O genial Maximov entre a infância e a idade adulta

Aos 26 anos, o mos­co­vita Dmitry Maximov é já um nome bem conhe­cido na Web, sobre­tudo por­que os seus tra­ba­lhos são par­ti­lha­dos por inú­me­ros sítios de arte e design.

maximov1

maximov2

maximov3

maximov4

maximov5

maximov6

maximov7

maximov8

maximov9

maximov10

maximov11

maximov12

É muito reco­nhe­cido não só pelo sen­tido de humor em algu­mas das suas cri­a­ções, sobre­tudo as dos astro­nau­tas, mas pela mis­tura de foto­gra­fia e ilus­tra­ção. As foto­gra­fias – sem­pre muito bem esco­lhi­das – não são dele, o que tam­bém não é pro­blema: o que conta é a fusão entre o que se passa na cabeça do artista e a rea­li­dade retra­tada nas imagens.

Maximov tam­bém assina como Tebe Interesno?estás inte­res­sado?», em russo), aju­dando a per­ce­ber que os peque­nos seres que habi­tam algu­mas fotos e ilus­tra­ções, tão ino­fen­si­vos e soli­tá­rios como fadas, e os mons­tri­nhos de maior dimen­são mas igual­mente soli­tá­rios, são todos o seu alter-​​ego, uma assi­na­tura, a marca da sua presença.

Os dese­nhos de Maximov – sobre­tudo o pequeno duende enca­pu­çado – fazem-​​me lem­brar uma mis­tura entre as ani­ma­ções do vene­rá­vel mes­tre japo­nês Hayao Miyazaki («A Viagem de Chihiro», viram?) e os extra­ter­res­tres que nego­ceiam a venda de robôs no pri­meiro filme (des­cul­pem, no quarto filme) da saga A Guerra das Estrelas.

Seja assu­mindo o per­fil adulto do humo­rista mais cor­ro­sivo Dmitry Maximov ou escon­dendo o rosto como o soli­tá­rio e juve­nil Tebe Interesno?, basta obser­var alguns exem­plos da arte deste russo de grande talento para per­ce­ber por que razão meia-​​web tem andado a par­ti­lhar os seus trabalhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.