Kepler confirma a descoberta de mais 715 planetas extrasolares!

827531

A equipa responsável pelo Telescópio Espacial Kepler anunciou a descoberta de mais 715 exoplanetas!
De uma só vez, o número de exoplanetas conhecidos quase que duplicou!

exoplanetdiscoverieshistogram

A confirmação destes planetas extrasolares foi feita através de um novo método, uma técnica estatística (probabilidades) chamada “verificação por multiplicidade”, que analisa sistemas planetários (grupo de planetas em órbita de uma estrela), em vez de análises a planetas individualmente.

Estes 715 planetas foram descobertos a orbitar 305 estrelas.

knownexoplanets

Algumas características interessantes dos novos planetas descobertos agora:

– os sistemas planetários agora descobertos são, na sua maioria, mais concentrados que o nosso Sistema Solar, com grande parte dos planetas mais próximos da sua estrela que Vénus está do Sol.

– as super-Terras são comuns por toda a Galáxia: planetas pequenos, pouco massivos, e um pouco maiores (duas a três vezes) que a Terra.

– 4 desses planetas pouco maiores que a Terra estão na zona habitável da sua estrela – na região orbital onde podem ter condições para ter água à superfície.

– o planeta mais interessante será Kepler-296f. A sua estrela-mãe tem metade do tamanho e somente 5% do brilho do Sol. O planeta tem o dobro do tamanho da Terra e está na zona habitável da sua estrela. Poderá ser um planeta gasoso ou um planeta rochoso com um enorme oceano à superfície (poderá ser um mundo de água).

6 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Que legal!

    Acredito que a descobertas de planetas se acelere cada vez mais.
    Até que algum dia logo seja totalmente automatizada e nem mais teremos saber do número atual de planetas descobertos.
    E isto aumenta muito a possibilidade de encontrarmos vizinhos inteligentes por ae.

    Outra coisa que queria dizer é que a proposta de classificação unificada que criei a pouco tempo, parece ser bem apropriada pra se agrupar informações destes planetas e cada vez mais isso parece ser contatado.
    Não acham?

    Lembrando que atualmente ela contem características de Massa e volume numa só “palavra”
    e estou em vias de incluir dados de calor, mas me faltam informações pra completar.
    Penso em colocar como limite máximo de calor o equivalente ao encontrado numa supernova, mas não sei esta informação.

    1. “Acredito que a descobertas de planetas se acelere cada vez mais.
      Até que algum dia logo seja totalmente automatizada e nem mais teremos saber do número atual de planetas descobertos.”

      Totalmente de acordo 😉

      “E isto aumenta muito a possibilidade de encontrarmos vizinhos inteligentes por ae.”

      Completamente em desacordo 😛
      Inteligência é um conceito antropocêntrico 😉

      Quanto à sua classificação, sendo sincero, ainda não compreendi/estudei bem, por isso não posso fazer uma avaliação consentânea 😉
      O limite máximo de calor… seria no “momento” do Big Bang… penso eu 😀

      abraços!

      1. Concordo quando fala que o maior calor possível seria o atingido num bigbang.
        mas nunca encontraremos um bigbang nas nossas observações do espaço então decidi não contar com ele.

        O segundo posto em termos de calor seria o de uma super-nova.

        Apesar de que há pelo menos um evento de super-nova tão forte que forte que só poderia ser explicado por uma explosão de buraco negro.
        Mas seria um evento tão desconhecido que não da pra contar também.

        Então Carlos, qual seria a temperatura de uma SuperNova?

      2. Tive que procurar 😉

        http://wiki.answers.com/Q/What_is_the_temperature_of_hypernova?#slide=2

        abraços!

  2. Vamos saber agora se ele tem alguma lua não é?

    1. As exoluas são, para já, muito mais difíceis de detetar que exoplanetas 😉

  1. […] Galáxia. Planetas em Enxame Estelar. Estrelas como o Sol têm planetas. Mais 10 + 18 + 41 + 50 + 715. Kepler (características). WASP. HATnet. QES. TRAPPIST. Projectos. Hot Jupiters. Terrestres. […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.