Profecias de-Verão Revisitadas

boneco-neve-praia

O Verão acaba hoje às 21:44 e começa o melancólico Outono. Como hoje é uma data de mudança lembrei-me das coisas passadas, principalmente daquela profecia de que este iria ser o Verão mais frio dos últimos 200 anos, ou como chamaram o “ano sem Verão”.

Escrevi nessa altura um post aqui no Astro : Verão (sem) Frio e uma crónica no Jornal Comércio do Seixal e Sesimbra que pretendo revisitar. Cá vai:

 

Este ano apareceu a notícia, vinda de um canal francês de meteorologia, o La Chaine Météo, que informava que este verão seria o mais frio dos últimos 200 anos. Isto foi afirmado pela análise de vários factores. Claro que o povo leigo nisto já andava a dizer, ainda em Maio e início de Junho que “este está a ser o verão mais frio!”. Lembro que o verão começa a 21 de Junho… Estas previsões são muito especulativas.

O Afélio é o ponto da órbita da Terra mais afastado do Sol caracterizado, também, pela menor velocidade – cerca de 29 Km/s – de translacção por ter menos influência gravítica da estrela. No início de Julho o planeta estará no ponto mais afastado. Quanto ao ponto mais próximo, designado de Periélio, ocorre no início de Janeiro e, obviamente, será o ponto em que a Terra tem maior velocidade – mais 1 km/s do que no afélio. A distância ao Sol no afélio é de 152,1 milhões de quilómetros e no periélio é de 147,1 milhões de quilómetros.

Na imagem podemos ver os pontos do afélio e do periélio dos planetas interiores

Inner_Planet_Orbits

“A previsão sazonal mais recente do Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA), divulgada no passado dia 17, fala em valores que podem estar entre 0,2 e 0,5 graus Celsius abaixo da média em todo o território continental, entre Junho e Agosto.” 0,2ºC e 0,5 ºC pode ser mais frio mas não é o frio que as pessoas pensam que estavam a sentir. A leiguice levou as pessoas a pensar que o verão iria ter 13ºC de média! (Público)

“No Verão de 1816, os termómetros chegaram a baixar dois a três graus Celsius nalguns pontos da Europa”. Foi considerado o “ano sem Verão” devido à erupção do vulcão Tambora, na Indonésia, “que tornou a atmosfera mais opaca devido à grande quantidade de cinza e material vulcânico” expelida. (TVI24)

Não me parece que o ponto da órbita, neste momento, seja o mais afastado do Sol nem me parece que a temperatura baixe tanto de um ano para o outro sem haver grandes eventos globais que promovam tal descida.

Perante o alarmismo do povo não ter tempo bom para gelados, banhocas e bolas de berlim, o IPMA viu-se na necessidade de esclarecer que “não tem conhecimento do fundamento técnico e suporte científico desta afirmação”.

Neste momento temos o quê? Temos os EUA a ferver com 54ºC (a mais elevada dos últimos 100 anos), temperaturas históricas. Tivemos o Alasca com calor que desde há 40 anos não se sentia, com 35ºC. Em Moscovo este ano registaram-se 31,8ºC (temperatura idêntica anterior foi em 1911 com 31,4ºC).

——————————————-

O post foi escrito no início do Verão, como tal houve profecia nos MEDIA já que as notícias saíram a 4 de Junho, quase 20 dias antes do início da estação. Este post é escrito no dia em que o Verão acaba e agora já podemos ver quem tem razão.

Desejo a todos um bom Outono!

3 comentários

1 ping

  1. Há tres grandes mistérios sobre prognósticos futuros.

    1) O mercado de ações..
    Quem descobrir “sua regra” será sem dúvida rico.

    2) O clima.
    O pessoal tem acertado mais doq errado, mas ainda não da pra dizer que tem estão 100% certos.

    3) E oq pensam as mulheres.
    Esse daí .. é sem esperança mesmo..

    • Nuno José Almeida on 22/09/2013 at 16:35
    • Responder

    Volto à carga, lembro-me perfeitamente de ler a notícia e lá dizer que Portugal deveria estar 0,5C abaixo da média. Continuo a dizer que as noticias foram bem dados, se as pessoas não sabem ler ou interpretar é outra coisa que se deve “combater”

  1. […] estranhos. Triângulo na Lua. Sol num ecrã gigante. Profecia de Verão gelado. Verão sem frio. Profecias de Verão. Extraterrestres Antigos. Akhenaton. Desmistificar. Desenhar. Resposta Única. Canal de Estórias. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.