Ninguém vai adivinhar o final deste vídeo

Este é um spot promocional encomendado pelo Channel 4 à agência 4Creative.

Os criativos da 4Creative inspiraram-se na estética dos filmes-catástrofe e apocalípticos de ficção científica, criando bonecos que lembram uma versão mais grotesca dos minion da animação «Gru, O Maldisposto». A sinopse: uma misteriosa substância azul está a levar o mundo à destruição. Quem são os responsáveis?

O vídeo está tão bem feito, a ideia é tão boa e a surpresa final tão bem conseguida que é impossível escrever sobre ele sem estragar tudo. Vejam-no e digam de vossa justiça.

It’s Payback Time from Nexus on Vimeo.

5 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Filipe Barroso on 19/09/2014 at 12:02
    • Responder

    Pena serem célucas cancerígenas, já me estava a afeiçoar a estas personagens. Mas o vídeo está muito bem feito.

    • Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernanbdes on 15/09/2014 at 19:23
    • Responder

    Obrigada Professor. Não tinha entendido mesmo. Agora compreendo e acho muito interessante.
    Um abraço.

    • Graciete Virgínia Rietsch Monteiro Fernanbdes on 14/09/2014 at 11:23
    • Responder

    Gostei do video, mas não compreendi muito bem o fim Será que significa que a partir de um laboratório se pode destruir o Mundo ou salvá-lo de uma catástrofe? É que não entendi mesmo a frase final.

    1. Todo o vídeo é alguns seres a serem atacados por algo que eles não compreendem e que vem de cima…
      No final, vê-se que esses seres que estão a morrer são células cancerígenas, devido a experiências de cientistas em laboratórios.
      A frase no final é a dizer: é tempo de respondermos à letra e fazermos essas células pagarem pelo que nos fazem.

      Isto é de uma Campanha de Financiamento da Investigação Contra o Cancro 😉

      abraços!

  1. Sensacional. Video mto bem feito. E o final é surpreendente mesmo!

  1. […] vez não à descoberta no youtube, encontrei este vídeo através do Marco Santos do  Astro PT.  Como ele diz “Ninguém vai adivinhar o final deste […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.