Megalodon: o super-tubarão

VMNH_megalodon

Já falei, neste post, sobre os filmes ridículos com tubarões que são transmitidos pelo canal SyFy.

O Canal Discovery decidiu fazer um documentário onde os seus supostos investigadores andam atrás do Megalodon, um tubarão gigante, já extinto, que viveu entre 2 e 30 milhões de anos atrás.
O problema é que era um falso documentário: o tubarão está extinto. A dramatização feita no programa é só para televisão porque obviamente não se passava nada. Mas muita gente acreditou que se tratava de um documentário real…
Notem que até o título do falso documentário afirmava uma mentira: Megalodon: The Monster Shark Lives (Megalodon: o monstruoso tubarão vive). Além de se basearem num suposto acidente que nunca existiu e terem no programa supostos biólogos marinhos que não o são.

Parece-me que, infelizmente, a estratégia do canal Discovery passou por usar a mesma estratégia do canal História: “como os nossos espectadores são ignorantes, vamos promover o sensacionalismo, a especulação e a mentira porque certamente teremos mais audiência”.

42 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Vou deixar aqui o meu relato e, caso queira acreditar tudo bem, caso não queira, para mim não faz diferença.
    Eu e mais alguns amigos fomos pescar no litoral de Santa Catarina (sim, somos deste estado), mais precisamente na divisa com o litoral do Paraná, onde fomos vários quilômetros para dentro do mar, o que levou várias horas. Chegando ao ponto, começamos a pescar. Após algumas horas de pesca fraca avistamos há alguns quilômetros de distância um cardume de baleias que acreditávamos serem da espécie franca e, resolvemos chegar mais próximos à elas para avistá-las mais de perto. Quando chegamos, percebemos que era uma outra espécie de baleias, com a cabeça de forma quadrada e, inclusive esguichava como víamos em desenhos animados. Uma delas deu para ter ideia do tamanho avaliando a cabeça e a cauda e, isso era de aproximadamente uns 20 metros (um ônibus). Outras eram menores, em torno de uns 12 a 14 metros e não sei se eram filhotes ou não.
    A profundidade que estávamos eu não sei descrever, mas, era com certeza muito fundo. Certamente mais de cento e cinquenta metros. Observamos elas e, depois, começamos a retornar para o pesqueiro quando, ainda observando elas a medida que nos afastávamos, eis que uma daquelas baleias, de aproximadamente uns 12 metros foi mordida em sua cauda por um tubarão. Ele era absurdamente grande e, sua nadadeira dorsal era maior do que um homem adulto. Ele mordeu a baleia pela cauda e, pode parecer exagero, mas, ele cortou a cauda fora enquanto ela se debatia e sangrava, depois levou o resto para baixo. Foi uma ação muito rápida.
    Em nenhum momento em que estávamos lá, percebemos a existência de um tubarão ou de qualquer barbatana dorsal a volta das baleias. Nunca vi nada igual. Embora já estivéssemos à uma distância considerável do animal, posso garantir que, com base no tamanho da baleia, a nadadeira dorsal daquele tubarão deveria ter aproximadamente uns 2 metros de altura e, como o visualizamos apenas no dorso, não sei precisar se a cor dele na parte de baixo era a mesma da parte superior que era bastante escura, quase preta. Não tenho qualquer noção para poder dizer quanto ele pesava, mas em relação ao tamanho, posso precisar que aquela baleia que ele pegou, que deveria ter uns 12 metros, dava mais ou menos uns 2/3 (dois terços) de seu tamanho, ou seja, seria este um tubarão de aproximadamente 18 metros de comprimento. Não sei que espécie de tubarão seria essa. Sei que o tubarão branco pode chegar à uns 5 a 6 metros, de comprimento, mas, aquele ali dava seguramente uns três tubarões branco em termos de comprimento.
    Ninguém no barco conseguiu acreditar naquilo que viu, pois, nunca soube da existência de um tubarão daquele tamanho e, principalmente devorador de baleia. Depois de vermos aquilo, ao invés de voltarmos para o pesqueiro, por votação da maioria que estava no barco, voltamos para terra firme. Confesso que tenho receio de voltar a pescar, mesmo porque, aquele exagerado tubarão do filme do Spielberg, que aparentemente era gigantesco, ficou pequeno agora para os meus padrões de tamanho.
    Seria este que avistamos um sobrevivente? Não sei…

    1. O conhecimento, o pensamento crítico, a racionalidade, não depende de se acreditar ou não.
      Daí que logo no início, você diz um disparate….

      De resto, a história é bonita. Há quem acredite que Harry Potter é real também 😉

      abraços

    • Manuel Santos on 08/09/2015 at 23:39
    • Responder

    “Quem encontra? Os cientistas, claro…” (nem sempre!!! O comum ser humano também!!!)

  2. Parabéns pelo artigo. Eu sugiro entrar com um processo coletivo contra a Discovery, pois me sinto um consumidor lesado e enganado por tal emissora. Mostram um documentário (farsa)como sendo real e nos fazem de verdadeiros idiotas. Não pode ficar assim. Temos q tomar uma atitude.

  3. Olá . sabemos que a lenda Megalodon não existe , mas qual seria a probabilidade de encontrar “monstros” em nossos mares ?! Não sei se é usado probabilidade , mas o mar não foi investigado 100% ainda . Deve haver Peixes,Tubarões,Baleias entre outras coisas que ainda não foram descobertas. Esses documentários AP, Discovery ,são histórias muito forçadas , a mesma coisa quando se referem a E.T ,UFOS etc .. Imagens já vimos de centenas de fontes .
    Você teria algum artigo que daria chances de ter ainda em nossos mares e no céu , algo que nos comprove que há , esses exemplos de “mosntros” na água ? Ou algo á respeito a E.T,UFOS que sejam reais ?Tipo alguma foto , vídeo , com ua imagem de algo incomum ex:tubarão “lendário” em tamanho ou algum vídeo de ufos que sejam reais , sem ser estas que nós mesmo podemos fazer em casa . Com toda a certeza temos muito a que aprender, descobrir em nossos mares e em nosso espaço. Abraço

    1. Sobre UFOs, não há nenhum testemunho que permita tirar a conclusão que é uma nave extraterrestre.

      Quanto a monstros gigantes nos mares, é muito raro, mas por vezes encontra-se algo que se pensava estar extinto. Quem encontra? Os cientistas, claro, que são esses que estudam a natureza.
      O exemplo mais famoso (e um dos poucos que existem) é a lula gigante fotografada em 2004:
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Lula-gigante

      abraços!

  4. Gostei muito do artigo, bem escrito e reflrte bem meu sentimento com relação a esse tipo de programa. Mas Carlos, sei que de fato o você tem total autoridade no assunto, entretanto devemos tratar nosso leitor com mais respeito. Ninguém tentou lhe atingir pessoalmente nos comentários, e você sugere a todos que são contrarios a sua opinião que são ignorantes e creem em papai noel. Mas respeito amigo, não importa se o próximoé doutor ou zelador.

    1. Obrigado pelas suas palavras e pelo seu feedback.

      Se as pessoas querem ser respeitadas, têm que primeiro respeitar o local e as pessoas nesse local. Se alguém entrar na sua casa e cuspir para o chão, isso não é respeitar você ou a sua família.

      Da mesma forma, este é um local de ciência e de conhecimento, não das crenças pessoais de cada um. Aqui olha-se para a parte objetiva. Ninguém quer saber de opiniões ou crenças subjetivas (seja de quem fôr; incluindo as minhas não são chamadas para aqui). É indiferente se são doutores ou zeladores.

      Aqui dizemos a verdade dos factos. Se as pessoas não querem saber a verdade, mas preferem acreditar em falsidades, estão no seu direito. Ninguém as obriga a vir cá 😉

      abraços!

  5. Onde encontro o documentário sobre o megalodon
    Queria ver um onde eles criam até uma baleia falsa e jogam restos de peixe etc..

    1. Tambem procuro amigo

  6. Assistir esses dias sobre o Tubarão submarino
    Eles fizeram uma super produção com câmeras de turistas etc..
    Só que após ver o documentário onde eles falavam e tinha as filmagens do ataque do grande tubarão. Eu fiquei em choque e fui atrás no Google sobre esse ataque e não encontrei nada. Pesquisei em vários locais sobre esse ataque e nada. Até que procurei em inglês e achei a grande farsa. Shark Darkness alguém viu esse documentário ele é muito realista porém e falso

  7. Até acredito que possa existir um tubarão maior que o normal por aí…
    Mas não é esse do documentário !!! É uma farsa gigante…

    Megalodon vive ? Não sei.
    Documentário é real ? Não !!!! Pura tosqueira !

  8. Tosco esse documentario do Megalodon.. Tosco !!!!

  9. apenas m ponto,o Megalodon foi extinto a muito,mas se analisarmos com devido cuidado os tubarões tendem com o passar das eras ir a superfice onde caçariam baleias(como teorizado no “documentário”)se tal fato fosse real,sempre veríamos barbatanas gigantes ao nadar com baleias,e tal predador não sobreviveria em águas profundas,já que seu metabolismo prefere águas quentes,espero que os crentes que viram o enfadonho “documentário”tenham aogo em mente:se o megalodon estivesse vivo,porque so agora fariam provas sobre ele?

    • Joice Bernardo on 28/12/2014 at 19:59
    • Responder

    Eu vi parte do documentário e vim aqui só pra confirmar o que já suspeitava (depois dos documentários das sereias, nada mais me surpreende). O que eu mais gostei foi de ler os comentários, kkkkkkkkkk. Incrível como o ser humano acredita em tudo e ainda se agarra a suas crenças de maneira apaixonada. Tomara que lembrem dessa paixão quando forem pra praia! Kkkkkkkkkkk

    • LUCAS NASCIMBENE on 08/10/2014 at 22:13
    • Responder

    massa gostei achei que só eu tinha percebido a mentira!! este canal já foi bom agora viro Histori channel que ate hoje nao sei por que se chama assim!!

  10. Bom, eu estou estudando ele para umas apresentações e no começo eu até estava acreditando que ele poderia existir ainda mas depois de ler e analisar os videls do canal eu cheguei a conclusão da grande mentira, talvez ele ainda exista mas so mudo de opinião ate que me prove o contrário… parabéns pela publicação e acho que essas pessoas que discutem precisam pelo menos de argumentos porque so afirma uma coisa baseada em um canal… leia um pouco mais sobre o animal e a época em que eles viveram e veja o periodo onde ele foi extinto talvez vc tenha mais argumentos.

  11. Assisti ontem esse programa do Megalodon.Foi ridículo,me senti uma otária no final,quando realmente dá para perceber a gigantesca mentira.Ai Discovery,pelo amor,que besta esse programa!

    1. Boa tarde
      O que se passou no dia 5 de Abril de 2013 na Africa do Sul,foi obra do divino espírito santo?
      Também o Celacanto estava extinto e no final anda por ai no mar vermelho .
      Não sei se se trata de um magalodon,pode ser uma espécie evoluída do megalodon de tamanho invulgar.
      Mas fechar os olhos a uma situação que se pode tornar real,não me parece correto.
      Muito existe ainda por descobrir e os animais vão-se adaptando,quando o megalodon existiu ainda o homem não andava na terra,hoje pode ser um problema.
      Vamos pensar que no mar anda algo desconhecido da ciência.

      1. Vamos pensar que no seu cérebro anda um Pai Natal minúsculo a comer-lhe as células cerebrais…

        É verdade que o Pai Natal é falso, tal como é o Megalodon atual, mas, para si, tem lógica imaginar coisas só porque você acha que pode ser verdade… sendo assim, continuemos, e pensemos que o Pai Natal é real e pode andar pelo seu cérebro a comer-lhe as células.
        Afinal, como não se sabe tudo sobre o cérebro, então tem que se abrir essa possibilidade… segundo a sua lógica.

        Ou então, talvez deva aplicar a lógica racional e utilizar um mínimo de inteligência e perceber que se tratava de um FALSO documentário.
        Se quiser ir ainda mais longe, pode até refletir que as suas crenças não obrigam a que o Universo as siga. Mas talvez isso seja demasiado…

        Passe bem.

        P.S.1: o que se passou na África do Sul na data que você referiu foi NADA. Isso foi uma história inventada pelo ATOR que aparece no documentário e que faz de conta que foi testemunha de um evento que NINGUÉM reportou porque nada se passou na altura. Foi inventado para um FALSO documentário. Mas enfim… se o Pai Natal tem comido células cerebrais, é normal que exista dificuldade em compreender as coisas…

        P.S.2: quem descobriu o Celacanto foi a ciência. É só uma “coisinha” que lhe dá tudo na vida. Que é a mesma ciência que lhe diz que o Megalodon está extinto. Mas sabe quem nunca descobre nada? Documentários falsos na televisão e os crentes nessas mentiras – esses são só um atraso para a Humanidade.

  12. Ontem assisti esse documentário super científico (sic) sobre o Megalodon. É tão bizarro que chega a por o espectador em dúvida: como é possível investirem tanto dinheiro em uma megaprodução dessas para contar fatos irreais de maneira científica? Definitivamente Hollywood chegou aos canais que se dizem comprometidos com a verdade e a ciência. E não é nem questão de dizer “o espectador é burro, tem que saber diferenciar o real do irreal, ciência de fraude, notícia de sensacionalismo”. A lógica desse tipo de show midiático é justamente fazer-se passar por real para o leigo, aquele sujeito que não é entendedor de ciência, apenas curioso, que está zapeando e acaba parando no canal achando que verá ciência e verdade. Confesso que o nível de qualidade dos programas desse tipo que enganam as pessoas está altíssimo, pois enganar as pessoas transformou-se em uma indústria, a indústria da mentira que parece verdade. O History Channel é outro que sabe fazer isso muito bem, com seus Tratos Feitos e Alienígenas do Passado. Podemos levar a sério o que é apresentado por esses canais? Bom, ou você aceita tudo o que dizem e aproveita a programação como entretenimento, ou assuma um teor crítico sobre o conteúdo através de análises e investigações. No caso específico do falso documentário sobre o Megalodon, aposto que a grande maioria dos que assistiram acreditaram em tudo aquilo, pois foi construído de maneira muito semelhante à estrutura documental clássica, porém com ingredientes hollywoodianos para dramatizar o tema. Eu, que considero ser uma pessoa crítica e esclarecida, penso que deveria haver uma fiscalização sobre programas desse tipo, que se passam por verdade e que na real são apenas caçadores de audiência. Cada vez mais a programação da TV está produzindo conteúdo a partir da lógica do sensacionalismo e da falsa ciência, o que acaba criando uma cultura de crenças tolas e desnecessárias.

    1. Infelizmente, está-se a tornar uma estratégia demasiado comum 🙁
      http://www.astropt.org/tag/falso-documentario/

      Já viu este?
      http://www.astropt.org/2014/07/03/a-grande-guerra-marciana/

      abraços!

        • Newton on 26/09/2014 at 19:45

        Esse da Guerra Marciana não havia visto ainda. O que mais acho incrível é o investimento que essas empresas fazem para produzir esses programas e para vendê-los como “não-ficção”. Não conseguimos mais saber se o astrônomo na verdade é um ator ou se o cientista político é apenas uma pessoa boa de papo. Pra ter ideia, uma das ‘autoridades’ em assuntos alienígenas do History é um apresentador de rádio americano, não lembro o nome. É tão ‘tudo fake’ que qualquer um pode se transformar em autoridade no assunto.

      1. É o George Noory, do programa Coast to Coast de rádio 😉

        É basicamente um apresentador de talk show… mas de rádio… 😉

  13. Não podemos descartar a possibilidade da existência do Carcharodon Megalodon. Improvável ? sim , impossível ? não. As profundezas do oceano são desconhecidas , sabemos mais do planeta Marte do que nosso oceano ..
    se conhecemos 10% do mar é muito. Alerto a ti p/ não dar 100% de incerteza do mesmo.

    1. Esse comentário serve também para o Pai Natal / Papai Noel.

      Quem fala de possibilidades são os pseudos, os vigaristas.
      Os cientistas e qualquer pessoa com um mínimo de racionalidade, fala em probabilidades. São elas que nos dão as certezas.
      http://www.astropt.org/2012/10/11/possivel-vs-provavel/

  14. Caro Carlos, gostei desse poste sobre o megalodon. Não sou cientista, contudo, quando um amigo descreveu impressionado o programa da Discovery sobre o animal achei incrivel de mais. Por isso vim pesquisar e ver com meus proprios olhos o documentário. Concordo com vc em genero número e grau. Hehehehe. Inclusive os atores são sofríveis, principalmente o que faz o pesquisador.

    O que me deixou impressionado é a desfaçatez de quem criou o documentário. É um desserviço a ciência. Por outro lado concordo com o colega acima que fala de objetivos subliminares e semióticos nesse falso documentário.

  15. acho que você de estar afim é d lucrar com a net. Google AdSense
    botando esses links para a rapaziada clicar.

    1. Mais uma vez, você só prova a sua burrice.

      Se tivesse olhos na cara, percebia que não existem quaisquer anúncios publicitários neste local de ciência.
      Nós damos conhecimento de forma voluntária.
      Não precisavamos fazê-lo, porque temos os nossos trabalhos, somos profissionais, e não precisavamos de perder tempo nestas coisas.
      Mas fazemo-lo, por serviço público.

      Já se percebeu que a você, não lhe interessa o conhecimento. Por isso, tem outros locais onde pode ir partilhar as suas crenças desinformadas.

      Passe bem.

  16. Cara você tem noção de quantos seres não identificados acima de 30 m de largura existe no setor abissal( 4.2 km de profundidade) identificado por micro ondas emitida por radares implantado nas profundezas do oceano pacifico em 1991 “national-geographic/1992”? ( ) sim / ( ) não. para chegar la é que é o problema.
    Me responda uma pergunta: você só gosta ou acredita mesmo em extraterrestre?

    Eu particularmente acredito na ‘existência atual’ do Megalodon.

    1. Cara, você tem noção de que não sabe o que diz?

      Você acreditar no Megalodon é o mesmo que você acreditar no Papai Noel. As suas crenças valem 0.
      A verdade é que esta treta não existe e você só mostra que acredita em qualquer disparate que lhe digam…. mesmo que as pessoas lhe digam que é disparate! (tal como o programa que é um FALSO documentário… é para entreter, mas não para acreditarem)
      O programa dizer-lhe que é FALSO e você mesmo assim acreditar no contrário só porque gosta de acreditar em mentiras… isso é burrice.

  17. ele pode estar vivo sim, no fundo do oceano, onde ninguém pode importuna-lo, é bom ter cuidado quabdo se afirma algo, algumas espécies que eram consideradas extintas estão aparecendo, seria demais se o magalodonte estivesse vivo ainda.

    1. Sim, talvez seja o animal de estimação do Pai Natal / Papai Noel, que é vizinho do SpongeBob.

      Você devia ter cuidado antes de fazer comentários sobre assuntos que desconhece.
      A diferença entre conhecimento e opiniões desinformadas é enorme. E quem fala em “possível” são os vigaristas pseudo.

      Sugiro que leia os nossos artigos, neste local de conhecimento:
      http://www.astropt.org/2012/10/11/possivel-vs-provavel/

      abraços

  18. Nao entendi ele esta vivo ou nn ?
    e eu tbm gostaria de saber algumas teorias de como ele foi extinto

    1. “O tubarão está extinto” <--- não está vivo, já não existe.

        • unirley on 05/09/2014 at 15:19

        existe sim pesquisa o acidente dia 13 de abril 2013 olhei no cana discovery

      1. Leia o artigo antes de comentar….

        O que viu no canal discovery foi um FALSO documentário.

        Se não sabe ver programas na televisão, pelo menos aprenda a ler os textos aqui.

  19. A técnica da “kagufa”. É o que os políticos fazem, encostados pelos investidores. Vão lixando a malta, induzindo o medo e a incapacidade de protesto.
    Há mais de 20 anos, mandei para o ar umas opiniões sobra a nossa entrada na UE, que apontavam para um enredo negativo, porque não há almoços de borla. Suspeito que algumas pessoas de má índole aproveitaram-se do “presságio” e os “tubarões” agarram a oportunidade. Como sabem, não há coincidências.
    Resta saber se estou a pregar-vos uma pêta, se ando a beber água de bateria em vez de whisky ou se há a possibilidade de realmente aproveitarem-se das nossas opiniões quando convém e agirem de má fé.

    1. Sinceramente, não entendi nada do seu comentário…

      O que tem ele a ver com o artigo?

      E o que quer dizer com a frase final?

        • PAULO on 11/11/2013 at 03:44

        De acordo. Sintetizando: Os programas sobre monstros e holocaustos “servem” para assustar e manipular a população, assim como os boatos…
        Existia um programa no canal História, sobre o holocausto, que mostrava um falso profeta (servo do Diabo), que tinha semelhanças físicas com o atual presidente dos E.U.A….Isso era uma manobra psicológica óbvia da oposição ao partido Democrata.
        Destes dois documentários duas situações resultaram:
        Menos votos para o presidente Obama e menos pessoas que vão tomar banho na praia.
        E pronto, acho que exagerei no Whisky!
        Obrigado pelo vosso tempo.
        P.S. O termo “tubarões” é dirigido à “elite” capitalista.

      1. Eu estou em crer que o canal História tem como um dos objectivos a desinformação e estupidificação das pessoas…

        • PAULO on 13/11/2013 at 02:09

        Olá Carlos.
        Alguns dos programas que passaram pelo canal História eram de facto duvidosos. Atualmente não tenho opinião formada porque já não assisto há bastante tempo. Talvez a programação tenha mudado…

  1. […] Fósseis de Humanos Gigantes. Abominável Homem das Neves. Triângulo das Bermudas. Lula gigante. Megalodon. Partos na Lua Cheia. Mitos da Lua Cheia. Grávida de Chimpanzé. Barbies Humanas. Money bag. […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.