Encontrada uma irmã do Sol

Crédito: ESO/L. Calçada

Crédito: ESO / Luís Calçada

O Sol nasceu numa nuvem molecular.
As nuvens moleculares são imensas (vários anos-luz de diâmetro) e são o berço das estrelas. As estrelas formam-se em nuvens moleculares de gás e poeira. Como as nuvens moleculares são enormes, então formam diversas estrelas.
Desta forma, a nuvem molecular onde nasceu o Sol, também formou outras estrelas. Mas até agora, não tínhamos evidências dessas irmãs solares.

Crédito: Ivan Ramirez/Tim Jones/McDonald Observatory

Crédito: Ivan Ramirez/Tim Jones/McDonald Observatory

Uma equipa de astrónomos liderada por Ivan Ramirez da Universidade do Texas em Austin, identificou pela primeira vez uma irmã do Sol – uma estrela que nasceu da mesma nuvem de gás e poeira que formou o nosso Sol.
A equipa analisou 30 possíveis estrelas candidatas. Após calcular as suas órbitas e analisar quimicamente a sua composição, o resultado foi que uma das estrelas será uma irmã do Sol.

A estrela chama-se HD 162826 e encontra-se a cerca de 110 anos-luz de distância do Sol, na direção da constelação de Hércules. Esta estrela não é visível a olho nú.
HD 162826 tem cerca de 15% mais massa que o Sol.
Esta estrela não tem um sistema planetário a orbitá-la. Pelo menos, que se conheça neste momento.

Leiam o artigo científico, o comunicado de imprensa da Universidade do Texas, o comunicado de imprensa do McDonald Observatory, e aqui.

3 comentários

  1. Notei no texto: “Como as nuvens moleculares são enormes, então formam diversas estrelas.”

    Acho isso ilógico..
    Se ela é uma nuvem ela tenderia a se concentrar na região central..
    No inicio isso seria instável e depois estabilizaria..

    Se estou errado me expliquem..

    • Ricardo André on 14/06/2014 at 00:43
    • Responder

    Carlos, só um reparo: “imenso” também é um sinónimo de “muito”, ou seja, no segundo parágrafo do artigo [As nuvens moleculares são imensas (vários anos-luz de diâmetro)] ficaria melhor substituir o adjectivo por “enormes”. Mas o sinónimo “imensas” também está correcto! É só uma questão de interpretação, neste caso da minha parte.
    Abraço!

  2. Encontrar as irmãs do Sol é excelente pois ajudar a conhecer melhor a nossa história, ou melhor as origens do nosso Sistema Solar. Espero que encontrem outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.