Estrelas Binárias descobertas por alunos da escola

Crédito: European Southern Observatory / L. Calcada

Crédito: European Southern Observatory / L. Calcada

2 alunos do ensino secundário/médio de uma escola em Dallas, Texas, EUA, descobriram 5 estrelas, enquanto estavam a divertir-se nas férias de Verão.

Dominik Fritz e Jason Barton foram inscritos pelos seus pais em campos de férias de verão (summer camps).
Neste caso, passaram cerca de 6 semanas no Programa QuarkNet. O trabalho deles consistia em analisar dados recolhidos por um poderoso telescópio.

Ao analisarem esses dados, descobriram 5 estrelas – todas elas são estrelas binárias eclipsantes e de contato. Ou seja, os pares de estrelas orbitam-se tão proximamente que as suas atmosferas tocam-se (daí serem “de contato”). Além disso, nos pares de estrelas, à medida que se orbitam mutuamente, estrelas passam em frente uma da outra vendo da nossa perspetiva (daí serem eclipsantes, porque uma eclipsa a outra).
Todas elas são consideradas estrelas variáveis – estrelas que constantemente variam de brilho (daí que estão registadas no Variable Star Index).

Os nomes das estrelas são:
Dominik Fritz descobriu 3 estrelas: ROTSE1 J115128.40+493130.5 , ROTSE1 J120809.03+503321.7 , ROTSE1 J232109.31+170125.6
Jason Barton descobriu 2 estrelas: ROTSE1 J223452.37+175210.5 , ROTSE1 J223707.20+212657.9

Leiam o artigo original, aqui.

2 comentários

    • Samuel Junior on 22/08/2014 at 19:38
    • Responder

    Estrelas como estas mantém esta órbita estável ou pela proximidade estão condenadas a se tornar 1 estrela com o tempo?

    1. Penso que são estáveis durante milhões ou milhares de milhões (bilhões) de anos… mas acabarão certamente por se juntarem ou então por uma retirar a massa da outra e “explodir”.

      Penso eu…

      Mas o mais importante: sem certezas. Não tenho a certeza que isto seja certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.