Céu de Outubro

october-sky-original (1)

October Sky (Céu de Outubro) é um filme de 1999 baseado no livro Rocket Boys, de Homer Hickam.

A história é feita de factos reais da infância de Hickam.

O título do filme está relacionado com o facto do céu nunca mais ter sido o mesmo a partir de Outubro de 1957 – altura em que o primeiro satélite artificial cruzou os céus.

October-Sky-Poster-2

A cidade de Coalwood, West Virginia, EUA, é dominada pela sua mina de carvão. Praticamente todos os homens adultos trabalham na mina ou em trabalhos relacionados com a mina.
O que se espera dos jovens rapazes de Coalwood é que sigam as pisadas dos pais, dos avós e dos bisavós, e passem a trabalhar na mina também. As perspetivas de vida, os sonhos dos jovens, são assim bastante limitados.

No entanto, 4 amigos, inspirados pelo lançamento do Sputnik 1, decidem construir foguetes de forma amadora. Claro que isto vai contra os desejos dos pais, mas mesmo assim eles decidem seguir essa paixão pela engenharia aeronáutica e tentar encontrar o seu lugar no mundo (que esperam que seja mais que Coalwood).

Os amigos, Homer Hickam (o ator principal), Quentin Wilson (o génio matemático), Roy Lee Cooke e Sherman O’Dell, começam a experimentar construir foguetes e lançá-los para o céu. Obviamente, têm vários problemas e dezenas de falhanços.
Mas continuam a tentar.
A única pessoa que os apoia, incentiva e motiva, é a jovem professora de ciências da cidade, Miss Riley.

Após terem sucesso em alguns lançamentos, são injustamente presos por provocarem um fogo na floresta (na verdade, o fogo não tinha sido provocado por um dos seus foguetes).
Ao serem presos, os 4 amigos decidem abandonar a construção de foguetes e resignam-se a nunca serem mais nada a não ser trabalhadores da mina.

Após saberem que a causa do fogo na floresta tinha sido o lançamento de um sinalizador num aeroporto próximo, e não um dos seus foguetes, eles decidem voltar a construir foguetes.
Não só isso, mas decidem participar na feira nacional de ciência, e ganham a feira com os seus modelos de foguetes.
Devido a alguns contratempos, toda a cidade ajuda os jovens a ganharem a feira de ciência, incluindo o pai de Homer, que até aqui tinha sido sempre contra o sonho do filho.

Na feira nacional de ciência, Homer conhece o Dr. Wernher von Braun – o pai das Missões Apollo, e engenheiro-chefe na NASA.

Esta vitória na feira nacional de ciência faz também com que os jovens recebam bolsas de estudo para poderem frequentar a universidade (algo que estava para lá dos seus sonhos mais irrealistas).

Quando volta a Coalwood, Homer é recebido como um herói, e finalmente tem a aprovação do seu pai (algo que ele sempre ansiou). No entanto, recebe uma péssima notícia: a jovem professora Miss Riley está a morrer de cancro.

De modo a celebrarem a vitória na feira de ciência e de modo a homenagearem a sua professora, os 4 rapazes lançam para o céu o seu maior foguete… a que chamam Miss Riley.
O foguete é um sinal de esperança para todos eles, as pessoas de Coalwood.

No final do filme, vê-se o lançamento de um vaivém espacial, e de seguida imagens reais dos verdadeiros Rocket Boys no final da década de 1950.

No final também é dito o que aconteceu na realidade (na vida real) aos 4 amigos:
– todos completaram a faculdade.
– Homer tornou-se engenheiro da NASA.
– Quentin tornou-se engenheiro químico.
– Roy Lee tornou-se bancário.
– O’Dell tornou-se dono de uma agência de seguros.

october_sky_ver2

Para mim, o filme é fabuloso e bastante inspirador.
Por isso já o vi dezenas de vezes (e tenho o DVD). Recomendo que toda a gente visualize esta magnífica história real.

Gostei do contraste entre explorar o interior (em baixo), com intuito económico, ou explorar o espaço (em cima), com o intuito puramente de paixão e de fazer avançar o conhecimento humano.
Gostei também do contraste entre a tradição (seguir o pai e o que lhe estava destinado pela sociedade) ou seguir os nossos sonhos independentemente dos obstáculos que se colocam.
Em parte, é o contraste entre ficar preso no passado… ou olhar para o futuro.

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Marco Aurélio Esparza on 10/10/2017 at 18:01
    • Responder

    Este Filme é Muito Inspirador !

  1. Acabei de ver o filme. E e de facto inspirador! : )))

    1. 😉 Duvidavas de mim? 😛

      1. Tem dias 😉
        mas só porque temos gostos cinematográficos diferentes. :p

    • Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernanbdes on 23/07/2014 at 22:02
    • Responder

    Eu vi este filme. E deste também gostei.

    1. 🙂 É realmente excelente 😉

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.