Alien Abduction

Alien Abduction (Abdução da Família Morris) é um filme deste ano que retrata o rapto por extraterrestres dos membros da família Morris.

O filme é mostrado em forma de documentário, em que um rapaz autista de 11 anos grava todo o evento com a sua máquina.
É um filme gravado da mesma forma que The Darkest Hour, Cloverfield, Skyline, The Fourth Kind, Blair Witch Project.
Tal como esses filmes, este também é um falso documentário.

AlienAbduction

A família Morris decide acampar na Montanha Brown, Carolina do Norte, EUA.
Riley Morris, um dos 3 filhos da família, numa das noites regista umas luzes estranhas no céu. Riley anda sempre a filmar com a sua câmera de filmar, por isso ele regista esse evento.

Na viagem de volta, eles perdem-se na montanha.
Ao passarem por um túnel, veem vários carros abandonados na estrada, a bloquear o túnel. Quando saem do carro, veem uma figura não-humana ao longe.
O indivíduo no túnel rapta o pai, Peter. A mãe e os 3 filhos, fogem no carro, voltando pela estrada por onde vieram.

Eles encontram uma cabana com uma pessoa, Sean, e passam lá a noite.
Entretanto, os alienígenas encontram-os e levam Sean, Katie (a mãe) e Corey (um dos filhos).
Sobram os filhos Riley e Jillian, que se escondem na floresta durante a noite.

Entretanto passa um polícia, mas também é raptado pelos alienígenas.
E Jillian e Riley também são finalmente raptados. A camera continua a filmar, e vê-se a subir para a nave extraterrestre.

Entretanto a camera é largada no solo, e recuperada pela Força Aérea Americana.

Um ano depois, Peter Morris (o pai) é encontrado nu numa ponte, em estado de choque.

maxresdefault

O filme é mostrado como se fosse um documentário, mas é um falso documentário, já que nada disto é real.

O tema do filme inspirou-se nos relatos de luzes no céu (satélites?) avistados por pessoas que vivem próximo desta montanha na Carolina do Norte.
Como o realizador gosta de Alfred Hitchcock decidiu, a partir disso, criar suspense sobre a história, e até incluir uma cena com aves, de homenagem a Hitchcock.

Como é muito estranho que Riley Morris continue a filmar, mesmo na presença do perigo, em que ele devia estar a ajudar a sua família ou a fugir, o realizador decidiu que Riley Morris é uma criança autista (apesar de não o parecer).

Mesmo sendo um falso documentário, podia ser um bom filme, como foi Blair Witch Project.
Mas não.
Salva-se a ação supostamente “amadora”. Tudo o resto, era dispensável.

Por alguma razão desconhecida, a Força Aérea decidiu divulgar as gravações…
Não faz qualquer sentido, e é totalmente contrário à realidade.

Uma criança autista é bastante comunicadora. Aliás, até é chata nos comentários que faz durante o vídeo.

Perto do início do filme, as luzes no céu ficam registadas na camera.
O pai não as viu e não acredita nessas luzes.
Mas podia ver o que estava gravado na câmera… mas por qualquer razão, decide não o fazer.

O GPS manda-os ir para o sitio errado… estaria controlado pelos extraterrestres? É óbvio que não.

O pai é apanhado pelos alienígenas… e é rapidamente deixado pela família.
Não parece haver problemas no resto da família deixar o pai. É muito estranho…

A cena das aves mortas a cair do céu parece-me que… “caiu do céu”.
Não se entende como é inserida “à força” no filme.

Sean, na cabana, viveu sempre lá e nunca teve problemas.
No entanto, mal aparece a familia, ele tem logo problemas com alienígenas.

Não entendo a falta de imaginação dos filmes de, sem sentido, apostarem em humanoides cinzentos.

Por fim, supostamente a abdução da família Morris dá-se em Outubro de 2011. Repito: 2011.
O Projeto Blue Book foi um estudo sobre objetos voadores não identificados que se iniciou em 1952 e encerrou em 1970. Repito: 1970. Existem mais de 12 mil casos relatados neste Projeto.
Neste filme é dito que este caso da família Morris é o caso 4499 do Projeto Blue Book. Como se percebe, existem pessoas que não sabem comparar anos…

2 comentários

1 ping

  1. Alguém me arranja uma bateria igual à da câmera do puto??
    As que tenho teimam em durar menos de 4horas.
    Queria filmar a vida aqui das almas, no Inferno, e assim com baterias fracas, não há condições!
    ]:-)

    1. LOLLL 😀

  1. […] real time, de forma aparentemente amadora. Faz lembrar filmes como Blair Witch Project, Skyline, e outros. Tal como esses filmes, este também é um falso […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.