignora-las.

    1. O comentário é este:

      ““Este artigo é sobre ciência e não sobre Deus ou sobre crenças.” — isto é factual. Não se trata de concordar ou deixar de concordar com hipóteses, mas sim com saber ler e interpretar textos.

      O seu exemplo da Terra ser o centro do Universo é muito bem aplicado… a meu favor. É que essa ideia era uma ideia religiosa. Não se baseava no estudo sistemático do Universo mas sim em necessidades psicológicas humanas. Como tal, era errada. Da mesma forma, estar atualmente a defender ideias religiosas é estar a cometer o mesmo erro que a ciência rejeita em favor da verdade. (…)”

      Se você soubesse ler português e/ou fosse honesto intelectualmente, perceberia o que está escrito.
      Como optou por não saber ler e/ou pela desonestidade, preferiu interpretar de forma que não corresponde ao que foi escrito. Neste caso, o problema é seu, nunca de meus comentários.

        • Raquel on 13/07/2015 at 12:21

        Eu sofro com religiosos. Eles não assumem que a bíblia mente e ficam querendo colocar deus em tudo para o inexplicável. É triste isso!
        Adorei sua resposta Marcos.

        • Raquel on 13/07/2015 at 12:27

        Eu escrevi antes o nome errado. Desculpe-me Carlos!
        Att,

      1. O problema da Bíblia e de Deus é complexo…

        A Bíblia, por si só, não mente. A Bíblia pode ser entendida pelo que é: um livro histórico, escrito por pessoas ignorantes da ciência e do conhecimento que se tem hoje, e que se basearam no “diz-que-disse” de séculos anteriores aos deles. Neste caso, é uma boa fonte moral e histórica.
        Quando as pessoas a entendem como uma fonte fundamentalista de conhecimento científico, aí é que estragam tudo.

        Quanto a Deus, esse é o problema do chamado God of the Gaps – há pessoas religiosas, nem todas, que imaginam deus como um ser pequenino que só existe nas partes que a ciência *ainda* não consegue explicar. Nesse caso, são pessoas que além de insultarem a ideia de Deus, constantemente ficam desiludidas quando a ciência encontra mais uma explicação natural para os fenómenos.

      2. Saudações estimados amigos e amigas!

        Caro Carlos,
        sem demasia ou delongas, compartilho de teu raciocínio, objetivo e honesto não somente para consigo, como para a comunidade que sente a necessidade de encontrar pessoas como você que “pensam fora da caixa”.
        Fico triste quando a vaidade, ou, a intolerância insiste em rosnar para a pura busca do conhecimento!
        A questão religiosa é complexa por demais, além de manter o corporativismo inerente a ela, existe uma certa arrogância que exterminou muitos homens e mulheres que a meu ver, tinham tanto a oferecer para a humanidade, mas, tiveram ceifadas suas vidas!
        Eu costumo preferir acreditar num ser superior que com sua misericórdia assiste a “Sua Criação” engatinhando em busca de um mínimo de conhecimento elevado….. Quero dizer com isso que não me agrada afastar a Ciência das ditas ” Coisas de Deus ou Altíssimo”, como prezo por me expressar, da mesma forma como me sinto de coração partido quando ocorre o oposto. Ou seja, quando a concepção religiosa das coisas e sistemas abomina a Ciência!

        Acredito que um equilíbrio entre as vertentes, com o pensamento de que, independente de tudo o que a humanidade possa pensar, somos muito, mas , muito pequeninos, para abrir mão do amor ao próximo e da alteridade para degladiar mesmo que em debates!

        Sobretudo, fico imaginando porque os religiosos não admitem o perfil de cientista daqueles trê senhores reis, que seguiram uma estrela até o “Deus menino”, provando que não eram meros magos, como se diz!
        Eram estudiosos a despeito das ferramentas e recursos imensamente rústicos, creio que assim como nós também eram homens de fé!
        Amo a ciência, apesar de leigo, no entanto, não abro mão de minha fé no altíssimo! E, minha fé no Altíssimo,não me constrange, ou, muito menos inibe meu apreço pela ciência!
        Uma vez que sinto do fundo de meu coração a necessidade e a prudência de unir as duas forças para de alguma forma ser útil ao próximo, ou pelo menos não atrapalhar ou gratuitamente criticar quem queira ser útil !

        Um forte e fraterno abraço a todos (…)…

        Silvio Teixeira
        Um eterno aprendiz! .

  16. Cara que chatisse isso, basta explicar algo melhor, que lá vem esse povo fanático e ignorante colocando deus no meio. Hoje temos liberade de expressão, pena que não era assim na época de Giordano Bruno, que foi condenado pela igreja que o tal de deus conduzia pela terra através de seus representantes homens, tudo por pensar que o universo era maior do que se via a olhos nus na época, esse era o pecado dele, foi morto por isso, e hoje com os avançados telescópios vemos que ele não estava errado, o que deus tem a dizer sobre isso ?

    Isso e outras N barbaridades mais conduzidas pela igreja, a mesma igreja que cultua Deus como ser onipotente, não exitavam e cortar a cabeça de qualquer um que não demonstrasse credulidade nos ideais dessa instituição.

    1. Se tudo e uma ilusão, como penetrar o discernimento interior que tambem seria ilusão? (pois tudo e tudo).
      Porque seguir teu conselho se voce e uma ilusão tambem?

      1. Sam, ninguém falou em ilusão…

        Os seus outros comentários não foram aceites: este (internet + astropt) é um local de conhecimento, de ciência, não é um local para as suas crenças religiosas.
        Por outro lado, este é um artigo sobre ciência, não sobre as suas crenças religiosas ou sobre as suas crenças em mitos (usarmos 10% do cérebro é um mito, uma parvoíce que se lê na internet e desmentida por toda a gente que tenha um mínimo de conhecimento, como já explicado aqui neste local).

        Já agora, não existe “ciência divina” e a arrogância, que você atribui aos cientistas, é afinal sua: que diz que sabe o que um ser criador do Universo pensa…
        Essa sua arrogância só está ao nível da sua hipocrisia de cuspir no prato (ciência, internet feita por cientistas) que lhe dá de comer.

        Passe bem.

    2. Crer num Deus é um instinto de sobrevivência. Educa-se que sem crença, ou o não pagamento de determinada quantia ao templo, o próprio é capaz de lhe mandar uma maldição. Não passa de puro medo, receio.

    • Délia Rodrigues on 11/04/2015 at 00:07
    • Responder

    Queridos amigos, li com muita atenção todos os vossos comentários, não vale a pena discutirem DEUS, e se cada um de nós for DEUS? Sim, se cada um de nós for um bocadinho de DEUS, então temos de ter consciência disso e atuar como seres divinos, saber ouvir as pessoas, não criticar, ser compassivos, saber estender a mão, ser compreensivos, enfim termos consciência do que é ser um ser divino, e atuarmos, assim como JESUS deu o exemplo. Eu sei que não é fácil! Mas não desistam, a verdadeira mestria é praticar, praticar, praticar, e ainda mais praticar! A máxima diz conhece-te a ti mesmo, e assim é! A felicidade está ao alcance de todos, é um estado de espirito, mas cabe a cada um escolher se assim o entender! Não percam tempo em analisar o que é verdadeiro ou não, tudo está em constante mudança, nada é real, tudo é uma ilusão, usem o vosso discernimento interior, e obterão as respostas certas, sejam muito felizes!

    1. 1 – Tem que ler melhor o artigo: não é sobre religião, Deus ou Jesus.

      2 – Tem que ler melhor a Bíblia: Jesus foi um acérrimo crítico de Roma e de tudo o que ele achava que estava mal na altura.

      • mauricio kalinowski on 23/10/2015 at 01:10
      • Responder

      Desculpe, mas estupidez tem limite. A conversa é física quantica e não religiosidade, esse tal deus criado pelos homens juntamente com esse sujeito do qual a igreja fez um marketing enorme chamado jesus, nada tem a ver com ciência!

    2. Porque nós acreditamos em Deus?
      Porque nessa altura era necessário explicar certos acontecimentos e também uma tentativa de explicar a nossa origem.
      Muitos pensam que foi Deus outros uma evolução. E esta e a “minha” teoria, eu acho que nós sofremos uma mudanca genetica porque saltamos de um ser algo inteligente para um ser super evoluído e eu, para mim a única explicaçao e que algo nos “mexeu” no nosso D.N.A. e se não foi podem me explicar o porquê de até as pinturas robustez terem lá desenhado a representacao do D.N.A.
      E se querem discutir Religião vão à catequese!

      1. “podem me explicar o porquê de até as pinturas robustez terem lá desenhado a representacao do D.N.A.”

        Pela mesma razão que as nuvens mostram coelhos: pareidolia.

        “E esta e a “minha” teoria”

        As teorias científicas são baseadas em factos e dão-nos todo o nosso mundo moderno.
        Não são de ninguém. São factos que toda a gente pode comprovar.

        abraços

        • Cezário on 24/04/2016 at 21:21

        Não somos educados de uma forma a perceber que o ser humano tá num estado evolutivo em que tudo é digno de indagação. Temos muito chão ainda pela frente para entender o que é o cosmos. Daqui há alguns séculos, as futuras gerações já terão uma interpretação totalmente antagônica do que é Deus e o que é ciência. É uma questão de evolutividade mental paralela a naturais reformulações éticas. Algo extremamente comum.

  17. Cara eu sou evangélico, e mesmo assim aceito a ciência também, e muita coisa que a ciência explica faz muito sentido, as pessoas deveriam ser menos ignorantes e hipócritas, e aceitarem os 2 !
    Ciência é fundamental para nós, e acho muito interessante a física quântica .

      • João Müller on 23/12/2015 at 16:59
      • Responder

      Erik, muitos pensam que Deus e Ciência são incompatíveis, não acho assim. A Ciência humana avança desvendando os “mistérios” de Deus. As partículas sub-atômicas existem desde o princípio da Universo, aliás tudo existe, o homem apenas vai avançando nas descobertas, estabelecendo as leis que regem essas coisas.
      As religiões são criações do homem e devem se adaptar conforme a Ciência vai descobrindo as Leis Divinas.

      1. La vem os caras misturando “ciência ” com ” religião”! Isso me incomoda! Eu em particular não preciso de ciências para provar a existência de uma “deus” ou não. Simplesmente divindade esta na cabeça de quem acha quem acha que existe algum ser superior, supremo algo do gênero. Eu não entendo nada de Física Quântica ou qualquer tipo do ciência o que não seria da mesma que usaria como parâmetros para julgar a veracidade de um deus ou não. Simplesmente eu não acredito e ponto final. Ninguém provou até agora a sua existência e nem provaram a sua inexistência! Gente, parem de misturar estudos desenvolvidos por seres humanos com coisas ditas espirituais. Isso é um soco na ciência!

    1. Excelente Pensamento!Com Certeza!independente de Religião. A Evolução vem com o bom uso do dom do pensamento, a inteligência dada por DEUS! Ele quer que avançamos para a evolução mental e espiritual do ser humano. E nossa parte trabalhar para isso. Buscar informacão em prol de um mundo melhor, buscar saber o comportamento que muda para melhor, não só a nos mesmos mais tudo e todos em nossa volta, para isso e necessário desbravar o que nos é permitido para entender de todas as maneiras a melhor forma de contribuir para o universo e com isso receber o que nos é de merecimento. E que façamos historia em nossas existências! Um grande Abraco Amigo!

    2. Adorei o seu discernimento. Parabéns pela amplitude de visão.

    3. Parabéns aos evangélicos que entendem que a ciência não é um ataque a Deus, e sim, uma constatação de efeitos e fatos verificados de forma empírica, contudo, em nenhum momento desclassificando um criador maior, aliás…, no meu entendimento, pelo contrário, haja vista que o Universo é tão complexo, que a inteligência parece estar contida no caos, e por isso, mais um motivo ainda para quem acredita num ser maior, motivos de contemplar sua imensa, ou se preferirem infinita capacidade. O que nos separa da fé cega e simplista, é entender que o universo está, além de todas os nossos limites de compreensão, mas isso não quer dizer que devemos nos acomodar com isso, e sim, buscar a todo tempo compreender essa mecânica, e foi assim, desde a descoberta de como funciona o uso do fogo, bem como toda a nossa tecnologia de hoje, a unica maneira de fato de evoluirmos, quanto a religião, resta a ela colocar limites morais nas consciências dos homens para que as descobertas não sejam a nossa desgraça, e sim a nossa redenção.

  1. […] AstroPT e ComCiência […]

Responder a Revdo Cezar Romero Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.