Não medicina

alternative ambulance

O biólogo Richard Dawkins examina várias pseudo-ciências que alegam ter poderes (mentais) extraordinários para curar doenças, mas que na verdade não passam de esquemas para enganar as pessoas com crenças irracionais.
Dawkins testa várias destas técnicas ditas alternativas para ver se alguma delas funciona: cura espiritual, energia psíquica, cristais, chakras, canções, anjos, homeopatia, kinesiologia/cinesiologia, etc.
Uma indústria multi-bilionária que não prova nada do que alega, baseando-se somente em dogmáticas crenças pessoais.
Usam termos científicos para propagar ideias completamente pseudo, que não se baseiam em evidências testadas.
Sem surpresa, estas tretas são simples superstições que fazem várias vítimas crédulas.

(cliquem no icon das legendas para poderem ler em inglês ou traduzir para português)

definition

A definição de “medicina alternativa” é que não se provou que funciona ou provou-se que não funciona.
Sabem como se chama à “medicina alternativa” que já se provou que funciona? Medicina!

7 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Boas Carlos

    Estou a ler um livro neste momento, deveras interessante – Guerra entre dois mundos – Ciência versus Espiritualidade de Deepak Chopra e Leonard Mlodinow.
    Num dos capítulos é falado sobre os monges tibetanos funcionarem com frequências duas vezes acima do que é esperado na região gama. Quer isto dizer o quê? Que é por serem apenas Tibetanos, explicando à luz da seleção natural? Quem sabe?…..
    As neurociências já mostraram que as ressonâncias magnéticas dos monges budistas em patamares superiores são muito diferentes das normais. A atividade normal no córtex pré-frontal era muito intensa – uma mudança que é produzida ao fim de muitos anos a meditar sobre “compaixão”, exatamente onde se encontra a emoção da compaixão no cérebro.
    Isto explica a origem do propósito – primeiro ouve a intenção de meditar sobre algo e esse algo terá alterado a programação do cérebro – alterou-se a si próprio!!!!

    Já agora aproveito para colocar este intrigante link:

    http://thescientistjournal.blogspot.pt/2013/08/harvard-university-have-created-first.html

    O Sr. Prof. Dr. Richard Dawkins tem um objetivo em vida, é lutar contra tudo o que não é materializante. Desde o “gene egoísta” que pelos vistos, parece mais um “gene cooperante” (algo que a teoria da evolução ainda está empancada – cooperação versus competição), desde o relojoeiro cego – mas consciente (minha crença), enfim…..resolveu na minha opinião, ter uma entrada a pés-juntos para tudo o que não seja no sentido mais lato, considerada “ciência” – digno de um cartão vermelho direto!!! Não passa de um fundamentalista das suas convicções que roça o descrédito por querer enfatizar um circo em volta da espiritualidade.

    É verdade que existe muita pseudo-ciência, pseudo-espiritualidade, aliás, pseudo-tudo, nisso não há dúvidas – muita gente a querer ganhar dinheiro à custa do engano e da esperança!!! No entanto, convém não esquecer que o próprio Ser Humano é o criador da sua ciência, se assim é, em virtude de não determos todo o conhecimento deste último, como poderemos desconsiderá-lo? – A ciência tradicional tenta fazê-lo.

    O Ser Humano é criador (parece-me que todas as pessoas estarão de acordo), assim sendo, esperas sinceramente que o Dawkins “crie” alguma coisa fora do seu contexto de crenças? Isto é elementar, qualquer criança deduz uma lógica destas.
    Isto em resposta ao 1º vídeo onde ele diz que “ela acredita que pode alterar a estrutura do seu DNA” – não estou a afirmar que consegue!!! – no entanto, o que causa mutações no DNA ao longo da evolução? é só o ambiente? o Ser Humano não pode alterá-lo enquanto Ser Consciente? (minha crença!!)

    A ciência, sozinha, jamais explicará o Ser Humano e o Universo! Nós somos a origem da necessidade dessa explicação e como tal, deveremos estar intrinsecamente ligados no relacionamento com tudo o que nos rodeia. Não posso provar o que acabo de dizer, mas tenho tanta certeza, que prefiro passar por alienado em seja o que for do que não me permitir racionalizar sobre ele.

    Quem procura a verdade da gravidade, não pode ridicularizar a possibilidade da existência do gravitão!!

    Por último, Carlos Oliveira, deveria neste post indicar que a prosa aqui presente é meramente especulativa. Alguém especula sobre a existência de algo, outro especula sobre a inexistência dele – só porque ainda não descobrimos como funciona geneticamente o amor, não vamos agora todos deixar de amar…..

    Obrigado e cumprimentos.

    1. Bem, se é Deepak, é treta.
      Deepak Chopra aproveita-se das pessoas não perceberem ciência para lhes “vender” puras mentiras.

      “Num dos capítulos é falado sobre os monges tibetanos funcionarem com frequências duas vezes acima do que é esperado na região gama. Quer isto dizer o quê?”

      Quer isto dizer que é mentira.
      O que é “frequência duas vezes acima”?
      Quem mediu? Quais cientistas fizeram essas experiências?
      Se for gama, mata-os de certeza. Se é acima de gama (não existe), então já estariam mortos há muito tempo. Radiação gama não tem a ver com espiritualidades, mas é física. Como eu disse atrás, o Deepak aproveita-se da ignorância das pessoas para lhes vender puras mentiras. Quem sabe o que é radiação gama, percebe que a pessoa não teria hipótese com isso. Seja monge Tibetano ou não. Os monges Tibetanos também não andam a voar pelos céus como aviões. Porquê? Física.

      Eu percebo que algumas pessoas queiram ser superiores ao Universo e às suas regras. Algumas pessoas acham-se mais importantes que o próprio Universo. Pensam que o Universo gira à sua volta.
      Infelizmente, o Universo não funciona dessa forma. E isso é chato para elas.

      Deixe-me sublinhar: isto nada tem a ver com espiritualidades. Tem sim a ver com puras mentiras.

      Quanto ao resto, eu também consigo dobrar a ponte D. Luís sobre o rio Douro. E consigo-o fazer à distância. Faço isso muitas vezes. Mas para não incomodar as pessoas, depois torno-a a colocar normal. Claro que faço isto de forma espiritual, e não física.
      Certamente que qualquer leitor pode gerar milhares de exemplos ridículos do género.

      abraços!

        • Jaculina on 14/09/2013 at 21:20

        Não conheço o Deepak mas tenho um livro do Mlodinow (escrito com o Stephen Hawking) que é ciência a sério.

        • Nuno on 14/09/2013 at 22:44

        Carlos Oliveira

        Acho estranho o facto do Leonard não refutar no livro qualquer comentário a esse respeito.

        No entanto não pretendo impor seja o que for à ciência, apenas dei o meu ponto de vista.

        Cumprimentos.

      1. Vamos lá a ver… radiação gama não depende dos pontos de vista 😉
        Ela está muito bem explicada… pela Física.
        E é utilizada até para curar pessoas.
        Funciona e sabemos como funciona 😉

        Continuo a não entender o que é “duas vezes acima” da radiação gama. Essa é uma frase que não faz sentido.
        E continuo a querer saber como foram feitas as experiências e por quem. Porque se mete radiação gama, certamente que existem mudanças a nível celular. E se é uma experiência válida, então as células foram estudadas.
        Claro que se for uma coisa pseudo – como penso que seja pelo trajecto do Deepak – ninguém quer saber de conhecimento ou sequer de rigor.
        Porque a verdade é que eu consigo parar o meu organismo, com frequências 4 vezes superiores ao esperado na radiação gama como provam as ressonâncias magnéticas que me fizeram em casa. Depois escrevo um livro a informar 😛

        abraços! 😉

        • Nuno on 15/09/2013 at 23:09

        Carlos Oliveira

        Leia o livro, afinal de contas é um livro que também fala de ciência. Posso-lhe adiantar que a refutação do Leonard nesse caso em particular é segundo ele a retroação.

        Cumprimentos. 🙂

      2. A retroacção é irrelevante nas dúvidas que coloquei.

        abraços!

  1. […] (patetice). Homeopatia. Feng Shui. Empty Force. Televisão Alternativa. Terapias Alternativas. Não-Medicina. Coco preso. Leitura de sina. Polícia. Presas. Burlas. Violada. Parvalhão. Movimento […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.