Abreiro, em Mirandela, nunca mais será o mesmo. Um objeto vindo do céu caiu no quintal do Pikinhas.

foto oficial 01_poeq

Foi um dia que ficará na memória, para sempre, dos alunos de Braga e dos “fregueses” de Abreiro.

A Escola D. Maria II, para festejar as suas bodas de ouro, decidiu lançar a sua mascote para a estratosfera. A boneca foi vestida de “astronauta” pela professora Cidália Freitas.

Aos alunos, professores e funcionários foi pedido que mandassem mensagens dentro da cápsula. E assim foi…

A expectativa era muita. O tempo decidiu não ajudar. No entanto o lançamento não podia ser adiado. O Clube de Astronomia da Escola, coordenado pelo professor João Vieira, planeou o lançamento.
O projeto “Balua”, sediado no Instituto Superior Técnico, concretizou o lançamento para a estratosfera com extraordinário sucesso.

Para todos os presentes o momento de largada,  vivido às 14:36 minutos, ficará registado na sua memória para sempre.

Depois foi correr atrás da cápsula até ao local previsto de queda por computador (um raio de 15km algures na fronteira de Alijó e Mirandela). Foram precisas mais de 2 horas e 30 minutos de correria.

Quando chegamos a Abreiro já o senhor Pikinhas (João Abel Vaz) já tinha feito a recuperação do equipamento (ou melhor da potencial bomba que aterrou na sua horta). O local de queda da cápsula foi quase exato à previsão inicial.

Logo à chegada se percebeu que a aldeia estava em alvoroço. Dia 4 de Abril será um dia para recordar para sempre. Ninguém falava de outra coisa. Um objeto, que caiu do céu, quase atingiu o senhor Pikinhas na sua horta enquanto plantava umas coisas – “Aquilo caiu e fez um estrondo. Ainda por cima estava a apitar e parecia ser uma bomba. Corri para chamar um amigo que percebe destas coisas de eletrónica. Ele veio ter comigo. Depois lê-mos a mensagem que tinha o número de telefone e corremos para ligar. Estávamos a caminho do café e vocês chegaram”.

A cápsula atingiu a estratosfera cerca da 15 horas e 40 minutos tendo atingido a horta do senhor João Vaz às 16 horas e 30 minutos.

A mascote da “Dona Maria II – a Educadora” foi recuperada pelos lançadores e com ela as mensagens que vão agora ser devolvidas aos autores.

A todos os que participaram diretamente ou indiretamente no projeto um especial obrigado

vlcsnap-2014-04-05-15h03m44s158 vlcsnap-2014-04-05-15h05m18s109 vlcsnap-2014-04-05-15h06m06s24

2 comentários

  1. Por que não colocarao um paraquedas? mesmo que fosse de sacola de lixo iria desacelerar consideravelmente ou gastarao todo o dinheiro com tinta para ficar “bonitinho” podiao ter colorido o balão ! isso quase custou uma vida pela avareza de não colocar uma sacola de lixo ! moral da história se for faser algo fassa direito

    • Armanda e João Pires on 07/04/2014 at 00:29
    • Responder

    Parabéns à Escola D. Maria II e aos mentores deste projeto. Ficará na história este feito!

Responder a Armanda e João Pires Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.