NASA vai reactivar o observatório espacial WISE

WISE_art_2013Representação artística do observatório WISE.
Crédito: NASA/JPL-Caltech.

O WISE vai voltar ao serviço no próximo mês de Setembro. A NASA vai reactivar o observatório de infravermelhos para cumprir uma nova missão que se estenderá por mais três anos. A missão terá como objectivo principal a descoberta e caracterização de objectos próximos da Terra – rochas espaciais que se aventuram com regularidade a menos de 45 milhões de quilómetros da órbita do nosso planeta.

Lançado para o espaço em Dezembro de 2009, o WISE passou cerca de 13 meses a perscrutar a esfera celeste em busca da radiação térmica das estrelas mais frias da Galáxia, das galáxias mais luminosas do Universo, e de alguns dos objectos mais escuros do Sistema Solar. Em Agosto de 2010, o observatório esgotou as suas reservas de hidrogénio líquido, um fluído refrigerador que mantinha os seus detectores livres de interferências provocadas pelo calor gerado pelo seu funcionamento. Dois dos seus quatro detectores mantiveram-se, no entanto, sensíveis o suficiente para caçarem cometas e asteróides, pelo que em Outubro de 2010 a NASA estendeu a sua missão por mais 4 meses. Em Fevereiro de 2011, o WISE foi colocado em hibernação numa órbita polar.

Em pouco mais de 1 ano, o WISE observou 158 mil dos mais de 600 mil asteróides conhecidos. As suas descobertas incluíram mais de 34 mil objectos da Cintura de Asteróides, 21 cometas e 135 asteróides com órbitas próximas da órbita da Terra (NEOs).

A NASA espera que o observatório use na sua nova missão o seu telescópio de 400 mm e as suas duas câmaras de infravermelhos ainda funcionais para descobrir 150 NEOs adicionais, e para caracterizar o tamanho, o albedo e as propriedades térmicas de outros 2.000 já conhecidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.