Maior estrela conhecida está a morrer

Este é o super-aglomerado estelar Westerlund 1. Crédito: ESO/VPHAS+ Survey/N. Wright

Este é o super-aglomerado estelar Westerlund 1. Crédito: ESO/VPHAS+ Survey/N. Wright

W1-26 é a maior estrela conhecida, cerca de 2 mil vezes maior que o Sol.
É uma supergigante vermelha que, apesar de jovem, está perto do final da sua vida – proximamente veremos uma supernova. As estrelas massivas “explodem” como supernova. Quanto mais massiva for uma estrela, menos tempo de vida tem. W1-26 tem um tempo de vida de alguns milhões de anos, estando já perto da sua “morte” como supernova.

Ao estudarem Westerlund 1, um enorme aglomerado de estrelas que se encontra a cerca de 16.000 anos-luz de distância da Terra, os astrónomos perceberam que uma das suas estrelas, W1-26, tem ao seu redor uma enorme nuvem de gás (hidrogénio).
Isto quer dizer que esta estrela supergigante vermelha está a ejectar material; ou seja, está já instável ao ponto de ter um “envelope externo”.
Esta instabilidade que leva a expelir as suas camadas exteriores, é um dos passos antes de se tornar uma supernova.

Estamos assim a ver uma estrela moribunda, momentos (que demoram milhares de anos) antes de se dar a implosão do núcleo, “matando” a estrela, criando a supernova que “despeja” os elementos pelo Universo.

Leiam em inglês, aqui e aqui.

15 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. e o que me dizem da UY Scuti? em raio pelo que li é maior que a NML Cygni

    1. http://pt.wikipedia.org/wiki/UY_Scuti

      O grande problema destas medições são o grau de incerteza…

      abraço!

  2. eu sei que pode ser muito grande mas VY Canis Majoris é maior ela é 1 bilhão de vezes maior que o sol

    1. Eu nem sei bem o que responder a este comentário…

      1 bilhão de vezes maior???

      Tem que aprender a ler números… porque está visto que gosta de comentar sem conhecimento dos assuntos…

      É que o que você disse é tão absurdo… que a única coisa que retenho é que você não tem noções de astronomia…

        • Luciano Oliveira on 14/04/2015 at 03:58

        Parece que ele se confundiu entre massa e tamanho. Acontece quando alguns ainda estão aprendendo sobre astronomia.

      1. VY Canis Majoris tem entre 10 e 25 vezes mais massa que o Sol.
        Eu não sei qual é a massa desta estrela, mas não deverá diferir muito disto.

        Não me parece que o “1 bilhão de vezes” tivesse a ver com massa 😉

      2. É preciso realmente procurar entender os números antes de ponderar sobre o assunto:
        1 – O 1 bilhão de vezes da VY Canis Majoris, que deve ter lido nalgum lugar, maior que o Sol é em Volume.
        2 – Já a W1-26 é 2.000 vezes maior que o Sol em Diâmetro, isso quer dizer que em volume é 7 bilhões de vezes maior: seguindo a equação matemática do volume da esfera: (4*pi*R³) / 3.
        3 – A VY Canis Majoris tem diâmetro estimado em 1.500 vezes o do Sol, e pela mesma equação seu volume é quase 3,5 bilhões de vezes o do Sol, tendo no entanto ainda apenas metade do volume da W1-26.

        Ambas as estrelas são as chamadas hipergigantes vermelhas, estrelas extremamente expandidas – como estrelas de uma massa solar podem se expandir para gigantes vermelhas até 100 vezes maior em diâmetro, estrelas com massa de 10 sóis podem se expandir pra supergigantes vermelhas, com raio até 1.000 vezes maior. As hipergigantes vermelhas surgem de estrelas ainda maiores, mas muito provavelmente menores que 50 vezes a massa do Sol. O que acontece é que quando a massa é muito grande, não dá tempo pra estrela se expandir agonizante como gigante vermelha, ela vira supernova, ou hipernova, antes disso. Se hipermassivas como Eta Carina, com 100 massas solares, se expandissem dariam gigantes muito maiores que a W1-26, mas entram em colapso antes mesmo desse tipo de processo.
        Devo lembrar que essa explicação é muito superficial, e não leva todos os critérios a serem levantados pra descrever a evolução das estrelas; hipergigantes massivas ou expandidas duram pouco tempo e são relativamente raras, e ainda estão entre os astros mais misteriosos do Universo.

        • Luciano Oliveira on 14/04/2015 at 19:36

        Em termos de TAMANHO, estima-se um raio de 1 800 a 2 100 raios solares para VY Canis Majoris, o que a tornaria a maior estrela conhecida por raio. No entanto, um estudo mais recente a partir de observações diretas estimou um raio de 1 420 ± 120 raios solares.

  3. Gostaria de saber, quando e onde estarão disponiveis as imagens do New Horizons? Principalmente as de Plutão?

    • Ricardo Correia on 24/10/2013 at 10:18
    • Responder

    Por falar de estrelas moribundas… E Betelgeuse?
    Está para breve a supernova? Essa vai ser possível ver a olho nu,não?
    A que distância é que ela está de nós?

    • Atamar Chalub on 23/10/2013 at 03:10
    • Responder

    pensei que a maior estrela fosse WOH G64 ou VV Cephei sem falar da VY Canis Majoris que nunca chegam em um consenso do tamanho dela. dessa ai nunca ouvi falar.

    1. Existe um intervalo de incerteza grande… por isso não se sabe bem 😉

    • Nuno José Almeida on 22/10/2013 at 15:59
    • Responder

    Qual é a janela temporal disto? É que perto não deve ser coisa para este ano 😛

    1. Muitos milhares de anos 😀

  1. […] Estrelas: Nascimento (Lagarta Cósmica, Objectos Herbig-Haro). Mais antiga. HIP 102152. Zircónio. W1-26. Canis Majoris. V838 Monocerotis. Fomalhaut C. Pleiades (aqui). Enxames. 96 novos. Omega Centauri. […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.