Vigarices promovidas na televisão: bandoletes quânticas e água milagrosa?

definition

É triste quando as pessoas acreditam (crenças) em puras tretas que são criadas para as enganar.
É um crime quando essas tretas levam à morte das pessoas.
É uma vergonha que os jornalistas e a comunicação social promovam essas vigarices e com isso contribuam para piorar a vida da população em geral (exemplos: aqui e aqui).

Bandoletes quânticas

Para demonstrar o ridículo das alegações dos vigaristas, o Marco Filipe, neste post, explicou como é fácil criar uma pseudociência,

Como ele disse, o AstroPT tem à-venda “a mundialmente famosa Bandolete Quântica™. A Bandolete Quântica™ contém embutidos três hologramas quânticos de unobtainium revestido com mithril, que foram programados com frequências harmónicas que interagem magneticamente com o campo bioenergético natural do corpo humano. Os hologramas quânticos são produzidos através de uma tecnologia inovadora e patenteada designada por Alinhamento Fotónico Oscilatório®, que faz uso da emissão natural de infravermelhos do unobtainium de forma a gerar um campo sustentável de iões negativos em torno do cérebro humano. O campo de iões supercarregados estimula o aumento do fluxo sanguíneo, optimiza a distribuição de energia e promove o equilíbrio homeostático.”

Como percebem, é uma bandolete que faz uso de energias desconhecidas pela ciência para produzir um equilíbrio energético no corpo. Como também podem comprovar, os termos científicos abundam, por isso só pode ser credível.

“A manipulação dos campos bioenergéticos é um conceito milenar inicialmente desenvolvido pela medicina oriental, mas que só agora, com o desenvolvimento da nanotecnologia e da física quântica, começa a ser compreendido e utilizado pela medicina ocidental. Centenas de estudos científicos indicam que a maioria dos problemas de saúde e até o envelhecimento celular se devem a bloqueios nos canais energéticos do corpo humano. Estes canais são controlados pelo hipotálamo, uma estrutura existente no cérebro, sensível a uma frequência restrita de sinais iónicos que se situa nos 1.21 Gigawatts – a chamada NBFIW (Nonsensical Bullshit Frequency In Watts). A Bandolete Quântica™ normaliza a circulação dos electrólitos nos principais canais energéticos reestabelecendo assim o equilíbrio electrodinâmico fisiológico.”

“A Bandolete Quântica™ apresenta resultados imediatos no organismo, mas que vão depender do perfil bioenergético de cada indivíduo. A Bandolete Quântica™ pode ajudar, entre outras coisas, a: Melhorar a flexibilidade, resistência e força muscular; Manter o equilíbrio energético; Melhorar o desempenho sexual; Estimular o sistema imunológico; Regular a oxigenação do cérebro e dos músculos; Aumentar a capacidade de memorização (excelente para alunos universitários); Eliminar por completo as dores reumáticas; Reverter o envelhecimento; Eliminar toxinas e celulite do organismo; Prevenir a infecção por parasitas extraterrestres.

A Bandolete Quântica™ é utilizada por vários atletas de alta competição, cuja profissão exige a melhor condição física. Várias individualidades da alta sociedade revelaram também já não conseguir passar sem a sua Bandolete Quântica™, como é o caso de Lili Caneças que mostrou recentemente o seu apoio e satisfação por esta maravilha da tecnologia holística: “Usar a Bandolete Quântica™ é o contrário de não usar a Bandolete Quântica™. Por isso, eu uso a Bandolete Quântica™.”

Testemunho real: "Funciona de verdade! Eu tenho 46 anos!"

Como percebem, foi utilizado um exemplo de bandoletes, mas poderia-se imaginar milhares de outras tretas.
E será que para qualquer mentira inventada por alguém, a RTP vai dar imediatamente tempo de antena, dando um megafone às vigarices de modo a prejudicarem um maior número de pessoas?
Serviço público não deveria ser sinónimo de contribuir para enganar a audiência.

Os jornalistas não são obrigados a saber tudo: não podem.
Mas uma das bases do bom jornalista é saber avaliar as fontes, é procurar qual a melhor informação.
O bom jornalista quer transmitir informação correcta, e não desinformar a sua audiência.

Alegações que são claramente ridículas e sem quaisquer evidências, não deveriam nunca ser disseminadas como se fosse conhecimento ou possibilidade de conhecimento. Não é. É pura vigarice à luz do conhecimento.

É muito fácil criar as vigarices. E temos que estar atentos para não nos deixarmos cair nestas parvoíces.
Demos em cima o exemplo das bandoletes quânticas.
Vejam agora outro exemplo: uma garrafa de água milagrosa.

plastic-water-bottle

O AstroPT tem à-venda a mundialmente famosa Água Quântica™
Esta água contém o poderoso elemento Einsteinium, que lhe permite ter propriedades milagrosas, como se percebe pelas consequências da Relatividade. Na verdade, esse elemento nem está presente nesta água, já que diluir este elemento 1 trilião de vezes seria ainda assim muito pouco. Como sabem, quanto mais diluído estiver o elemento, então muito mais potência ele tem. Assim, resolvemos tornar o produto ainda mais poderoso, não incluindo o princípio activo/elemento no produto. Temos assim o produto médico mais poderoso de sempre.

Ao subirmos mais este degrau na escala de diluição do elemento activo, conseguimos atingir uma dimensão vibracional que permite que o campo bioenergético da água entre num equilíbrio homeostático. As cordas vibracionais na base de todo o nosso mundo quântico, tal como nos é dito pela Física Quântica e pela Teoria das Cordas, oscilam com frequências harmónicas que se estiverem sintonizadas com o meio ambiente, aumentam o nosso bem-estar geral.

Este atingir de um novo patamar com uma equilibrada energia vibracional é conhecido pelo conceito milenar de Nirvana, que será cada vez mais necessário atingir na Nova Era trazida pelo Novo Milénio enquadrado pela Era do Aquário.

Vários estudos científicos feitos em Cambridge, Yale e Harvard, permitiram concluir que a ingestão desta água tem diversos efeitos positivos:
– Previne o envelhecimento celular.
– Melhora o desempenho sexual, curando a impotência masculina e aumentando o tamanho do órgão reprodutor masculino.
– Estimula o crescimento capilar e previne a calvície.
– Estimula o sistema imunológico.
– Cura a constipação poucos minutos após a ingestão da água.
– Mantém o equilíbrio energético em seres vivos.
– Aumenta a força muscular.
– Cura gradualmente o reumatismo.
– O elemento Einsteinium contém um efeito analgésico que termina com as dores de dentes quando a água é ingerida.
– Estimula a capacidade de memorização, combatendo doenças como de Alzheimer.
– Aumenta o fluxo sanguíneo, prevenindo a formação de coágulos.
– Previne e combate o cancro.
– Melhora a visão, permitindo ver melhor e até corrigir os erros ortográficos e gramaticais em artigos escritos.
– Aumenta o bem-estar geral da pessoa, elevando assim os seus níveis de felicidade.
– Previne a infecção por parasitas extraterrestres.

Claro que estes efeitos variam, dependendo do organismo de cada pessoa.
Não só depende do organismo físico, mas também depende da vontade da pessoa em querer se curar.

Esta é uma água que virtualmente cura tudo, porque afecta o tecido quântico da realidade através da energia que permeia o famoso Campo de Higgs.
Essa energia é transmitida ionicamente pela água que ingerimos, permitindo que o nosso corpo seja quanticamente limpo das suas impurezas, levando a um equilíbrio energético.

Uma outra característica deste produto é que, surpreendentemente, nem sequer precisa ser ingerido.
Os testes científicos realizados nos laboratórios de Harvard permitiram concluir que só o simples facto da garrafa de água estar fisicamente próxima da pessoa, faz com que os fotões da água sejam transmitidos energeticamente sem necessidade da ingestão física da água. O efeito, como concluíram os cientistas da Universidade de Harvard, deve-se ao efeito de túnel (saída da garrafa) e ao emaranhamento quântico, que são dois fenómenos físicos provados pela mecânica quântica.

Devido a esta característica já provada pelos cientistas, a nossa equipa anda já a criar uma pulseira que contenha um pouco desta água milagrosa, sem haver necessidade de andarmos com a garrafa na mão.

Os efeitos positivos – incluindo a transmissão de energia curativa – são potencializados quando a pessoa se encontra virada para poente e a água é ingerida quando a garrafa se encontra num ângulo de 90º em relação ao corpo da pessoa.
Estas características foram provadas nos testes laboratoriais em Yale, após ter sido feito o mapa energético dos laboratórios. Como sabem, a Terra também tem um mapa energético, tendo uma rede de nódulos por todo o planeta, com alguns locais (como as Pirâmides, Stonehenge, etc) que funcionam como agregadores dessa energia. A rede de energia planetária funciona com base na ressonância fractal, tendo assim certos locais onde os efeitos positivos são potencializados. Temos à-venda alguns livros que explicam detalhadamente quais os melhores locais onde deverão viver e ingerir esta água de modo a terem uma melhor saúde física, emocional, e espiritual.

Devido a todas as melhorias na nossa saúde, várias personalidades públicas e famosas já foram filmadas a ingerir a nossa água. Entre eles, encontram-se Cristiano Ronaldo, José Mourinho, Cavaco Silva, Pelé, e a Maya. Claro que milhares de outras pessoas já providenciaram o seu testemunho de como este produto funciona na perfeição.
Outras pessoas, não tão famosas, como os alunos e professores de Harvard, já ingerem esta água diariamente, visto que a própria Universidade colocou por todo o campus universitário um sistema que permite a ingestão desta água de forma frequente.
Desde que esta medida foi tomada, o mapa energético desta Universidade tornou-se muito mais forte, tendo as suas energias negativas descido vertiginosamente – não só o nível de felicidade dos docentes e alunos aumentou consideravelmente, mas a taxa de notas positivas em exames cresceu 30%.

Como perceberam pela imagem acima, a nossa garrafa de água tem marca branca – ou melhor, não tem sequer marca.
A razão, como devem compreender, deve-se à pressão das farmaceuticas, dos hospitais, das empresas de água, e da companhia das águas, que obviamente não querem que exista no mercado um produto que pode verdadeiramente beneficiar a população.

Por fim, tenho que falar dos preços simbólicos dos produtos.
Obviamente que a saúde não tem preço, e um produto com tantas vantagens teria tudo para ser bastante caro. Mas ao contrário da medicina tradicional, nós não estamos atrás do dinheiro.
Por isso, é que fazemos mapas energéticos por míseros 100 euros, vendemos os livros com todas as informações para se sentirem bem por meros 200 euros, e as garrafas de água – devido a todos os custos associados a ela – custam somente 1.000 euros.
É uma pechincha, se realmente derem prioridade à saúde.

flat-tv

Tendo em conta estes produtos que tão bem fazem às pessoas, que estão tão bem explicados atrás, e que estão provados em testes laboratoriais em Universidades famosas mundialmente como em Harvard, será que a RTP está interessada em entrevistar-me para a televisão, de modo a eu poder disseminar estas ideias por toda a gente?

Facepalm

Como vêem, é extremamente fácil criar um produto que na verdade é só… água. Nada mais.
E viram como é fácil enganar as pessoas?

Inclui-se logo no início a palavra “Quântica”.
A seguir utiliza-se a mentalidade da homeopatia para tornar o produto com um efeito supostamente muito poderoso.
Depois inclui-se expressões com “energia”, “vibrações”, “dimensões”, “cordas”, “oscilações”, “frequências”, “harmonia”, “equilíbrio”, “Campo de Higgs”, “tecido quântico”, “iões”, “fotões”, “tunelamento quântico”, “entrelaçamento quântico”, “fractais”, etc, para dar uma ideia que compreendemos perfeitamente aquilo que estamos a dizer e que aquilo que estamos a dizer tem elevado crédito com palavras técnicas. Obviamente é uma salgalhada de palavras que nada querem dizer.
Seguidamente, utilizei palavras tiradas da astrologia e de misticismos New Age, incluindo a chamada medicina vibracional.
Claro que a ideia de ser um conhecimento milenar é obrigatória.
Após isso, aleguei (menti!) que existem estudos científicos que provam vários efeitos positivos. E esses efeitos positivos incluem os mais famosos (sexual, reumatismo, envelhecimento, capilar, equilíbrios) e os mais disparatados.
Notem que ao falar destes estudos, dei o nome de Universidades famosas de modo a criar a falácia da falsa autoridade.
A seguir, inseri as ideologias de “auto-ajuda” e de como os efeitos variam de pessoa para pessoa – como em qualquer seita religiosa, as “preces” só funcionam se as nossas crenças forem verdadeiramente fortes.
Depois, incluí o Reiki: nem sequer é preciso ingerir para termos os benefícios; basta termos a água perto de nós. Claro que o próximo passo seria ter pulseiras quânticas.
Seguidamente, entrou o Feng Shui e todas as tretas sobre os campos de energia terrestres ligados a monumentos antigos.
Após isto, meti a falácia da falsa autoridade, dando o nome de famosos, como se eles fossem os melhores avaliadores destes produtos (a famosa regra de marketing: “se os famosos usam, eu também tenho que usar”). Incluí também a falácia dos testemunhos pessoais, como se estes fossem prova de alguma coisa.
A seguir, chamei à atenção que andamos a ser perseguidos pelas grandes empresas. Neste tipo de textos, é sempre benéfico fazer-mo-nos passar por coitadinhos e por vítimas de conspirações das entidades oficiais (que supostamente sonegam tudo que possa fazer evoluir a humanidade).
Após dizer que nós somos a vítima daqueles que só procuram o lucro, deixo os preços dos nossos produtos, e qualifico-os como simbólicos (porque obviamente nós somos uns santos).
Por fim, deixo o apelo emocional a que olhem em primeiro lugar pela vossa saúde (na verdade, o que quero dizer é que devem comprar a minha garrafa).

De forma rápida, criei algo totalmente pseudo que segue vários pontos explicitados pelo Marco Filipe, aqui.
Notem também que incluí todas as tretas vigaristas que se ouvem por aí, desde reiki, passando pela homeopatia, e acabando no feng shui.
Ou seja, entendam: é desta forma que essas pseudociências vos enganam. É desta forma, com essas alegações, com estas expressões. Não se deixem cair nestas tretas.

E fiz toda esta “festa” com mera água. O meu produto é somente ÁGUA.
Há quem faça isto na realidade com a mera luz do Sol e até com o mero olhar!

Espero que percebam que se lerem algumas destas coisas nas alegações de alguns produtos e serviços, então devem colocar imediatamente esses produtos e serviços de lado, porque são vigarices à luz do conhecimento.

Scam-Alert

11 comentários

4 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Invencionices as há, mas nem tudo que é alternaivo é mentira e nem tudo que é medicina convencional é o melhor ou é ao menos bom. De qualquer forma se alguém optar pela medicina alternativa, não deve abandonar a medicina convencional, pode no mínimo exercer as duas. Por exemplo: Homeopatia está comprovado que é bom, Reiki, Meditação e outras técnicas alternativas já foram pesquisadas e ofereceram tão bons resultados que já foram inclusive adotadas em centros de pesquisa e reabilitação conceituados como o Hospital Albert Einstein de São Paulo. Mas o desconfiômetro deve estar sempre ligado. Não são palavras centificas e nem métodos milagrosos, que devem receber de pronto a nossa acolhida. Afinal em tempos de Internet, tudo pode ser pesquisado antes de ser aceito. Sempre é bom ouvir o contraditório, porque armadilhas estão por ai aos montes.

    1. “tudo que é medicina convencional é o melhor” <--- esta deveria ser a sua frase, para ser verdadeira. Daí se chamar medicina. "Homeopatia está comprovado que é bom, Reiki, Meditação e outras técnicas alternativas já foram pesquisadas e ofereceram tão bons resultados" <--- Totalmente mentira. Tudo foi comprovado como não tendo qualquer efeito ou tendo somente um efeito placebo. "Hospital Albert Einstein de São Paulo" <--- mas afinal, os hospitais convencionais passam a ser credíveis pelos crentes em disparates, assim que adoptam esses disparates? Como poderá comprovar, algumas instituições adoptaram algumas dessas práticas (a nível de enfermagem) só como placebo mental para os seus pacientes. Nada mais. Não é como forma de diagnóstico, de experiências médicas, ou sequer de tratamento. Ou seja, nada disso funciona, mas serve só para as pessoas pensarem que se sentem melhor. abraços

  2. todas essas historias são para fazer as pessoas acreditarem e quem inventa essas asneiras fica rindo dos crédulos que ficão com cara de trocha

    • Gabriel Sérgio on 18/04/2014 at 22:55
    • Responder

    Uau! “uma frequência restrita de sinais iónicos que se situa nos 1.21 Gigawatts” !!!!
    Great Scott! Com jeitinho até dá para regressar a 1955…
    Anyway, nunca vi frequências medidas e Watts, deve ser uma revolução científica.

    1. Sim, nós somos inovadores…

  3. Vou comprar um estoque para dois meses, estou muito preocupado, não quero ser contaminado por parasitas extraterrestres.

    1. LOL 😀

    • Betinhofloripa on 24/09/2013 at 12:16
    • Responder

    Por falar em vigarice…um alien foi encontrado…

    http://br.noticias.yahoo.com/blogs/eita/uma-criatura-alien%C3%ADgena-na-terra-n%C3%A3o-apenas-um-200739068.html

    1. 😀

  4. e eu a acreditar pah… julgava que ia viver mais tempo que uma tartaruga… seu vigarista carlos…

    1. 😛

  1. […] de Klerksdorp. Asteroide 2012 GD5. Diagrama da Teoria da Conspiração. Bandoletes Quânticas. Água Quântica. Asas de Elefantes. Mundo Infestado de […]

  2. […] que na próxima semana vão-me entrevistar a mim, se eu disser que tenho uma água milagrosa que cura tudo pela incrível pechincha de 1.000 […]

  3. […] se entende por física quântica. Uma palavra que desde sempre teve grande sucesso neste tipo de discurso alternativo é a palavra “energia”. Seja a palavra por si ou combinada com outra palavra (ex: […]

  4. […] que elas não funcionam, daí, por exemplo, não comprarem eles próprios bandoletes quânticas ou água milagrosa. Além disto, a pseudociência não evolui: as mesmas tretas que eram ditas no milénio passado, em […]

Responder a kevin Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.