Cassini deteta nuvens sobre Ligeia Mare

nuvens_Tita_ISS_Cassini_200714_220714Nuvens de metano sobre um dos mares da região do pólo norte de Titã, numa sequência de imagens obtidas pela sonda Cassini, entre os dias 20 e 22 de julho de 2014.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/Space Science Institute.

Imagens recentemente obtidas pela Cassini revelaram a presença de nuvens sobre um dos grandes mares de hidrocarbonatos da região do polo norte de Titã. Este fenómeno poderá corresponder ao primeiro sinal, há muito aguardado pelos investigadores, da chegada das tempestades de verão às latitudes mais setentrionais da lua de Saturno.

Durante mais de dois dias, a Cassini monitorizou o desenvolvimento e dissipação de um sistema de nuvens sobre Ligeia Mare, um dos três grandes mares de metano da região do polo norte de Titã. O movimento das nuvens sugere a presença de ventos na região com velocidades entre 3 a 4,5 metros por segundo.

nuvens_polo_norte_Tita_NAC_ISS_Cassini_210714Projeção ortogonal de uma imagem da região do polo norte de titã, obtida pela sonda Cassini, a 21 de julho de 2014. Na imagem podemos ver um sistema de nuvens sobre Ligeia Mare.
Crédito: NASA/JPL-Caltech/Space Science Institute.

“Estamos ansiosos por descobrir se a aparência destas nuvens assinala o início dos padrões climatéricos típicos do verão, ou se são uma ocorrência isolada”, afirmou Elizabeth Turtle, investigadora da equipa de imagem da missão da NASA. “Além disso, como estão estas nuvens relacionadas com os mares? Será que a Cassini as detetou sobre os mares por mero acaso, ou será que se formam preferencialmente nesses locais?”

De acordo com os modelos de circulação atmosférica, a aproximação do verão no hemisfério norte deveria ser acompanhada por um aumento significativo de nuvens nas latitudes mais setentrionais, pelo que os investigadores foram surpreendidos pela sua prolongada ausência desde o início da primavera, em agosto de 2009. As novas observações da Cassini parecem confirmar o arranque definitivo de padrões climatéricos semelhantes aos que criaram intensa precipitação na região do polo sul durante o final do verão no hemisfério sul de Titã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.