Farscape

Crédito: deviantart

Crédito: deviantart

John Crichton é um astronauta americano. Quando fazia um teste de um veículo no espaço, chamado Farscape, acidentalmente entra num buraco negro (e posterior buraco de verme) e vai ter a uma parte muito distante no Universo. Nesse local, é recebido por um grupo de fugitivos que estão fartos de políticos corruptos e de facções militares. Este grupo vive dentro da nave Moya, que é uma criatura cósmica.

Vi vários episódios esporádicos desta série, e no geral não me despertaram interesse.
Os supostos extraterrestres eram claramente humanóides sem imaginação, a história era bastante confusa, e o enredo pareceu-me desinteressante.
De todos os episódios que vi, só dois me despertaram alguma atenção: no episódio Kansas, a tripulação entra num buraco negro e “sai” na Terra uns anos antes (em 1985, antes do desastre do vaivém espacial Challenger em 1986) tendo que fazer por não alterar os acontecimentos; no episódio A Constellation of Doubt, Crichton vê na televisão um documentário super-interessante sobre a forma como os humanos interpretaram cada um dos extraterrestres (normalmente, com muita desconfiança e paranóia) – já os extraterrestres avaliam que a Terra é um “planeta retrógrado cheio de idiotas xenófobos e supersticiosos, com conversas tontas e simplistas”.


farscape.4×17.a_constellation_of_doubt… por luna18p

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Eu estou assistindo todas as temporadas, e achei interessante a premissa. Estar em um território inexplorado, questionando se compensa voltar pra Terra e confirmar que existe vida alienígena inteligente e perigosa.

  2. Vi a série toda, e sinceramente gostei, mas dentro do estilo aventura/comédia (os Aliens são mais parecidos com o universo Star Wars…). Nada de grandes filosofias… Série divertida, e a história até é consistente, dentro do tipo enredo que foi escolhido.
    Recordo-me desse episódio, aliás não foi o único que explorou essa temática…

    Abraços

  3. Eu vi alguns episódios dessa série por curiosidade. Não fiz juízo com dois ou três episódios, Achei a série “medíocre”, para não dizer “má”. Quanto a viajar no tempo por um buraco negro, está na hora de voltarmos há década de noventa e tomar medidas para evitar o peditório da troika.
    É melhor passar o tempo a visionar o “Gravity” , “Elysium”, “Europa Report” ou para sair da rotina da ficção cientifica o “Night train to Lisbon” que considero bastante interessante e informativo.

    Festas felizes para todos.
    Bem haja.

    1. Gostei do seu comentário

      Também prefiro que exploremos as possibilidades mais reais, mesmo em se tratando de ficção científica.

      Uma exessão é para o seriado Jornada nas Estrelas, que apesar das impossibilidades tecnológicas, tinha um enredo bastante inteligente onde a moral era um tema bastante presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.