O que é essa tal Física Quântica?

fisicaquantica

A Física Quântica surgiu como a tentativa de explicar a natureza naquilo que ela tem de menor: os constituintes básicos da matéria e tudo que possa ter um tamanho igual ou menor. Em outras palavras, pense o seguinte: tudo o que é maior do que um átomo está sujeito a leis da física que chamamos de “física clássica”. Por exemplo, elas sofrem a atração da gravidade, as leis da inércia, ação e reação, e por aí vai. Mas quando analisamos tamanhos menores que um átomo, tudo muda e as regras da física clássica já não valem mais. Foi preciso então admitir que era necessário outras leis para lidar com essa realidade, e também uma física totalmente nova, que ficou conhecida como Física Quântica.

fisicaquantica4Tudo começou em 1900, quando o físico alemão Max Planck introduziu a ideia de que a energia era enviada em “pacotes” chamados quanta (meio que parecido com a transmissão de dados pela internet), com o fim de derivar uma fórmula para a dependência da frequência observada com a energia emitida por um corpo negro. Em 1905, Einstein explicou o efeito fotoelétrico por um postulado sobre que a luz, ou mais especificamente toda a radiação electromagnética, pode ser dividida num número finito de “quanta de energia”, que são localizados como pontos no espaço.

Estes quanta de energia seriam chamados mais tarde de fótons, termo introduzido por Gilbert N. Lewis em 1926. A ideia que cada fóton teria de consistir de energia em termos de quantas foi um notável feito, já que efetivamente eliminou a possibilidade de que a radiação de um corpo negro alcançasse energia infinita, o que se explicou em termos de formas de onda somente. Em 1913, Niels Bohr explicou as linhas espectrais do átomo de hidrogênio, novamente utilizando a ideia dos quanta, em seu artigo On the Constitution of Atoms and Molecules (Sobre a Constituição de Átomos e Moléculas), publicado em julho de 1913.

A expressão “física quântica” foi usada pela primeira vez em Universe in Light of Modern Physics (O Universo à Luz da Física Moderna), de Max Planck, em 1931.

fisicaquantica3Em 1924, o físico francês Louis-Victor de Broglie apresentou a sua teoria de ondas de matéria, dizendo que as partículas podem exibir características de onda e vice-versa. Esta teoria era para uma partícula simples e derivada da teoria especial da relatividade. Baseando-se na aproximação de de Broglie, nasceu a mecânica quântica moderna em 1925, quando os físicos alemães Werner Heisenberg e Max Born desenvolveram a mecânica matricial e o físico austríaco Erwin Schrödinger inventou a mecânica de ondas e a equação de Schrödinger não relativista como uma aproximação ao caso generalizado da teoria de de Broglie. Schrödinger posteriormente demonstrou que ambas as aproximações eram equivalentes e ficou conhecido pelo clássico experimento mental* chamado “o gato de Schrödinger”, que ilustrava o relativismo quântico com a ideia de que um gato fechado dentro de uma caixa está tanto vivo quanto morto, enquanto não abrirmos a caixa e termos certeza de qual é o verdadeiro estado do gato.

fisicaquantica5

A física quântica não é intuitiva, ou seja, isso significa dizer que muitas partes dela parecem não ser verdade. Por exemplo, a dualidade onda-partícula diz que partículas se comportam ora como partículas ora como ondas. É uma afirmação no mínimo estranha, bizarra, por que seria mais ou menos como dizer que a água pode ser, ao mesmo tempo, seca e molhada dependendo da ocasião. Mas é o que acontece no mundo real das partículas quânticas. No nosso dia-a-dia, parece que vivemos num planeta plano, o que você sabe que não é verdade; nosso mundo é uma esfera, e no espaço não existe direita e esquerda, cima ou baixo.

Por ser não intuitiva, ela foi considerada uma falsa teoria. O próprio Einstein (que foi um dos fundadores da física quântica) acreditava que a física quântica devia estar errada. Mas com o passar do tempo percebeu-se que ela explicava tão bem o resultado das experiências, que tinha de ser verdade.

Nosso dia ocorre numa escala dita macroscópica (tudo aquilo que podemos ver a olho nu, por assim dizer). São os objetos que podemos enxergar sem a ajuda de lentes ou microscópios atômicos. A física quântica lida com coisas muito, tremendamente pequenas. Muitíssimo menores que um milímetro. Existem várias particulas do átomo, como os nêutrons (que contém uma carga neutra e são formados por três quarks) e prótons (carga positiva, também formados por três quarks); juntos eles formam o núcleo atômico.

fisicaquantica6O mundo em que vivemos é feito de átomos. Os átomos são feitos de coisas ainda menores chamadas quarks e elétrons. Ainda não sabemos se os quarks são feitos de coisas ainda menores. Os átomos, elétrons, quarks e outra coisa tão pequena que ainda não sabemos muito sobre ela, chamada fóton, têm comportamentos bizarros de vez em quando: nunca podemos saber exatamente onde estão. Não é por falta de instrumentos potentes, é uma lei da física, chamada Princípio da Incerteza de Heinsenberg, que diz que nunca saberemos a exata posição das coisas. Nunca saberemos onde os elétrons de um átomo estão exatamente. Nunca. É algo estranhíssimo, mas é a verdade. Há elétrons que, inclusive, somem de um lugar e reaparecem em outro, algo como um teletransporte. Não dá para ver que caminho seguiram para ir de um lugar a outro, só sabemos que eles fazem isso.

No mundo macroscópico, o “nosso” mundo, ondas são muito diferentes de objetos. Porém, se tivéssemos o tamanho de átomos, tudo se comportaria como uma onda de vez em quando e como uma partícula outras vezes. Essa foi uma das consequências mais bizarras da física quântica.

Há átomos, como o de Urânio que, do nada, explodem. Nunca sabemos que átomos vão explodir, ou quando, só sabemos que alguns vão e outros não. Aparentemente, nada faz eles explodirem, mas eles explodem. Dizem que irritou tanto a Einstein que foi aí que ele pronunciou sua famosa frase “Deus não joga dados com o universo”.

Muito embora a Física quântica seja esquisitíssima, e ainda por cima seja, como gostam de apontar alguns (sempre aqueles que não conhecem nada de ciência), “apenas uma teoria”, sem ela não teríamos os avanços da nossa tecnologia atual. Até o computador, smartphone ou tablet no qual você está lendo esse texto deve muito à mecânica quântica em algum nível.

 

Fontes:
________. O que é Fisica Quântica. Wikibooks.
________. História da Mecânica Quântica. Wikipédia, a Enciclopédia Livre.
Zarate, Oscar; McEvoy, J.P. Entendendo a Teoria Quântica. Editora Leya, 2012.

 

* O que significa que isso não foi feito com um gato de verdade, apenas para constar.

312 comentários

4 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Revdo Cezar Romero on 17/09/2016 at 22:45
    • Responder

    Olá para todos(as) ! De fato o assunto é super interessante … Embora não seja um expert no assunto , acredito que a questão ciência e religião (cristã) não devem se contrapor. Creio que andam de “mãos dadas” , ou seja a primeira depende da segunda respectivamente. Parabéns Carlos Oliveira e demais participantes !

  1. Sabe, sou um grande admirador da ciência, mas em relação a física quantica não explicar a existência de DEUS, isso nunca sera explicado porque DEUS, Ele é pra ser vivido e não explicado. Simplesmente nem os ateus e nem os teista ambos não têm como comprovar que DEUS existe ou não existe porque é uma questão de fé: simplesmente é acreditar ou não acreditar na existência d’Ele.

  2. Olá pessoal! Bom dia à todos.
    Descobri por acaso esse site cujo o tema é “O que é essa tal Física Quântica?”.
    Eu me chamo Paulo Samuel, moro na cidade do Rio de Janeiro, tenho apenas Graduação incompleta em Segurança Pública, na Universidade Estácio de Sá, com matrícula trancada. Sou totalmente analfabeto nas áreas científicas ditas exatas.
    O autor do tema, Sr. Rafael Rodrigues, está de parabéns pela forma o qual o apresentou, com um linguajar didático ímpar, convertendo um assunto complexo em fácil compreensão aos leigos, como eu.
    Exemplo à seguir por todos nós.

    Abraços,

    Respeitosamente,

    Paulo Samuel

  3. Carlos, muito interessante o texto, porém, mais interessante todavia é a sua paciência em responder a todos estes religiosos chatos, que obviamente não têm mais o que fazer a não ser incomodar os outros com suas crenças. sim, me dei conta de que a postagem é antiga, mas fiquei muito intrigado com sua persistência, de fato até me inspirou. Um dia a humanidade vai conseguir deixar de lado seus temores, sua arrogância e se dar conta que de fato, nõs não somos nada especiais para o Universo, até poderia dizer irrelevantes, nossa única obrigação como espécie é fomentar o conhecimento e a busca de respostas concretas. Desesperançoso fico ao ler os comentários religiosos, absurdado fico com os comentários pseudocientíficos e extremamente irritado com a pergunta “Se evoluímos de macacos, por que não existem macacos evoluindo hoje?”.
    Reitero, inspirado fiquei por sua incansável tentativa de elucidar de maneira clara para os ignorantes.
    Sei que meu comentário não é objetivado ao artigo e me desculpo antecipadamente.
    Um abraço de um novo leitor.

    1. Obrigado pelas suas palavras 😉

      O que mais me surpreende é as pessoas acharem (os famosos achismos) que sabem mais que os especialistas. Isso, para mim, é surpreendente. E ainda perdem tempo (a escrever comentários) para demonstrar ignorância.

      Seria como eu, que nada entendo de agricultura (ou de engenharia mecânica ou de uma infinidade de outros assuntos), perdesse tempo a entrar em locais com agricultores e proclamasse do alto da minha ignorância: as batatas nascem no topo das árvores.

      Eu não entendo porque eu faria uma coisa dessas…

      Daí que também não entendo o porquê de outras pessoas fazerem isso 😉

      Bem, mais uma vez, obrigado pelas suas palavras 😉

      abraços!

    • Álvaro César Ferreira Vasconcelos on 30/08/2016 at 13:32
    • Responder

    Nossa como é fascinante física quântica e até mesmo física clássica, a se eu fosse um gênio

  4. Uma solução para todos estes questionamentos: pesquisem sobre Amit Goswami. Alguns vão discordar, mas entenderão o verdadeiro significado de física quântica.

    1. Se lesse os comentários para trás, percebia que essa pessoa já foi falada.
      http://www.astropt.org/2013/08/05/o-que-e-essa-tal-fisica-quantica/comment-page-2/#comment-1225131

      Se entendesse de Física, percebia que ele não fala de Física.

      Se percebesse de ciência, percebia que esse senhor proclama religião. Foi realmente um físico. Agora, com a idade, é normal o cérebro já não conseguir raciocinar tão bem. Compreende-se o deterioramento mental da pessoa em causa (velhice). Não se consegue perceber a ignorância de pessoas que até sabem escrever na net (feita com ciência) mas depois recusam-se a pensar racionalmente ou a ler o que é a ciência.

      Afirmar que esse é o “verdadeiro significado da física quântica” é nada entender de física e já ter viajado na maionese da religião.

      Aqui não se confunde ciência com pseudo-religiosidades.

    • Jardson - Engenharia on 12/07/2016 at 16:34
    • Responder

    A realidade é “maleável”, depende da nossa interpretação e/ou ponto de vista. Se não tivesse um sistema de interpretação, ela não faz sentido de existência, pois como Albert Einstein deu o grande exemplo do trem que é atingido pelos raios e os observadores veem ocorrências diferentes, mas ambos estão certos. A pergunta intrigante que fica é: como duas respostas diferentes nessa ocasião podem estar corretas? Qual atingiu o solo PRIMEIRO DE FATO, O DA FRENTE OU O DE TRÁS? A conclusão que cheguei é que a realidade não existe, até nós interpretá-la. Outro exemplo bom que pensei foi sobre o comprimento de onda. Nós enxergamos, para cada comprimento, uma cor diferente. Para um determinado comprimento de onda que enxergamos, vemos uma cor correspondente, Já os animais, para esse mesmo comprimento de onda, veem cor diferente da nossa. A realidade parece ser confusa também.

  5. Minha opinião é que o universo é uma reta onde o início está o buraco branco, onde tudo começa e no final o buraco negro onde tudo acaba. Alfha e Omega. Muitas galáxias já se foram é muitas ainda virão

    • Rafael Macedo on 04/05/2016 at 14:02
    • Responder

    Fico feliz que ainda existam sites que se preocupem em transmitir uma ciência séria e sem interesses pessoais, parabéns aos colaboradores do site.

    Abraço

    1. Muito obrigado pelas suas palavras.

      abraços

  6. Interessante matéria.

  7. Adorei essa matéria,apesar de meu estudo está bem fora de td isso meu conhecimento me levou a ter muitas teorias a respeito da fisica quantica.bom tenho uma duvida que repele um pouco a teorias religiosas ,mas que por fim na fisica quantica mais ou menos que explica.gostaria de saber se essa união de partículas menores que átomos,invisiveis,poderia ser compreendido como espirito????

    1. Não, não há espíritos nem nada religioso na física quântica.

      Aliás, as histórias de espíritos estão impregnadas de disparates de física e contradições de lógica.

      abraços

    • Victor Hugo Gonçalves Pereira on 21/03/2016 at 22:22
    • Responder

    Com essas leis da natureza o ser humano ira fazer mais maquinas que possibilitará avançar nossos conhecimentos

  8. Vendo os últimos acontecimentos sobre física quântica, da colisão dos buracos negros que comprovou a teoria da relatividade de Einstein. É possível antecipar uma imagem que viaja no espaço de um ponto a outro? Exemplo: a imagem da terra lançada no espaço pra chegar a outro planeta a distância de 5 mil anos luz , levaria esse mesmo tempo. No entanto, poderia capturar essas imagens aproveitando esses fenômenos de colisão dos buracos negros que pode encurtar o espaço para conseguir esse feito!

    • cristiane Reis on 12/02/2016 at 23:05
    • Responder

    Só tomei conhecimento agora deste site e os parabenizo pela clareza e fidelidade científica.Parabéns ao Carlos por uma paciência Hercúlea.Deve ser muito bem remunerado e amar muito seu trabalho para suportar tanta ignorância.Obrigada, e lerei sempre que me interessar.

    1. Olá Cristiane,

      Obrigado pelo feedback! 😉

      O blog é feito por todos os autores em voluntariado 😉
      É mesmo por “amor à camisola” 🙂

      abraços!

    • Júllia Queiroz on 22/01/2016 at 18:15
    • Responder

    Cara, eu acho essas coisas muito maneiras, e a cada vez que aprendo algo novo, mais eu admiro a Deus. Ele vive desde antes de tudo ter forma, então a sua inteligência sem dúvidas está a anos-luz da nossa. Não vejo a hora de fazer todas as perguntas, que hoje estão sem respostas, a ele.

    1. Será que não há pessoas que acreditem em Deus e que saibam ler textos?

      Pela 50ª vez: este artigo NÃO é sobre deus ou sobre religião. É sobre ciência!

      Por último, curioso que a Júlia diz que Deus tem tanta inteligência que está a anos-luz (uma medida de distância) da nossa e que Deus já existia antes de existir Universo. No entanto, a Júlia é tão arrogante que pensa ser tão inteligente para saber fazer perguntas e compreender as respostas de um ser desse calibre. Realmente, a arrogância e a falta de sentido crítico não tem limites…

        • Angel Encarnação on 25/03/2016 at 21:45

        Este artigo é sobre física quântica, então é sobre a dualidade onda-partícula. Assim sendo, é sobre, aparentemente, o comportamento de onda quebrar-se quando existe observação consciente. A implicação disto é que, a conciência cria a realidade (sem consciência, seria apenas criado um entrelaçamento quântico). E se existem coisas no planeta terra (vou restringir-me ao nosso planeta) que existem, independetemente de haver humanos para as observar, então, por hipótese, podemos assumir que alguma consciência o faz. Que consciência? Vulgarmente o nome dado é Deus.
        Então, ainda que possa admitir não seja esse o objectivo do autor, necessariamente as questões que a física quântica levanta levam à temática Divina (no sentido de consciência observadora que permite a criação do real). Esta é minha conclusão, que poderá estar errada, mas logicamente parece-me coerente.
        De facto, a arrogância não tem limites.

      1. Não é preciso ter qualquer consciência.
        Pode ter um simples forno microondas que meça fotões, que claramente o que mede é essa dualidade.

        Logo, consciência não é necessária.

        Trocar tudo com base na ignorância, assumir consciência e depois tirar conclusões para Deus (qual deles?) é realmente de uma sobranceria e de uma arrogância sem limites. Mas não me surpreendo. Quem é extremista religioso (como os que vemos nas notícias, terroristas) é incrivelmente arrogante ao ponto de achar que Deus está em tudo e que qualquer coisa que veja tira logo a conclusão que é Deus. Não só a arrogância não tem limites… mas a hipocrisia também não.

        São os mesmos que há umas dezenas de milhares de anos diziam que água a cair do céu (chuva) só podia ser devida a Deus.

        Física Quântica tem tanto a ver com Deus como relógios tem a ver com batatas.

        • Angel Encarnação on 26/03/2016 at 08:37

        Ignorância minha, desculpe.
        (…. comentário editado…)
        … que se lembre para refutar as TEORIAS dos outros…
        (…. comentário editado…)

      2. Você está muito enganado se pensa que vem para aqui ser troll e hipócrita.

        Este é o seu último comentário que aprovo. O próximo vai para SPAM como todos os outros que enviar, sem ninguém os ler. Fique a “falar” sozinho, do alto da sua torre de hipocrisia e ignorância.

        Quanto às suas ideias disparatadas, aprenda primeiro o que são teorias. Você nunca teve qualquer “teoria” na vida.
        http://www.astropt.org/2012/09/15/teoria/
        http://www.astropt.org/2013/07/14/lei-vs-teoria/

        Quanto tiver a humildade de querer aprender com os outros, será bem-recebido.

  9. Olá! Eu gostaria de saber se existe ligação entre identidade de gênero e física quantica? Eu estava acompanhando um discussão e me de parei com isso, e a debatedora em questão estava sendo um pouco ”desonesta”. Caso exista, poderia indicar um artigo?
    Obrigada.

    1. O que é identidade de genero? Saber se é masculino ou feminino? Se é isso, nada tem a ver com física quantica.

      Física quantica, como o próprio nome indica, tem a ver com física.

      abraços!

    • Edneia Benicio on 11/01/2016 at 15:49
    • Responder

    Um foto ou fotos seriam o estado em q a matéria chega em sua menor partícula. Certo? Entao poderiamos dizer q isso e o espírito de cada coisa que existe. E que tudo que existe e vivo e formado por fotons ou menor partícula de energia que muitas pessoas chamam sem entender de : espírito.

    • Wallysson Silva Carvalho on 10/01/2016 at 00:21
    • Responder

    Cara eu sou evangélico, e mesmo assim aceito a ciência também, e muita coisa que a ciência explica faz muito sentido, as pessoas deveriam ser menos ignorantes e hipócritas, e aceitarem os 2 !
    Ciência é fundamental para nós, e acho muito interessante a física quântica.
    A ignorancia leva ao caos; não o conhecimento.

    • Jose Viana dos Passos on 05/01/2016 at 19:05
    • Responder

    Esvasiem suas mentes… Esqueçam tudo que sabem, principalmente tudo que aprenderam em física clássica ( que estuda tudo que tiver tamanho maior que 1 átomo… esqueçam religião… de onde viemos e para onde iremos… Se quiserem compreender a física quântica… Só para começar, acessem o Netflix e assistam o filme sobre tudo que o telescópio Huble conseguiu até agora… É uma viagem através do Cosmos, à até 12.000.000.000 Isto mesmo, 12 bilhões de anos luz de distância… Alí, talvez, se tiveres inteligência e humildade, talvez, percebas quão difícil é compreender o nascimento e o destino do homem no universo, mesmo com as explicações de Max Planck, Einstein e outros pais da física quântica…

    Mas, sem religião…

    1. Se calhar deveria saber que se esquecer a Física Quântica, não teria o Hubble Space Telescope…

  10. Olá. Boa tarde. Eu li algumas postagens e achei muito interessantes. É o ponto de vista , isto é, é o mundo de cada um. Cada u m tem seu mundo e seu pensamento e uma noção do que é a verdade. Essa discussão toda entre átomos, quarks, Física Clássica e Física quântica, isso tudo é muito importante para nosso desenvolvimento em todos os sentidos.
    Para deixar a minha opinião ou a minha dúvida, já observaram que as coisas parecem girar em torno de um dueto? MAL versus BEM, FORTE versus FRACO, GRANDE versus PEQUENO, RÁPIDO versus DEVAGAR, AMOR versus ÓDIO, FÍSICA CLÁSSICA versus FÍSICA QUÂNTICA, NATUREZA ONDULATÓRIA versus PARTÍCULA, entre outras? Já notaram isso? Será que realmente precisa de uma teoria unificada para tudo? Poderíamos juntar o bem e o mal em uma mesma dimensão, porém será que poderíamos pôr as duas numa mesma “lógica “?

  11. Embora eu seja ignorante em Física Quântica, este Carlos Oliveira pareceu-me pessoa sabendo perfeitamente dominar a matéria em questão. Parabéns ao autor do trabalho e a este senhor.

  12. Boa tarde,
    Gostaria de expor minhas teorias, acredito que a ciência e Religião estão tão unidas quanto Arquitetura e Engenharia, pois a ciência explica de forma racional a excelência da Criação, o próprio Einstein falou do Universo Criado por Deus. Vocês já pararam pra imaginar como seria o outro lado do buraco negro, coisa que está limitada aos humanos, sou um fã da ciência mas existem coisas que estão limitadas no nosso universo que é tão Grandioso e pequeno ao mesmo tempo.

    Abraços
    Josué Melo

    1. Einstein NUNCA disse nada disso.
      Tem aqui artigos sobre o que Einstein pensava da religião. Faça favor de os ler ANTES de comentar com base na ignorância.

      Sim, nós sabemos o que está do “outro lado do buraco negro”. Se aprender ciência, também fica a saber.

      O que o Josué acredita é completamente irrelevante. Crenças pessoais não são assunto de ciência.

      Se é fã de ciência, o seu comentário disfarça bastante bem.

      Torno a repetir: este artigo NADA tem a ver com Deus ou religião. As pessoas deviam saber ler português.

  13. Achei muito bom o artigo para bens a Rafael Rodrigues pela postagem e por Carlos Oliveira por responder as perguntas!!

    • José Carlos do Canto on 06/12/2015 at 16:24
    • Responder

    Gostei muito da matéria. Muito interessante. Às vezes lemos, interpretamos mal e falamos algumas coisas “esquisitas”. Um puxão de orelhas, às vezes, cai bem; faz “enxergar” melhor.

    Fraternais abraços

      • Carlos Alberto on 23/12/2015 at 03:09
      • Responder

      Não foi uma mau interpretação da minha parte, apenas comentei um assunto de artigo diferenciado,fugindo literalmente da proposta do artigo apresentado.

    • Carlos Alberto on 03/12/2015 at 04:52
    • Responder

    Prezado! Carlos Oliveira, é possível realmente transferir qualquer arquétipo,utilizando a ressonância magnética,receber toda informação do especialista no assunto, através de ondas,entendi que isso revolucionará o método de aprendizado,ser especialista em determinado conhecimento,sem nunca ter frequentado uma faculdade,segundo os físicos quânticos isso é possível,então os físicos são praticamente gênios,relata algo sobre essa natureza, acredito! Mas ainda tenho dúvidas, você conhece alguém que passou por esse experimento e obteve êxito???

    1. Não, não é possível.

      Isso não foi dito por físicos quânticos.

      Isso nada tem a ver com o artigo.

      Por favor, leia o artigo.

        • Carlos Alberto on 23/12/2015 at 04:00

        Desculpas! expor os conhecimentos do professor Hélio Couto,pois vejo que suas respostas estão limitadas a este artigo.

      1. O Hélio Couto (por favor, não insulte os professores) não tem quaisquer conhecimentos.

        É simplesmente alguém que aproveitou para criar uma seita religiosa com base na ignorância dos seus adeptos.

        Aliás, ele próprio o diz no seu site:

        “Todas as informações contidas neste site são de origem espiritual.”
        (leia-se: NADA disto tem a ver com ciência ou com conhecimento, mas sim com crenças absurdas que os fanáticos ignorantes acreditam)

        Ele também diz que pertence à “Igreja Cristã de Aton”
        Ou seja, é mais uma seita Cristã, como muitas outras pelo mundo.

        Este website e este artigo são sobre conhecimento científico, e não sobre “espiritualidades” ou crenças ignorantes.

        Obrigado.

        • Carlos Alberto on 24/12/2015 at 04:08

        Você me surpreendeu mais uma vez parabéns!!!
        Uma dúvida? se alguns dos átomos de urânio explodem aleatoriamente,então como armazená-los com segurança?

      2. 3 perguntas:

        – de que tipo de uranio está a falar?
        Provavelmente o mais famoso é o Uranium-238, que é um isótopo do uranio.

        – as palavras em ciência por vezes têm significados diferentes do que as mesmas palavras popularmente. Os vigaristas aproveitam-se disso para enganar os incautos, os ignorantes nos temas. Por exemplo, quando se fala em Quantica, o que não faltam são websites vigaristas a usarem palavras científicas com significados populares. A Teoria do Caos é um desses casos (o “caos” em ciência tem um significado diferente do que é compreendido popularmente… o mesmo se passa com o “vazio”, etc).
        Tem a certeza que a palavra “aleatoriamente” não sofre do mesmo problema?

        – por fim, o mais importante: os átomos “decaem”. É normal. A ciência sabe essas regras. Você tem átomos radioativos no seu corpo, neste preciso momento, que estão a decair. Você morreu? Toda a gente morre? Toda a gente explode devido a isso? Não, porque a quantidade de energia é desprezível.
        Tanto os reatores como as bombas nucleares utilizam os “byproducts” (“lixo”) de cada “explosão” (divisão atómica) para causar novas “explosões”. Se não se fizer por isso, então é perfeitamente seguro ter essas “explosões”… por isso você as tem no seu corpo. 😉

        (claro que se tiver uma imensa quantidade de radiação nociva (ex: raios-x) a passar-lhe pelo corpo, isso vai lhe trazer problemas de saúde… mas se está a falar somente de um átomo de uranio que decai, não há qualquer problema)

Responder a micheias Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.