Descobertos dois novos potenciais planetas anões na Cintura de Kuiper

cintura_kuiper_artRepresentação artística de um objecto da Cintura de Kuiper.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/T. Pyle (SSC).

Na semana passada, os astrónomos Scott Sheppard e Chadwick Trujillo anunciaram a descoberta de 2012 VP113, um potencial planeta anão numa órbita longínqua situada no limite interior da nuvem de Oort. Poucos dias depois, a mesma equipa deu a conhecer dois novos corpos ainda maiores, em órbitas exteriores à órbita de Neptuno, elevando assim para três o número de potenciais planetas anões recentemente identificados nas regiões mais remotas do Sistema Solar.

Os dois novos objectos receberam as designações provisórias de 2013 FY27 e 2013 FZ27, e foram identificados em imagens obtidas pela nova Câmara de Energia Escura (DECam) do Observatório Inter-Americano de Cerro Tololo, no Chile, a mesma câmara que permitiu a descoberta de 2012 VP113. 2013 FZ27 encontra-se, neste momento, a cerca de 50 UA de distância do Sol, e tem aproximadamente 600 quilómetros de diâmetro, pelo que é certamente massivo o suficiente para assumir uma forma esférica sob a influência da sua própria gravidade – um dos critérios de definição dos planetas anões. 2013 FY27 tem um diâmetro aproximado de 1000 quilómetros, e foi descoberto a cerca de 80 UA de distância do Sol. Os dois objectos são membros do disco disperso, com períodos orbitais muito próximos de ressonâncias 2:5 e 1:3 com Neptuno, respectivamente.

A descoberta destes três objectos em locais tão remotos do Sistema Solar só foi possível devido à extrema sensibilidade da DECam. Desenhada para detectar a luz fraca de milhões de galáxias distantes, a DECam tem como missão principal desvendar a natureza da energia negra – a misteriosa força responsável pela contínua aceleração da expansão do Universo. Em actividade desde Setembro de 2012, a câmara reuniu já centenas de gigabytes de dados, que estão a ser escrutinados por Sheppard e Trujillo na busca de objectos de brilho muito débil em órbitas situadas nos confins do Sistema Solar.

“É por isso que estamos a encontrar muitos destes objectos, ainda que tenham um brilho fraco”, disse à New Scientist Scott Sheppard. “Esperamos ter no futuro muito mais descobertas.”

6 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Samuel Junior on 07/04/2014 at 20:03
    • Responder

    Nibiru está escondido, ele é tímido. rsrs

  1. hahahaha agora sim vão achar Nibiru 🙂

  2. Nossa… haja nomes para tantos, hehe.
    Posso mandar sugestões de divindades indígenas tupis-guaranis (Brasil)?

    Tupã (o manda-chuva, do trovão), Tainacam (deusa das constelações), Anhagá (o coisa-ruim, o Plutão/Hades dos índios), Nhará (que precede a época do inverno, perfeito pra um gélido TNO), Abeguar (divindade do vôo), Aruanã (a alegria), Alamoa (as tempestades), Yara (os rios). 🙂

    Falando sério agora, é grande o número de planetas-anões no Sistema Solar – talvez serão abundantes também nas galáxia. Certamente esses dois novos tem massa suficiente para serem esféricos, Vesta não o é por pouco. A massa presumida do Cinturão Kuíper é 1/10 da Terrestre (para efeito de comparação, a massa da Lua é apenas 1/80 da terrestre, e ela é 5 vezes mais massiva que Plutão), ainda tem matéria suficiente pra muito planeta anão, hehe.
    Isso que nem considerei a Nuvem de Oort, que teria massa maior – seria exagero pensar num sistema solar com centenas a milhares de planetas anões? (…)

    1. Centenas de milhares é muita coisa… 😛

      Mas tendo em conta que existem mais de uma centena de luas… provavelmente teremos mais de um milhar desses pedregulhos lá longe 🙂

      Mas claro, isto é especulação. Pode você estar certo. Posso eu estar certo. Podemos estar ambos errados 😀 ehehehe 😀

      1. Na verdade falei centenas a milhares, um número entre centenas e alguns poucos milhares, centenas de milhares acho que seria muito também :), mas não descarto, hehe abraços

      2. ahhh li mal !!!! 🙂

  1. […] – Trans-Neptunianos: Eris. Haumea. Makemake. Orcus. 2007 OR10. 2002 UX25. 2012 VP113. 2013 FY27 e 2013 FZ27. 3 novos planetas-anões. Tique, Tyche, Planeta X. Plutão: características, não-planeta, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.