Pirâmides em todo o lado…

Porque na antiguidade se construíram pirâmides em várias regiões do mundo?
Qual o significado de se utilizar o mesmo tipo de construção?

Seria uma regra imposta por uma civilização extraterrestre avançada? Seriam os deuses?
É necessário invocar inteligências avançadas desconhecidas?

Não.
Qualquer pessoa – mesmo num nível de desenvolvimento da idade da pedra – entende que a construção piramidal é uma das melhores formas de empilhar pedras, sobretudo se o objectivo é fazer construções altíssimas e se se pretende que a construção dure bastante tempo sem as pedras caírem.

piramides

50 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. É engraçado como alguns homens contemporâneos desmerecem a inteligência dos seus antepassados. Tem muita gente por aí que acha que o conhecimento científico se consegue num piscar de olhos (a fórmula mágica do conhecimento) e esquece que a ciência caminha a passos. Muito se fala dessas grandes construções e se atém a elas alusões falaciosas de ajuda alienígena. O homem sempre construiu e essa capacidade é que diferencia-nos dos outros seres vivos. Portanto, seria bom que dentro de nossas cabeças começássemos a construir um cenário mais lógico e científico das coisas, agindo pela razão ao invés de perdemos nosso precioso poder cerebral com alusões pseudo-científicas.

  2. Mas, Carlos, as pirâmides na província de Gizé, no Egito, estão norteadas para o norte verdadeiro e foram construídas em uma época em que não se conhecia a bússola. Além de, dentro da pirâmide de Quéops, conter informações avançadas para a época, como a distância da Terra até o Sol, criptografada em hieróglifos. Como explicar?

    1. Simples 🙂

      Espero que me prove que todas as pirâmides em Gizé estão direccionadas para o norte “verdadeiro” (qual é o falso?).

      Até os macacos podem fazer bússolas:
      http://www.astropt.org/2014/01/01/bussola/
      Por isso, a informação que deu é errada, ou no mínimo, desvirtua os conhecimento sobre a bússola.

      Quanto às informações avançadas para a época, espero que me prove também. Não com interpretações de websites New Age que nunca estudaram a escrita Egípcia. Mas prove-me isso com fontes credíveis de quem realmente estuda no local o assunto.

      abraços!

        • Pedro on 08/01/2014 at 02:44

        De fato, não lhe posso dar informação baseada em estudos acadêmicos e científicos. Entretanto, com relação ao norte verdadeiro e o norte magnético, o qual esse último, você interpretou “falso”, corresponde a uma inclinação exercida pelo magnetismo da Terra sob a bússola, separando o verdadeiro (ou geográfico) do magnético, grau este que pode variar de localidade no mundo todo.

        Com relação ao estudo da bússola, os macacos só sabem fazê-las porque nós, no séc. XX/XXI, demos um pequeno “empurrãozinho”.

        Das informações avançadas para a época, não lhe posso dizer nada concreto. Somente poderia lhe levar dentro da Pirâmide, para você ver com os próprios olhos, o que é improvável.

        Continue nos estudos. Admiro seu esforço.

        Forte abraço.

        • Pedro on 08/01/2014 at 02:55

        Ah, para verificar realmente se as pirâmides estão norteadas não precisa de recursos avançados. Entre no Google Earth (se isso lhe convencer), digite as coordenadas e veja. 29 58 32.90 N 31 07 50.12 E

        Aproveito para externar votos de elevada estima.

        Feliz 2014!!

      1. Pedro,

        Consegue provar que todas as pirâmides nesse local estão alinhadas pelo norte geográfico da altura?
        (terá que compensar, por exemplo, a Precessão da Terra)

        Quanto à bússola, está-me a dizer que os antigos não conheciam ímans naturais, e não tinham água, agulhas, etc?

        Eu já vi o interior de algumas pirâmides. Não vi nada daquilo que referiu. Verdade seja dita, eu não entendo a linguagem. Mas também por isso é que tínhamos um guia que era professor nessa área. Curiosamente, não referiu qualquer informação avançada para a época. (ou melhor, só podemos interpretar algumas informações como avançadas, se formos como o Daniken, que assume que as civilizações antigas eram burras e ignorantes… o que está muito longe da verdade). 😉

        abraços! 😉

      2. Se as informações que tem são do Google Earth, então nada mais lhe posso dizer senão sugerir que se desloque ao local e faça as medições matemáticas necessárias 🙂

        Pelo Google Earth, até a minha casa está alinhada pelo Norte geográfico. E, já agora, também está alinhada com uma das estrelas no céu 😉

        abraços!

        • Leonardo on 08/01/2014 at 20:48

        Só para complementar o assunto, os egípcios eram excelentes calendaristas e tinham conhecimento preciso da passagem do Sol durante o ano. Apenas isso serviria para nortear geograficamente as pirâmides, não precisando nem de bússola (que mesmo se fosse usada nortearia-as magneticamente). O que não vem ao caso, já que ela foi feita assim para que durante o ano todo o amanhecer bata na entrada da pirâmide e, ao anoitecer, nas costas dela.

        Só para não deixar de dar uma informação matemática, tudo era feito com números construtivos naquela época. Os egípcios não tinham algorítimos matemáticos rebuscados na época das pirâmides, mas só a régua e o compasso. O papiro de Ahmes incluí uma norma que era aplicada na inclinação da pirâmide a partir de sua altura e base desejadas, o SEKED.
        Assim, uma pirâmide que deva ter um lado de base de 360 cúbitos (medida padrão egípcia) e uma altura de 250 cúbitos era calculado como a distância horizontal do centro (180 c.) pela distância vertical (240 c. aproximação para que se caiba uma fração exata de uma medida dentro da outra APENAS com números construtivos) Que resultava em uma inclinação de 5 1/25 palmos/cúbito (1 cúbito = 7 palmos = 28 dedos).

  3. Já vi isso em forma de piada no 9-GAG a meses atrás.
    Cadê créditos?

    1. Eu vi esta imagem, como está, que me mandaram assim via Facebook. Se for do 9Gag, se nos mandar o link, incluímos no post, obviamente, como fazemos às imagens que incluimos aqui.

    • Renato Romão on 11/12/2013 at 15:21
    • Responder

    Boas,

    Bem… Para quem estuda História, compreende perfeitamente este tipo de tendência.
    Esqueçamos as explicações religiosas. Que para o caso nada conta.
    Coloquemos perguntas normais de quem observa este comportamento muito comum.
    Porquê uma pirâmide? Bem… as principais razões matemáticas e as suas funcionalidades já foram aqui explicadas apesar de muito superficiais.
    Agora imaginem-se nos “olhos” daqueles que planeavam a sua construção… Em todos os cantos do mundo existem montanhas e ainda aquelas que “cospem” fogo. O sentimento transmitido pela observação leva-nos a uma certa impotência e insignificância. Esta razão explica também o porquê da dimensão e altura, se ainda transportarmos esta sensação para questões sociais e tribais existentes, este sentimento era incontido no seu povo pelos seus lideres. O seu legado e a diferença entre o líder/s e o seu povo era transmitido desta forma.
    Tudo o que na altura era inexplicável e relevante (dentro da precepção da realidade) poderia levar à construção de monumentos, mais um exemplo deste comportamento é o Stonehenge, um povo agricultor/recolector que necessitava basicamente dos ciclos da natureza. Este povo teve a brilhante ideia de construir um calendário e posteriormente uma zona de culto para poder “agradecer aos deuses” as suas colheitas.

    Esta foi a forma breve de exprimir a ideia. Podia alongar-me muiiiiito mais, mas, não tenho tempo!

    Abraços!

  4. Bem as pirâmide do Egito são um pouco diferente das demais, acredito que as primeiras surgiram lá, pois dá para ver um desenvolvimento gradativo das mais antigas às mais recentes. Elas surgiram no idade do cobre, quando o comercio começou a se intensificar, então elas se espalharam para mesopotâmia, onde adquiriam uma forma mais parecida entre si, como é de se notar nas pirâmides da Mesopotâmia, e México.
    Se não me engano há pirâmides também na Índia, e eu nem sabia que existiam pirâmides assim na Indonésia. Isto colabora para a ideia que eu tenho de que rotas de comercio marítimo foram levando a ideia essa arquitetura cada vez mais longe chegando até a região do México através de correntes oceânicas como a Equatorial ou a Pacifico Norte.
    Inclusive, há uns vasos bem antigos que eram fabricados no Japão que são igualmente encontrados no Equador, chegando lá provavelmente pelas mesmas correntes.
    Acredito que a expansão comercial das idades do cobre e do bronze explicariam esse fenômeno.

    Fontes:
    Bem, não sei dizer as fontes exatas de onde tireis essas ideias, mas se não me engano a ideia do desenvolvimento gradual da pirâmides do Egito, veio dum vídeo do canal Ateu informa do Youtube.
    E a utilização da correntes Oceânica veio provavelmente de algum documentário da BBC. Batendo com o fato de que o homem pode ter chegados as Américas com embarcações que já eram usadas há pelo menos 50 mil anos, como no 5º
    tópico deste artigo:
    http://www.megacurioso.com.br/evolucao/40008-8-fatos-que-voce-ainda-nao-sabia-sobre-a-evolucao-humana.htm

    Correntes Oceânicas:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Giro_Pac%C3%ADfico_Norte

  5. É, como disse o outro ,milhares de anos de mistérios arqueológicos explicado em apenas um post, só que não.

    (…comentário editado…)

    1. Caro Thiago,

      O seu comentário foi editado por razões óbvias: falta de educação.

      De resto, está errado em várias coisas: este post não pretende explicar milhares de anos de mistérios arqueológicos. Mas essa é uma das diferenças entre vigaristas e os cientistas que lhe dão tudo na vida: os cientistas explicam um aspecto, já os vigaristas dão “explicações cura-tudo”.
      Neste caso, qualquer pessoa que entende português compreende que o post é sobre a razão de se verem muitas construções com uma forma, em vez de outras formas. Qualquer criança de 4 anos compreende as vantagens de utilizar esta forma.

      Quanto ao resto do seu comentário mentindo várias vezes sobre a falta de explicação como se faziam diversas construções, recomendo que leia centenas de artigos científicos sobre isso escritos por investigadores que se encontram nos locais. Pode ser surpreendente para si, mas quem estuda os assuntos sabe mais do que os vigaristas que escrevem livros sem sair de casa e mentem dizendo que se eles não sabem como se fez as coisas então é porque ninguém sabe.
      Além disso, recomendo que vá aos locais e leve 100 amigos seus. Rapidamente perceberá como os blocos foram transportados.
      http://www.astropt.org/2012/10/06/desmistificar-os-extraterrestres-do-passado/

      Passe bem.

    • Ricardo Silva on 08/12/2013 at 19:54
    • Responder

    Impressionante a linha que forma o cinturão de Orion, em outras fotografias também sugeridas por colegas de profissão tão conceituado quanto, fazem a mesma analogia onde fotografias mostra não só os três pontos piramidais, quanto a conspiração de as ” 3 Marias” tenham alguma relação no que tange a marcação de pontos, assim como fazemos no mar para coordenação geográfica… Quem colocou essas pedras lá e como? Que tecnologia ou que animal subiu lá no topo para colocar a ultima?

    Abraços!

    1. E no entanto, qualquer pessoa com dois olhos percebe que a configuração das 3 estrelas do Cinturão de Orion é diferente em relação à posição das 3 pirâmides.
      Recomendo que olhe para essa configuração em vez de se deixar vigarizar por quem lhe diz que é uma “linha recta”.

      abraços

  6. Nunca havia analisado tal ponto com tanto ceticismo, mais realmente sua explicação sobre esse “inconsciente coletivo” que utilizamos de diversas partes do mundo simultaneamente torna as coisas simples porém vagas.

    Ok… mesmo sendo uma atitude automática, não explica porque tal arquitetura era tão precisa e exata! E vale a pena lembrar que Egípcios registravam seus métodos e dados em suas paredes, pilastras e teto… nada deixou de ser documentado. (Y)

    1. Nem era precisa nem exacta.
      Recomendo que estude as mais de 100 pirâmides descobertas no Egipto e rapidamente deixa de as considerar exactas e precisas.

      abraços

  7. eu não sei a resposta para uma pergunta q parece dificil e eu não conseguiria solucionar, então obviamente a resposta deve ser seres superiores (já que já me deram essa resposta e parece mais facil do q eu ir carregar pedras de varias toneladas)

    1. Olá meu caro que usou meu nome. Não tenho certeza das coisas, pelo contrário, eu tenho dúvidas. Mas se for usar meu nome novamente, por favor, comece com letra maiúscula o texto e nomes próprios.

      Gosto de História e de conspirações. Mas obviamente que verdades não são absolutas e vou sempre de acordo com a ciência. Aliens ou não, pessoas ou não. Explicações em volta disso ainda tem falha. Melhor todos ficarmos calados e deixar que a ciência trabalhe para nos explicar mais com o tempo.

      1. Como lhe disse num comentário anterior, nós já sabemos as explicações.
        A ciência não precisa de mais tempo, porque as coisas já estão explicadas.

        • Jonas on 09/12/2013 at 04:29

        Lennon,

        se muitas verdades encontradas pela ciência sobre energia, elétrons, eletromagnetismo, luz, materiais, características de materiais, eletrônica, eletricidade, matéria, lógica binária não fossem conhecidas e incontestáveis, você não estaria usando um computador, porque ele não funcionaria.

        Tudo que funciona tão bem que você nem se dá conta de se perguntar como funciona, porque usa-os naturalmente, é porque existem muitas verdades conhecidas.

        A Terra orbita o Sol, por exemplo, é uma verdade incontestável.

  8. É fácil comprovar isso… Quem já reformou casa sabe disso. Compre areia e jogue de cima de um caminhão, aleatoriamente, com pás, para formar um monte. Que formato a construção terá ao final, quando estabilizada? Lembrará vagamente uma…. pirâmide???? rs.

    • Luiz Otavio Nogueira da Silva on 05/12/2013 at 03:10
    • Responder

    Prezado Carlos: Parabens pelo texto conciso, claro e que define exatamente o fato da inexistência de mistério ou outras explicações “transcendentais” para construções de pedra, até outras podem ter sido feitas, mas por nao serem tao estaveis como a formação piramidal, quem sabe, há muito ruiram.
    Mas o mais dificil é afastar o pensamento mistico-religioso do ser humano, que sempre buscará o uso de explicações sobrenaturais, religiosas ou ” astronautica” para as “coisas” terrenas, sempre abandonando qualquer evidencia racionaal, pela expectativa de seres superiores a nos dar origem e conduzir.

    1. Obrigado 😉

      Só para complementar o seu comentário: no próprio Egipto, em que existem mais de 100 pirâmides descobertas, algumas delas ruíram, outras foram mal feitas, etc. Ao ver todas as pirâmides entende-se que os antigos Egipcios andaram alguns séculos a aprender como fazer.

      abraços

  9. Em minha opinião, a tese dos antigos astronautas é mais cabível. A construção de pirâmides em vários pontos do planeta não é só coincidência ou, talvez, o fato de ser mais fácil de se sustentar já que são muito grandes esses monumentos. Mas cerca sim um mistério não só por fora, mas por dentro das pirâmides. Temos como exemplo a ilha da páscoa, que as estátuas além de serem estupidamente pesadas, são escupidas com uma distância de 20km do local onde são depositadas. Mas voltando às pirâmides e história dos egípcios, que certamente não se passa despercebida sua medicina e seus métodos de construção. Hoje me dia seria difícil construirmos algo tão preciso quanto as pirâmides. Sem contar que as pirâmides ao redor do mundo, como a dos mas, egípcios e outros, são três pirâmides imitando o cinturão de orion.

    1. Astronautas antigos é uma seita religiosa. Não tem qualquer cabimento.

      Por dentro das pirâmides não existe qualquer mistério.

      Está perfeitamente explicado o método de como as estátuas da ilha da Páscoa eram transportadas. Eles deixaram as explicações para nós. Se você quer ignorar como eles fizeram, isso é já a sua crença a sobrepôr-se à realidade.

      Métodos de construção dos egipcíos estão compreendidos.
      Quanto à sua medicina, desconheço do que fala.

      Quanto ao alinhamento com estrelas já respondi num comentário em cima: até a sua casa está alinhada com estrelas. Esse é um argumento baseado na ignorância astronómica.

      Recomendo:
      http://www.astropt.org/2011/12/13/extraterrestres-antigos/
      http://www.astropt.org/2012/10/06/desmistificar-os-extraterrestres-do-passado/
      http://www.astropt.org/2013/09/20/akhenaton-e-o-mestre-da-levitacao-capilar-parte-i/

      abraços

        • Everson N. on 09/12/2013 at 01:56

        Métodos de construção dos egípcios estão compreendidos.

        Teorias não são respostas. Peço-lhe um nome de um Egiptólogo que diga com certeza a forma que foram construídas as piramides. E a precisão topográfica? Poxa. Desvio de 2,5 mm. A mais fora de plumo é a de Saqqara com erro topográfico de 4,1 mm. Para se ter uma ideia, o pentágono tem um erro de topografia de 4,3 mm. Na época, nem sequer existia a famosa mangueira de nível para acertar a topografia do terreno. Meu ramo é construção civil. Trabalho a 19 anos nessa área. Sou formado em Engenharia Civil pelo Instituto Tecnológico de Aeronáltica, Fiz Pós Graduação na Columbia University. Me especializei em fundações de construções. E mesmo assim, com conhecimento que possuo hoje, com as 3 viagens que eu fiz ao Egito a turismo , conhecendo as piramides, vendo como elas são de perto; e com recursos a escolha, eu não conseguiria reconstruir as piramides de Gizé.
        Posso lhe citar nomes de mais de 20 engenheiros civis altamente graduados, e eles dirão a mesma coisa: não sei por onde começar.

        Arqueologia e engenharia civil não anda exatamente lado a lado. Göbekli Tepe é a prova. Qualquer estudante de engenharia civil ri quando arqueólogos explicam como foi construído as ruínas do dito templo.

        • Cold Zeiss on 09/12/2013 at 02:06

        Só p constar, Everson N. é meu tio. ^^ Estava conectado na minha conta então quando ele viu ja era tarde.
        Mas só completando. a medicina egipcia era bem avançada p epoca. Uma mumia encontrada tinha uma marca cicatrizada d retirada de osso craniano. Se estava cicatrizada, obviamente o individuo não morreu. Mortos não cicatrizao.
        Tambem nao era perfuração. Foi retirado um pedaço do seu cranio de tamnho 2cm x 3cm (sabe-se la por que), e depois recolocado novamente.

      1. O seu comentário é bastante estranho…

        Diz que é engenheiro civil que já fez 3 viagens ao Egipto, mas pelos vistos esquece-se que existem mais de 100 pirâmides no Egipto, esquece-se que eles aprimoraram as técnicas durante centenas de anos, esquece-se que algumas pirâmides caíram, esquece-se que olhando para todas as pirâmides se vê a evolução de conhecimento deles, esquece-se que vocês usam medidas “mágicas” de precisão para generalizarem sem sentido… enfim, esquece-se de uma data de coisas.

        Já agora, se você é engenheiro e não sabe por onde começar, deixe-me que o ajude: pela primeira pedra.
        Mas não se fique pela minha ajuda: peça a uma criança de 4 anos para construir uma piramide com legos. Pergunte-lhe por onde começa.

        abraços

      2. Quanto ao seu comentário sobre medicina, percebe-se que não é médico nem arqueólogo, mas deixa-se levar pelas tretas que lhe dizem. Sugiro que quando estiver doente, se trate somente com a “medicina avançada” dos egipcios da altura.

        abraços

        • Jeff on 10/12/2013 at 16:51

        O procedimento de retirada de um pedaço do crânio chama-se Trepanação, e consiste em abrir um buraco no crânio de uma pessoa para aliviar sintomas como aumento da pressão cranial. Ele é feito ainda hoje como medida de emergência para alívio de dor, mas não é usado como tratamento. Muitas vezes o pedaço removido era adicionado novamente, a rachadura resultante já sendo suficiente para vazão da pressão que se queria combater.

        O grande problema é que todo mundo acha, não sei porque, que as civilizações antigas eram absurdamente toscas, no nível de “sem-tecnologia”. Eles não eram sem-tecnologia, eles tinham sim outros meios de se resolver. Alguns conceitos que temos hoje, que achamos avançadíssimos, são na verdade antiquíssimos e existiam nessa época. Alguém comentou ali em cima “é alienígena pq construíram estátuas pesadíssimas a 20km do local onde foram depositadas”. Mover grandes cargas foi uma das primeiras coisas que a humanidade inventou, a invenção chamava-se “roda”. Troncos eram usados para rolar coisas, uma carga rolada sobre uma roda pesa até 10x menos do que uma arrastada… uma estátua de 20 toneladas pesaria 2 toneladas se arrastada; 40 pessoas puxando com cordas estariam fazendo o esforço equivalente a você arrastar um peso de 50kg atrás de você… trabalhoso, mas bem possível.

        Enfim, falta muito estudo pras pessoas. Tem gente que quer acreditar, e fica cega para os fatos. Existe muitos outros mistérios na humanidade mas a construção das pirâmides não é um deles.

        • Sapo on 08/01/2014 at 01:15

        Cold zeiss acho que é melhor reveres as aulas de hidraulica…. não existia mangueira mas existia agua… ainda estamos no planeta terra certo? a pressão atmosferica não mudou pois não? então é só arranjar qualquer coisa para que a agua passe e tens o nivel feito…. não é preciso tecnologia alien para isso.

        • Andrei Barros on 08/01/2014 at 02:32

        ainda acho estranho o Everson nao comentar que ate o proprio solo sede, ou melhor afunda com o peso, deslocando varios pontos diferentes da edificação.
        uma pedrinha com um barbante pro prumo, assim como derramar agua sobre alguma superficie serve para auxiliar a lapidar e nivelar onde ela empossa e onde ela escorre, etc.
        crer que edificações deste tipo tinham o objetivo simbolico religioso de se alcançar aos ceus é infundada, se o fosse seriam dispostas todas em picos, montanhas e no topo dos vales, onde na realidade a maioria nao estão.
        uma estrutura simples, facil de ser construida, tinha como objetivos, se tratando de altura, refletir vaidade de quem as construiu , importancia sobre as demais estruturas e servir de marco referencial na propria historia destas civilizações.

      3. Só para complementar o seu comentário:

        ” refletir vaidade de quem as construiu , importancia sobre as demais estruturas e servir de marco referencial na propria historia destas civilizações.”

        E conseguiu. Esses faraós tiveram 100% de sucesso.
        Afinal, milhares de anos depois de morrerem, ainda hoje essas estruturas se mantém, e muitos humanos ainda pensam agora neles como “deuses”, “com conhecimentos extraterrestres”.
        Por isso, objectivo atingido 😉

  10. Eu já escutei falar que oq fica dentro de uma pirâmide envelhece menos.

    E tem pessoas que dormem dentro de pirâmides.. (do tamanho de uma cama).

    Nunca vi alguma lógica nessa afirmação..

    • Marcelo do Nascimento on 05/12/2013 at 01:30
    • Responder

    Há !!! Isso faz todo o sentido do mundo agora, vários continentes, alguns separados pelo Mar conseguiram não só cortar pedras perfeitamente em muitos casos, semelhantes em forma (e em algumas “histórias”), e ainda por cima usando de cálculos só descobertos muito tempo depois (PI) e tudo com nada relatado sobre a forma de como construirão, tipo, há tá hoje vamos levantar unas pedras peguem aquelas de lá da quela montanha a 500K ou mais e tragam para essa outra aqui, lembrem de passar pelo rio sem riscar as pedras viu !!!! são apenas algumas toneladas, coisa fácil (até pra hoje em dia é fácil levantar um prédio não é mesmo ??!!! então vamos lá !!!!!!

    Ao meu ver a explicação bla bla bla

    Porque não leva e consideração as semelhanças entre tais como até a foto do post mostra, entre tantos e tantos outros poréns !!!!

    1. Se der legos a crianças de todo o mundo e lhes pedir para fazerem um edificio alto que dure, vê que sem se conhecerem nem falarem umas com as outras, estando cada uma a milhares de kms de distancia, a maioria vai utilizar a forma piramidal.

      Se calhar, em vez de ver mistérios em todo o lado, deveria tentar compreender melhor os assuntos.

      abraços

        • thiago on 09/12/2013 at 19:48

        Carlos Oliveira, no exemplo citado no qual vc diz que as crianças usam o esquema piramidal para criar suas edificações em brinquedo, muitas delas só aprendem o formato de construção piramidal após várias tentativas, será que foi da mesma forma com esses povos?

      1. Sim, foi 😉

        A prova está nas piramides iniciais que caíram e outras que ficaram “tombadas”.

        abraços

    • Osmar Cesar Iires on 05/12/2013 at 00:47
    • Responder

    Sempre achei interessante, que civilizações diferentes, ainda mais, em locos distantes um do outro,tenham sido construídas
    as pirâmides para cerimoniais religiosos, isto mostra que era uma tendência na evolução histórica dessas civilizações, mas o porquê é um mistério.que precisa ser estudado.
    É um bom motivo para esquentar o papo. abraços

    1. O porquê, está explicado no texto acima.

        • Peixe novo on 08/01/2014 at 01:05

        “Explicado”

      1. Caro anónimo, gosta de perder tempo com copy-paste das palavras?

  11. Verdade, a minha Margarida com apenas 3 anos de vivencia as sabe construir, mas, orienta-las para os astros e assim evocar “seres” superiores!!!!!????

    1. Tudo que existe na Terra está orientado para os astros. Mesmo a sua casa… mesmo as construções da Margarida 😉
      É que pode unir uma linha entre a ponta do cimo da casa/piramide ao céu, que se vai sempre encontrar uma estrela qualquer… 😉

      Por outro lado, já se invocava “seres superiores” dezenas de milhares de anos antes de se construir pirâmides (mesmo aquelas feitas com palha) 😉
      É que mal se via chuva ou trovoada, pensava-se que os “deuses” estavam zangados ou a chorar. Afinal, era isso que se via nos humanos: barulhão quando estavam zangados e água a cair dos olhos quando choravam.

      abraços!

        • Luiz Otavio Nogueira on 05/12/2013 at 03:08

        Prezado Carlos: Parabens pelo texto conciso, claro e que define exatamente o fato da inexistência de mistério ou outras explicações “transcendentais” para construções de pedra, até outras podem ter sido feitas, mas por nao serem tao estaveis como a formação piramidal, quem sabe, há muito ruiram.
        Mas o mais dificil é afastar o pensamento mistico-religioso do ser humano, que sempre buscará o uso de explicações sobrenaturais, religiosas ou ” astronautica” para as “coisas” terrenas, sempre abandonando qualquer evidencia racionaal, pela expectativa de seres superiores a nos dar origem e conduzir.

      1. Obrigado.

        Só para complementar o seu comentário: no próprio Egipto, em que existem mais de 100 pirâmides descobertas, algumas delas ruíram, outras foram mal feitas, etc. Ao ver todas as pirâmides entende-se que os antigos Egipcios andaram alguns séculos a aprender como fazer.

        abraços

    2. Complementando

      “Por que pirâmides?”

      http://www.cimentoeareia.com.br/piramides.htm

  1. […] das Crenças Pseudo. Portas do Céu. Weekly World News: Pirâmides de cristal no fundo do mar. Pirâmides em todo o lado. Múmia Extraterrestre. Esferas de Klerksdorp. Asteroide 2012 GD5. Diagrama da Teoria da […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.