História da Civilização

history

Na História da Civilização, Tyson refere que somos todos descendentes de astrónomos. A nossa sobrevivência dependeu de entendermos os padrões celestes e a sua correlação com alguns eventos terrestres. E há cerca de 10.000 anos, os nossos antepassados aprenderam a adaptar o ambiente, a domesticar os animais, a utilizar as plantas, a cultivar a terra, etc. Isto foi uma tremenda mudança. Pela primeira vez na história, tínhamos mais coisas do que aquelas que conseguíamos carregar. Tinha que existir um inventário. Por isso, há 6.000 anos, inventamos a escrita. A escrita permitiu-nos mais do que aquilo que imaginamos: permitiu que os nossos pensamentos pudessem ser transmitidos no tempo. Conquistamos a imortalidade.

1 comentário

2 pings

    • Renato Romão on 02/04/2014 at 20:15
    • Responder

    Acrescento apenas, que todos os monumentos criados a partir da época “Neolítico Tardio”, são o resultado das observações dos astrónomos que precisavam de evoluir, criando um calendário em pedra e de grandes dimensões (para representar o máximo possível o céu). Depois, vieram os primeiros religiosos e criaram os seus altares de culto. Enfim… Como o Stonehenge e o seu altar, criado muito depois da colocação em círculos das “pedras”.
    A religião desvirtuou a/s verdadeira/s função/ões dos “monumentos”!

    Isto é História e Conhecimento. Primeiro vieram os agricultores e depois os astrónomos. Os dois complementaram-se de tal forma, que evoluímos até aos dias de hoje, muito “graças” a eles.

    Abraços.

  1. […] Sendo o Big Bang às 0h00m de dia 1 de Janeiro e o tempo Agora ser a 24h00m de 31 de Dezembro, toda a história humana documentada (escrita) passou-se nos últimos 14 segundos… O episódio termina com Tyson a contar um […]

  2. […] Sendo o Big Bang às 0h00m de dia 1 de Janeiro e o tempo Agora ser a 24h00m de 31 de Dezembro, toda a história humana documentada (escrita) passou-se nos últimos 14 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.